Tebet admite candidatura avulsa se perder na bancada…
23/01/2019
Elizabete Oliveira permanece na direção do Hospital Regional de Limoeiro…
23/01/2019

Políticos de olho em possível vaga no Tribunal de Contas de Pernambuco…

Uma fonte que circula bem no Palácio do Campo das Princesas deixou escapar a este blogueiro que há ao menos dois membros do primeiro escalão do governador Paulo Câmara com o desejo e expectativa de assumir uma vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE). Segundo a fonte, os interessados estão na torcida para que a conselheira Tereza Dueire opte por antecipar a aposentadoria.

Alçada ao posto de Conselheira do  TCE-PE no ano de 2002, na vaga destinada à indicação da Assembleia Legislativa, Teresa Dueire tem o direito de ficar no Tribunal até o início de julho de 2023, quando terá que se aposentar compulsoriamente ao completar 75 anos de idade. No entanto, ela pode optar por sair antes, caso deseje.

A mesma fonte revela que a esperança desses dois secretários é a de que não só Teresa escolha pela aposentadoria antecipada, mas também que o governador tenha a força política suficiente para impor o nome à Assembleia Legislativa, tudo porque na Lei a vaga deixada por Teresa Dueire é de direito de indicação da ALEPE, o que pode fazer com que algum deputado estadual pleiteie o espaço.  

De acordo com a Lei, o TCE-PE é composto por sete conselheiros. Destes, quatro são indicados pela Assembleia Legislativa e os outros três pelo Governador do Estado, sendo um de livre escolha e dois dentre auditores e membros do Ministério Público de Contas.

No ano de 2013, quando o então conselheiro Romário Dias se aposentou, a vaga era da cota de indicação da ALEPE. Naquele ano o então governador Eduardo Campos, com o prestígio e força política em alta, sugeriu o nome de Ranilson Ramos para a ALEPE, o que resultou na ausência de disputa pela vaga por parte dos deputados estaduais da época.

O grande problema em toda essa equação diz respeito a vontade da Conselheira Teresa Dueire de antecipar a aposentadoria. Pessoas próximas a ela garantem que está possibilidade é “zero”, o que derruba todas as chances de haver a abertura de uma vaga até a saída do governador Paulo Câmara do Governo do Estado, em 2022.

Única mulher a ocupar uma vaga no Colegiado do Tribunal de Contas de Pernambuco em toda a história, Teresa Dueire é o exemplo do empoderamento feminino em uma sociedade onde tradicionalmente os altos postos do Poder Público é ocupado por homens. Na função ela inclusive já presidiu o órgão durante os anos de 2012 e 2013. (Wellington Ribeiro)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.