“Sem remédio ou vacina, Brasil deve apostar no isolamento para conter coronavírus”, diz Fernando Filho
16/05/2020
Bolsonaro defende protocolo diferente para covid-19, diz Braga Netto
16/05/2020

Paulo Câmara enfatiza importância da quarentena para vencer a pandemia

O governador Paulo Câmara enfatizou, ontem (15), a importância de ampliar o isolamento social em todo o Estado e ressaltou o momento decisivo pelo qual passa a sociedade no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Em seu pronunciamento, o chefe do Executivo Estadual pediu o apoio de todos os pernambucanos às medidas mais rigorosas de quarentena – que passarão a vigorar em cinco municípios da Região Metropolitana do Recife a partir deste sábado, dia 16, estendendo-se até o dia 31 de maio. Essas restrições estão estabelecidas no decreto estadual nº 49.017/2020, assinado no início da semana.

“Com o isolamento social, a criação de leitos e a contratação de profissionais salvamos muitas vidas. Mas ainda é necessário reduzir a propagação da Covid-19. A nossa missão, de todos, é continuar salvando vidas. O vírus não causa apenas sobrecarga na saúde, ele causa mortes e precisa ser combatido de maneira firme”, disse Paulo Câmara, reforçando a necessidade de toda a população redobrar os esforços para garantir o isolamento social.

A partir de amanhã, Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata – cidades da RMR que concentram mais de 70% dos casos registrados de Covid-19 no Estado – estarão em regime de quarentena, submetidos às medidas de restrição estabelecidas pelo Governo do de Pernambuco.

Estará proibida a circulação de pessoas e veículos, com exceção das atividades consideradas essenciais, previstas no decreto. Há obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção em todos os locais, rodízio de veículos em dias alternados, de acordo com o último numeral da placa (par ou ímpar), entre outras ações que serão rigorosamente fiscalizadas por agentes do Governo.

Paulo Câmara lembrou ainda que todas as outras medidas anteriores de restrição serão mantidas nas demais cidades do Estado. “Nós temos um compromisso com a população e não desistiremos da luta pela vida. Os próximos dias serão difíceis para todos nós. A quarentena é dura, impõe muitas restrições, mas não queremos perder vidas. Peço a cada pernambucano e pernambucana que participe dessa luta. Depende de cada um o começo da nossa virada para irmos vencendo a doença e reconquistando a paz, a tranquilidade e a retomada gradual com a qual todos sonhamos”, concluiu o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.