Mutações preocupantes do coronavírus já são maioria em Pernambuco, diz Fiocruz
05/03/2021
Representatividade de mulheres pernambucanas na política está abaixo da média nacional, diz IBGE
05/03/2021

Pernambuco tem hospitais de campanha para Covid-19 em licitação, diz governador

Portal Folha de Pernambuco
Em estado crítico de ocupação de leitos de UTI, Pernambuco tem hospitais de campanha para o tratamento da Covid-19 em processo de licitação. A afirmação foi feita pelo governador do Estado, Paulo Câmara, em entrevista à TV Globo Recife, na manhã desta sexta-feira (5).
“Temos licitações em andamento para novos hospitais de campanha justamente para ter uma retaguarda. Estamos correndo atrás para não faltarem os leitos”, disse Câmara. 
Questionado sobre o fechamento de hospitais de campanha abertos no primeiro pico da pandemia, o governador afirmou que isso foi feito diante da demanda em baixa por internações na época. 
“Tinha muitos leitos vazios e já tinha o questionamento de por que manter hospitais de campanha abertos”, continuou.
Em fevereiro, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) lançou aviso de licitação para a contratação de uma empresa para instalação e montagem de um hospital de campanha com 8,5 mil metros quadrados no bairro dos Coelhos, na área central do Recife.
De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, o novo hospital terá 432 leitos, sendo 132 de UTI. A previsão de abertura desse hospital é para abril, mas, caso o Estado consiga ampliar a oferta de terapia intensiva, o hospital pode não ser colocado em execução. É o que foi dito por Longo em coletiva de imprensa, na quinta-feira (4).
“Esse processo [de licitação] tem que respeitar todos os trâmites dos processos licitatórios que são exigidos pelos órgãos de controle. Se nós conseguirmos atingir o número de leitos que possa ser suficiente para atender a população, talvez esse hospital de campanha não seja colocado em execução. Isso vai depender do comportamento da doença e da quantidade de leitos que conseguirmos ofertar nas próximas semanas”, disse Longo.
O secretário ainda afirmou que há uma expectativa para abertura de novos 40 leitos ainda esta semana e 250 foram colocados à disposição desde novembro.
“Vamos continuar trabalhando todos os dias para colocar mais leitos à disposição da população, mas isso não será suficiente se não diminuirmos o contágio. Não haverá hospital que chegue se não atuarmos todos juntos para reduzir o índice de contaminação e isso precisa ser feito respeitando as regras sanitárias. Precisamos de um esforço coletivo”, continuou.
Paulo Câmara ressalta que o Estado tem hoje o mesmo quantitativo de leitos que tinha no ano passado. 
“Compensamos o fechamento desses leitos dos hospitais de campanha criando estruturas nos próprios hospitais já existentes. Fizemos um trabalho que talvez para o cuidado da pessoa foi mais eficaz e isso está se mostrando agora com a possibilidade de ampliar os leitos que existem”, disse o governador.
Pernambuco tem, segundo divulgado pela SES-PE na quinta-feira (4), 2.459 leitos nas redes pública e privada para o atendimento a casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).
Em leitos de terapia intensiva, a ocupação na rede pública é de 94% e, na rede privada, 90%. Nos leitos de enfermaria, a ocupação é de 79% e 51% nas redes pública e privada, respectivamente. 
Por fim, o governador ainda garantiu que não faltarão recursos para abertura de leitos e hospitais de campanha no Estado e  disse que, esta semana, foram abertos 50 leitos de UTI de um planejamento de 72 – todos os 50 foram ocupados.
“Estamos gastando mais de R$ 2 milhões por dia com os leitos de UTI. Todo o planejamento daqui para frente, seja nos leitos que estamos abrindo ou nos hospitais que estamos licitando, tem recursos garantidos”, fechou Paulo Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.