Opinião – “Não à bandidagem”…

17264486_259804624476521_2006635506709780581_n

17264486_259804624476521_2006635506709780581_n 

Lidiane Mayra de Souza*

O Brasil virou um país para bandidos, onde diariamente acontecem vários crimes: homicídios, roubos, estupros,etc. As leis parecem que são criadas para os bandidos, beneficiado os delinquentes em detrimento do cidadão de bem que paga seus impostos, enquanto o povo em permanente vigília e assustado sem saber o que fazer ou para quem  apelar. Essa situação faz com que pessoas como eu que sou estudante pensar: será que devo tirar do meu curriculum, meus cursos técnicos e experiências profissionais? Pois até parece que vale mais quem comete crimes bárbaros. Estes quase sempre se dão bem, como o goleiro Bruno, que após um crime bárbaro como o que praticou, ainda arranja um bom emprego, passando a viver na mídia, adquirindo respeito de parte da população.

Estamos numa guerra civil e culpo a política brasileira, que ao invés de dar bons exemplos, temos no parlamento em Brasília e nas casas legislativas em todo o país, verdadeiros bandidos denominados de parlamentares, em sua maioria. São uma massa podre impregnada pela corrupção, legislando em causa própria e criando os meios para a defesa dos bandidos feitos eles.

Vemos cidadãos desarmados a mercê da bandidagem, sem defesa e ser forem pegos com uma faca de mesa, serão presos. Quando saem de casa, correm o risco de não voltarem mais. Se voltarmos no tempo antes desta Lei do Desarmamento, se podia ir a um bar, numa festa, à casa de um amigo à noite, sem medo.  Por que? O repeito à bandagem sempre existiu, antes em menor número. Naquela época se chegava em um bar, sabia-se que a maioria, ou alguns dos clientes estavam armados, com arma de fogo ou com a famosa peixeira de sete polegadas. Era raro um homicídio, um assalto ou um arrastão.

Hoje os cidadãos estão desarmados e com medo de estarem num ambiente de lazer e serem surpreendidos por um assalto e pelo tiro do revólver de um marginal. Os nossos políticos são os maiores culpados, pois nada fazem. A meu ver, a cada cem políticos, apenas um ou dois é que pensa na sociedade e no povo. O Brasil está em guerra civil; apenas em Pernambuco em 2017 já houve cerca de 1500 homicídios. Isto tem que parar… 

*Lidiane é acadêmica de Direito, da FACJUL

3 Responses to Opinião – “Não à bandidagem”…

  1. Izauri Bezerra disse:

    Esmos encurralados e de mãos atadas . cabeças deseperafas.
    País sem futuro, voltando ao passado dos diitadores.

  2. Eliane Rocha Silva disse:

    Em repúdio à um sistema desatualizado e a tantas benesses fornecidas em nome de direitos humanos à marginais(esses que estão legislando em prol de elegem leis que os beneficie e em prejuízo da classes de trabalhdores), a marginalização, ao descaso que o sistema trata os familiares que agonizam anos atrás de justiça, à falta de segurança, à falta de trabalho, de saúde, educação, saneamento e principalmente ao desamor que espera em nossos dias atuais.

  3. zevalter disse:

    LIDIANE DISSE TUDO! Nós temos um judiciário e um Legislativo que dão mais valor ao bandidos do que ao Cidadão de Bem! Precisamos de leis severas, que punam com rigor a bandidagem…PRECISAMOS DA PENA DE MORTE (PRINCIPALMENTE PARA POLÍTICOS E JUÍZES CORRUPTOS)!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo