Hoje:
04/06/2022
Arquivo Fotográfico
04/06/2022

Pesquisa Ipespe: mesmo sem Dória, Lula e Bolsonaro se mantém no mesmo lugar

divulgação

Por: Tádzio Estevam/Diário de Pernambuco – A mais recente pesquisa do Ipespe, divulgada ontem (03), revelou que Lula e Bolsonaro começaram o mês de junho estáveis. No primeiro levantamento deste mês, a análise estimulada – com a apresentação de todos os pré-candidatos -, mostrou o petista com 45% pontos percentuais contra 34% para Jair Bolsonaro. Os números praticamente deixam Lula e Bolsonaro no mesmo lugar da pesquisa anterior que ainda incluía João Dória (PSDB) na disputa. 
Em terceiro lugar está o ex-ministro cearense Ciro Gomes (PDT) com 9%. Na sequência, a senadora Simone Tebet (MDB) – que abriu a chamada “terceira via” -, apareceu com 3% nas intenções de voto. Mesmo em quarto lugar, Tebet vem crescendo depois de ter sido anunciada oficialmente pelo partido, em detrimento de João Dória (PSDB) que saiu da disputa. 
Em terceiro lugar está o ex-ministro cearense Ciro Gomes (PDT) com 9%. Na sequência, a senadora Simone Tebet (MDB) – que abriu a chamada “terceira via” -, apareceu com 3% nas intenções de voto. Mesmo em quarto lugar, Tebet vem crescendo depois de ter sido anunciada oficialmente pelo partido, em detrimento de João Dória (PSDB) que saiu da disputa. 
De acordo com a pesquisa, comentada pelo sociólogo e cientista político Antonio Lavareda – presidente do Conselho Científico do Ipespe -, Lula e Bolsonaro oscilam um ponto para baixo na menção espontânea (39% e 29%), e ficam estáveis na estimulada no primeiro e segundo turno, ou seja, (45% contra 34%) e (53% versus 35%), respectivamente. O terceiro colocado, Ciro (com 5%) subiu um ponto na espontânea, e o mesmo na estimulada (9%). No segundo turno ele aumenta dois pontos sobre Bolsonaro (45% x 40%), e cresce um ponto enfrentando Lula (26% x 54%). 
A quarta colocada, Tebet, não se mexeu na espontânea (1%) nem na estimulada do primeiro turno (3%) mesmo após a saída de Doria, mas nos cenários em que foi testada na segunda volta, ela cresceu três pontos contra Bolsonaro (37% X 41%) e dois contra Lula (20% X 56%). Entre os demais, André Janones (Avante) é o único que continua aparecendo na espontânea com 1%. Na estimulada, a sindicalista Vera Lúcia (PSTU) e Pablo Marçal (Pros) também atingem 1% no arredondamento das respectivas citações. Leonardo Péricles (UP) e o deputado federal Luciano Bivar (União Brasil) não alcançaram nem 1%.
A pesquisa mostrou desta vez um quadro de atributos dos pré-candidatos. Nele, o ex-presidente Lula aparece em primeiro lugar em todos os critérios (honestidade, preocupação com as pessoas, competência, inteligência, equilíbrio, pulso firme, ideias novas e modernas e experiência. 
De acordo com Lavareda, a corrida eleitoral de 2022 será pautada pelos principais assuntos da agenda nacional, como a economia, a educação e a saúde. “Na pesquisa, mais de 40% dos brasileiros menciona a economia, depois a educação, a seguir a saúde, ou seja, toda a agenda nacional”. 
Contratada pela XP Investimentos, a pesquisa entrevistou 1.000 pessoas entre os dias 30 de maio e 1º de junho. O nível de confiança foi de 95,5%. A margem de erro foi de 3,2 pontos percentuais para maios ou para menos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.