Eriberto Medeiros articula inclusão dos conselheiros tutelares no grupo prioritário de vacinação contra Covid-19 em Pernambuco
28/05/2021
Nove pacientes com Covid são transferidos por causa do risco de falta de oxigênio em João Alfredo
28/05/2021

Paulo Câmara critica Bolsonaro por ação no STF contra restrições: ‘O presidente não combate o vírus’

Folha de Pernambuco
O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), usou suas redes sociais para falar sobre a ação movida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Supremo Tribunal Federal (STF) para derrubar decretos com medidas restritivas contra o avanço da Covid-19 em Pernambuco e outros dois estados. 
“O país precisa de mais vacinas, ampliação da testagem, apoio financeiro para a população. Mas o presidente não combate o vírus, ao contrário, caminha na direção oposta, enquanto encena embates de baixo nível, para uma plateia cada vez menor”, escreveu Paulo Câmara.
Em nota, a Advogacia-Geral da União (AGU), informou que a ação de incostitucionalidade tem como intuito “garantir a coexistência de direitos e garantias fundamentais do cidadão, como as liberdades de ir e vir, os direitos ao trabalho e à subsistência, em conjunto com os direitos à vida e à saúde”.
O governador de Pernambuco lembrou que apesar dos “indícios de uma nova onda” de contaminações e mortes pelo coronavírus, “a postura do presidente também só piora”. “Resolveu dedicar seu tempo a processar governadores que trabalham para salvar vidas”, acrescentou Paulo Câmara.
“A cada dia, a conta que Jair Bolsonaro prestará à história fica mais clara pela sua opção de condenar à morte e à miséria milhares de pessoas. Um erro que se consolida como irreparável. Um alto preço que 456.674 brasileiros pagaram com a própria vida”, completou o governador de Pernambuco.

Mais de um ano, desde o início da pandemia no Brasil, o quadro se agravou, frente a indícios de uma nova onda, e a postura do presidente também só piora. Resolveu dedicar seu tempo a processar governadores que trabalham para salvar vidas.

Pernambuco atravessa um dos momentos mais críticos da pandemia de Covid-19. Com alta ocupação de leitos, que chega a 98% na rede pública, o Estado entrou, nesta semana, em uma fase de medidas mais restritivas para tentar conter o avanço da doença.
No Agreste, desde a última quarta-feira (26) e até 6 de junho, 65 cidades estão sob quarentena rígida e apenas atividades autorizadas pelo governo estadual podem funcionar.
Já na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata, as restrições entram em vigor neste sábado (29) e são válidas para os dois próximos sábados e domingos.
Os dados mais recentes da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) indicam que o Estado soma 472.590 infectados pelo Sars-CoV-2 e 15.595 mortes em decorrência da doença.
Por fim, Paulo Câmara afirmou ter “total confiança” no STF sobre a ação movida por Bolsonaro. “Temos total confiança que o Supremo Tribunal Federal, mais uma vez, não deixará essa atitude absurda prosperar”, finalizou o governador.
A decisão do STF que reconheceu a competência dos entes federados em medidas sanitárias de combate à Covid é alvo de queixas de Bolsonaro, que já acusou o tribunal de ter delegado superpoderes a governadores e prefeitos. Bolsonaro também argumentou que a decisão judicial impediu a União de tomar ações referentes à pandemia nessas cidades e estados, o que é falso.
Mais recentemente, o presidente criticou o julgamento do STF que permitiu que gestores locais fechem templos religiosos para evitar aglomerações e conter a disseminação do vírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.