Mega-Sena acumula e pagará R$ 38 milhões no sábado
23/10/2020
João Alfredo; Ecos do porta-a-porta de Sebastião Mendes no Bairro Manoel Vidal
23/10/2020

Pesquisa Folha/Ipespe: João Campos lidera com 33% no Recife

Folha de Pernambuco

A Folha de Pernambuco e o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) divulgam, nesta quinta-feira (22), a segunda rodada da pesquisa de intenções de voto para a Prefeitura do Recife. No levantamento, João Campos (PSB) assumiu a liderança, com 33%, abrindo uma diferença de 15 pontos percentuais em relação a Marília Arraes (PT), que aparece com 18% na segunda colocação. A petista está tecnicamente empatada com Mendonça Filho (DEM), que registrou 16% e, no limite da margem de erro, também empatada com Delegada Patrícia (Podemos), que tem 13%. 

Coronel Feitosa (PSC), Marco Aurélio (PRTB), Charbel (Novo) e Thiago Santos (UP) foram mencionados por 1% dos entrevistados. Os candidatos Carlos Andrade Lima (PSL) e Cláudia Ribeiro (PSTU) têm 0%. Brancos e nulos somam 10%, enquanto os pesquisados que indicaram que não sabem ou ainda que não responderam somam 6%. O candidato Victor Assis foi incluído nesta pergunta, mas não foi citado por nenhum respondente. A margem de erro máximo estimada do estudo é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com a utilização de um intervalo de confiança de 95,45%. O estudo foi realizado nos dias 20 e 21 de outubro e consultou 800 pessoas. 

Na primeira sondagem, realizada nos dias 22 e 23 de setembro e publicada no dia 25 de setembro, a disputa trazia Marília Arraes com 22% e João Campos com 16%. Mendonça, por sua vez, registrou 13% e a Delegada Patrícia 14%. Entre os demais prefeituráveis, Marco Aurélio foi mencionado por 2%, enquanto Thiago Santos, Coronel Feitosa, Carlos Andrade Lima e Charbel, 1%. Cláudia Ribeiro e Victor Assis apareciam com 0%. Os recifenses que afirmam votar branco, nulo ou não votar, somavam 21%. Já os que não souberam ou não responderam eram 8% no primeiro resultado. 

A segunda pesquisa  está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo PE-01392/2020. 

Segundo turno
A pesquisa Ipespe/Folha de Pernambuco também perguntou aos entrevistados em quem eles votariam em simulações de segundo turno no município. Em uma disputa entre João e Marília Arraes, o socialista teria 43% e a petista 37%. Os recifenses que indicaram votar branco, nulo ou nem registrar o voto somam 17% e os que não sabem ou não responderam representam 3%.

Já numa simulação entre João Campos e Mendonça Filho, o candidato do PSB seria eleito com 45%. O democrata teria 32%. Votos brancos, nulo ou “nenhum” são 21% e os que não sabe ou não responderam são 2%. 

Em outro quadro, entre Marília Arraes e Mendonça Filho, a petista teria 44% contra 39% do democrata. Brancos, nulos ou “nenhum” são 15% e não sabem ou não responderam são 2%. 

Em uma simulação entre João Campos e a Delegada Patrícia, ele registraria 45% dos votos contra 40% da postulante. As indicações de votos brancos, nulos ou “nenhum” são 13% e não sabem ou não responderam são 2%. 

O panorama de uma decisão entre a Delegada Patrícia e Marília Arraes é o mais acirrado entre os apresentados aos eleitores. A delegada teria 42% e a petista  41%. O quantitativo de votos brancos, nulos ou “nenhum” somam 14% e os que não sabem ou não opinaram totalizam 3%. 

Por fim, na hipótese de um embate no campo de centro-direita, a Delegada Patrícia venceria Mendonça Filho com 43%. O democrata teria 32%. Brancos, nulos ou “nenhum”são  22% e não sabem ou não responderam são 3%. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.