Hoje:
23/07/2020
Relator do Fundeb no Senado vai manter projeto aprovado na Câmara
23/07/2020

Pernambuco ultrapassa a marca de 60 mil curados da Covid-19

Diário de Pernambuco

Pernambuco atingiu, ontem (22), a marca de 60.119 pessoas recuperadas da Covid-19. Isso significa que 73,8% do total de pernambucanos infectados pela doença que foram testados já se reestabeleceram. Do total de curados, 11.662 tiveram casos graves, demandando internação hospitalar, e 48.457 sintomatologia leve. Do total de recuperados, 1.298 foram computados nas últimas 24 horas.

“Este é um dado que supera a frieza dos números. Muitos destes pacientes só estão curados graças a um dos quase 1,8 mil leitos abertos pelo governo de Pernambuco, neste que já é o maior esforço sanitário, logístico e de mobilização de recursos humanos da nossa história”, disse o secretário de saúde de Pernambuco, André Longo.

O secretário destacou ainda que a marca alcançada nesta quarta motiva o poder público. “Ressalto que, apesar de ser um alento e muito nos animar, ainda não é momento de baixar a guarda. O vírus ainda está entre nós, circulando em nosso estado. E, por isso, precisamos da união e da colaboração de todos. Cada um de nós precisa ser um agente de proteção e medidas, como o uso de máscaras e a higienização das mãos, precisam estar incorporadas ao cotidiano”, afirmou André Longo.

O infectologista Demetrius Montenegro, chefe do setor de Infectologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), enfatizou que o dado é importante para dar mais confiança à população. “Se vende muito a história de uma cura milagrosa, pelo medicamento A ou B, mas isso não existe. No entanto, não haver um tratamento específico para o vírus, não significa que não há cura. As pessoas precisam saber que se adoecerem de Covid, não significa que estão com os dias contados. A grande maioria, mesmo os que têm quadros mais graves, tem se recuperado”, afirmou.

O médico explicou ainda que o número de recuperados divulgado pelo governo de Pernambuco não significa o número total de casos confirmados menos a quantidade de mortes. O estado tem 81.382 casos já confirmados da Covid-19, e o boletim aponta 60.119 pessoas recuperadas da doença. A diferença entre os números é 21.263. Esse, porém, não é o número de mortos pelo novo coronavírus. O estado registrou 6.152 óbitos pela doença. “Essa diferença se dá pelo fato de que são oficialmente registrados como curados aqueles que tiveram alta de um hospital, que estavam em uma unidade de saúde. Essa quantidade que não aparece quando fazemos essa conta são aqueles em que se perdeu o seguimento, mas não significa que morreu”, esclareceu.

Dados

No boletim desta quarta, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) passou a divulgar o dado da população indígena notificada e confirmada para o novo coronavírus. Até o momento, 239 índios de 11 etnias tiveram diagnóstico positivo para a Covid-19. Foram registrados oito óbitos. Outros 448 casos foram descartados. Os dados, do Distrito Sanitário Especial Indígena de Pernambuco, serão divulgados semanalmente.

Foram registrados, nesta quarta, 941 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 817 (87%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 124 (13%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Agora, Pernambuco totaliza 81.382 casos já confirmados, sendo 22.374 graves e 59.008 leves. Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 181 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 63 óbitos, sendo 33 pacientes do sexo masculino e 30 do sexo feminino. Com isso, o estado totaliza 6.152 mortes pela doença. As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 12 de maio e 21 de julho. Do total, 35 (55,5%) ocorreram de 12 de maio a 18 de julho. As outras 28 (44,5%) ocorreram nos últimos três dias, sendo 13 mortes no dia 19 de julho, 11 no dia 20 de julho e quatro registradas ontem (21). Os pacientes tinham idades entre 12 e 96 anos.

Os óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Abreu e Lima (1), Bezerros (1), Bom Conselho (1), Bom Jardim (1), Cachoeirinha (1), Camocim de São Félix (1), Caruaru (3), Cortês (1), Garanhuns (1), Gravatá (2), Itamaracá (1), Jaboatão dos Guararapes (8), Jupi (1), Lagoa Grande (1), Lajedo (1), Limoeiro (2), Olinda (3), Panelas (2), Paudalho (1), Paulista (2), Pesqueira (1), Petrolina (2), Quipapá (1), Recife (15), Saloá (1), Santa Cruz do Capibaribe (3), São Bento do Una (1), São Lourenço da Mata (1), Surubim (1), Taquaritinga (1), Vitória de Santo Antão (1).

Dos 63 pacientes que vieram a óbito, 54 apresentavam comorbidades confirmadas, como diabetes (28), doença cardiovascular (22), hipertensão (20), doença renal (6), câncer (4), Alzheimer (3), AVC (3), doença respiratória (3), tabagismo (3), imunossupressão (2), obesidade (2), doença hematológica (1), doença hepática (1). A SES-PE esclarece que um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um não tinha doença prévia, e os demais casos ainda estão em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 18.129 casos foram confirmados e 23.892 descartados. Até essa terça-feira, do total de profissionais de saúde que contraíram a doença, 91,5% já estão curados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública – estadual e municipal – ou privada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.