Tudo que puder será privatizado, diz ministro da Infraestrutura…
03/01/2019
Secretários do Governo Paulo Câmara tomam posse em Pernambuco…
03/01/2019

PIS 2017 liberado para trabalhadores…

Os trabalhadores que tiveram carteira assinada em 2017 podem ter direito de receber o abono do Programa de Integração Social (PIS). Para isso, é preciso ter trabalhado por, no mínimo, 30 dias recebendo até dois salários mínimos. Também é preciso estar cadastrado no PIS há, ao menos, cinco anos.

O valor é pago pela Caixa Econômica Federal. Para saber se tem direito, o profissional pode fazer a consulta pessoalmente, na internet ou pelo 0800-7260207. Em janeiro, a Caixa deposita o abono para quem nasceu em janeiro e fevereiro. O dinheiro começa a cair na conta-corrente no dia 15. Quem não é cliente do banco pode sacar o PIS a partir do dia 17. O dinheiro ficará disponível para saque até 28 de junho. 

Quem tem o Cartão do Cidadão e a senha cadastrada pode receber o valor nas lotéricas ou em qualquer ponto de atendimento Caixa Aqui. Também é possível fazer o saque nos caixas eletrônicos do banco. Caso não tenha o Cartão do Cidadão, o valor pode ser sacado em qualquer agência. Para isso, é preciso apresentar um documento de identificação. Os servidores públicos também têm direito ao abono.

Neste caso, é a grana do Pasep, pago pelo Banco do Brasil. Informações sobre o recebimento podem ser obtidas pessoalmente, pela internet ou no 0800-7290001. O Banco do Brasil libera o valor no dia 17. Para os clientes, a grana cai no dia 14. 

Os valores variam entre R$ 80 e R$ 954, dependendo de quantos meses de trabalho o profissional teve no ano-base. Nascidos entre julho e dezembro: pagamento já efetuado e crédito em conta. Nascidos em janeiro e fevereiro: pagamento a partir de 17 de janeiro e crédito em conta em 15 de janeiro.

Nascidos em março e abril: pagamento a partir de 21 de fevereiro e crédito em conta em 19 de fevereiro. Nascidos em maio e junho: pagamento a partir de 14 de março e crédito em conta em 12 de março. Para receber é preciso: Ter trabalhado com carteira assinada por, pelo menos, 30 dias no ano de 2017.

Ter recebido, na época, até dois salários mínimos por mês. Ser inscrito no PIS há, pelo menos, cinco anos. O valor ficará disponível na Caixa até 28 de junho de 2019. (AB)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.