A poesia suave de Jesus…
23/02/2014
Hoje:
23/02/2014

Pré-candidatura do PP ao Governo do Estado favorece as pretensões do ex-prefeito do Bom Jardim JOÃO LIRA…

O presidente estadual do Partido Progressista (PP), deputado federal Eduardo da Fonte – que foi escanteado da vaga de senador pela Frente Popular de Eduardo Campos (PSB) e vai disputar a reeleição –  comandou importante reunião com as principais lideranças pepistas no Estado, na sexta-feira passada (21) quando anunciou  a candidatura da vereadora do Recife , Michele Collins,  ao Governo do Estado nas eleições deste ano.

Da Fonte classificou a candidatura de “independente” e disse que “não se trata de retaliação ao atual governador e sim ampliar a bancada de deputados, formar mais um palanque para a reeleição da presidente Dilma Rousseff e consolidar este bloco político como a terceira via no processo de sucessão estadual. 

Tem como estratégia principal, segundo Dudu da Fonte, aglutinar outras forças dentro da coligação e formar uma espécie de “chapão das chapinhas”, que seria a reunião de outros pequenos partidos com o objetivo de eleger pelo menos seis deputados federais e 12 estaduais. O PP tem atualmente três deputados estaduais e três federais. O PROS já estaria apoiando a iniciativa.

João Lira

Neste contexto renovam-se as chances do ex-prefeito do Bom Jardim, João Lira, disputar uma das 49 cadeiras da Assembleia Legislativa no pleito deste ano. Na previsão deste “chapão de pequenas siglas” eleger 12 deputados estaduais, dentre estes possíveis eleitos poderia figurar o nome de João Lira, que sairia desta região do Agreste Setentrional com boa votação, tendo Bom Jardim como principal base eleitoral.

João Lira dirigiu a municipalidade bonjardinense de 2005 a 2012, cuja gestão está bem avaliada tanto pela população local quanto das cidades da região e com as 8 Prestações de Contas aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco. Informa o TCE  que das 21 prestações de contas de 2012 que foram julgadas no ano passado, 12 foram aprovadas e 9 rejeitadas, figurando Bom Jardim nas avaliações positivas. Este será, com certeza, mais um trunfo que João Lira usará em sua campanha junto ao eleitorado visando sua eleição à Alepe.

A Prestação de Contas da PMBJ de 2012, aprovada pelo TCE, inclusive está na Câmara Municipal do Bom Jardim para a análise e posterior julgamento por parte dos vereadores. Lira foi o principal cabo eleitoral da eleição do atual gestor da “Terra do Granito”, de quem atualmente está afastado politicamente.

Indagado a respeito da candidatura, por telefone, João Lira preferiu manter cautela sobre sua possível decisão de entrar na disputa proporcional estadual neste ano. “Tenho uma audiência agendada com o deputado federal Eduardo da Fonte para depois do Carnaval, quando terei subsídios para nortear minha decisão neste futuro processo eleitoral. Farei o que for melhor para esta região, para Bom Jardim e para o nosso grupo político, respeitando a determinação da nossa Executivo Estadual”, frisou Lira.

Eduardo da Fonte classificou a candidatura de Michele Collins como ''independente'' / Clemilson Campos/JC Imagem

(Clemilson Campos/JC Imagem)

Michele Collins

A candidatura de Michele Collins, oitava vereadora mais votada do Recife em 2012 (10.589 votos), é vista com otimismo pelo PP. O partido estima que pelo menos 30% da população do Estado seja evangélica, segmento ao qual Michele pertence como missionária da Assembleia de Deus. Conhecida por posturas conservadoras, principalmente em relação ao público GLBT, ela disse que recebe a missão “com alegria” e pretende dialogar com todos os setores da sociedade, “mas mantendo os princípios cristãos”.

O restante da chapa, porém, ainda não foi fechado e só será divulgado após uma conversa do partido com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcada para depois do Carnaval. Para o Senado, o nome mais cogitado é o do apresentador de TV Pedro Paulo, que já foi vice em 2012 na chapa do deputado estadual Pastor Cleiton Collins (à época no PSC e hoje filiado ao PP) para prefeito de Jaboatão dos Guararapes. O deputado é esposo de Michele Collins. O PP também pode apoiar um nome a senador indicado por Lula, segundo afirmam os dirigentes. (Foto Ideal)

1 Comentário

  1. SILVIO FERREIRA disse:

    o PP endoidou foi? Michele Collins? nunca ouvi falar antes, Pernambuco vai mudar sim com Armando Monteiro, este é o nome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.