Na Alepe, eleição da Mesa Diretora esquenta na reta final…
30/01/2019
Cofres municipais vão receber R$ 4,3 bilhões no último FPM de janeiro…
30/01/2019

Opinião: Meio cheio ou meio vazio/

“Acredito que em vidas passadas fui eu quem deu vinagre para Jesus Cristo beber na hora que ele pediu água”.

Quem nunca pensou ou falou isso que atire a primeira pedra.

É sabido que somos eternos alunos nessa escola chamada terra, embora muitas vezes péssimos alunos.

Pare para pensar e irá dar-me razão, quer ver uma coisa?

Já falei aqui antes, mas retomo o discurso para endossar o que estou propondo:

Antes da vinda de Jesus Cristo ao nosso mundo era tido como os homens mais poderosos os reis ou guerreiros que matavam mais, impérios foram edificados dentro desse condicionante.

Passado o tempo, Deus nos envia seu Filho na esperança de melhorar o homem, nasce Jesus Cristo, revolucionário, psicólogo, educador, gestor, político, enfim nossa existência é pouca se tentarmos listar suas virtudes.

Pois bem Jesus Cristo veio como objetivo principal nos reciclar, e sendo bem prático sua maior missão foi ensinarmos o AMOR, quer seja ele próprio e/ou pelo próximo.

Passaram-se 2018 anos de sua vinda e ainda hoje temos irmãos que ainda se utilizam de posturas praticadas na época dos selvagens, dos bárbaros, assassinando.

Entendem agora por que somos péssimo alunos?

Quanto a indagação da qual comecei o texto, toda vez que entramos numa provação, num sofrimento, dado nosso atraso moral, dado nossa visão materialista de ser, sempre questionamos e reclamamos da providência divina.

Esquecemos que Deus é suprema inteligência, infinito amor e misericórdia.

Assim sendo, tudo que nos é apresentado em nosso caminhar – que muito do que sofremos foram escolhas próprias – é para seguirmos na lei do progresso, nos capacitando em algo que ainda não temos.

Já observou que toda vez que não gostamos de determinada coisa é justamente aquilo que mais nos deparamos na vida?

É exatamente a providência divina buscando nos capacitar naquilo que ainda estamos atrasados, ao meu ver isso nada mais é do que nos alocar na lei do progresso, haja vista que ela não retrocede, o pior que pode acontecer é estacionarmos.

Por isso nobre Leitor hoje minha proposta é refletirmos sobre ACEITAÇÃO X SUPERAÇÃO.

ACEITAÇÃO: concordar, acolher, …

Parando para fazer contas, levando em conta a quantidade de energias que movemos reclamando, xingando, questionando de forma negativa é inversamente proporcional a quantidade de benefícios que essa postura nos traz, ou seja, quanto mais reclamar, menos tenho capacidade de resolver o problema.

Não seria mais prudente, ao invés de reclamar, sairmos de nosso papel e de fora, num ângulo neutro, começar a refletir tipo:

“Por que será que isto está acontecendo? O que será que isso quer me ensinar?”

Teste e verás que é muito mais leve, saudável e inteligente a postura que aqui sugiro.

SUPERAÇÃO: ultrapassar, vencer, …

Aprendi recentemente que “Não existem prejuízos, existem aprendizados”.

Temos a capacidade de olhar de forma negativa para as coisas.

Sabe aquele lance do copo com metade de água?

Como observamos ele? Meio cheio ou meio vazio?

Vi também que nunca saberemos nossas verdadeiras forças, nossa total energia até sermos posto a provas, a provações pesadas.

Todo santo dia ao acordar temos que fazer duas escolhas:

a) Reclamar de tudo, fazer-me de coitadinho, vitimizar-se;

b) Partir para luta, observar sempre o lado bom das coisas, acreditar em nosso potencial, como diz o clássico do samba: “Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima.”

NADA, NADA NESTE MUNDO É MAIOR DO QUE O AMOR DE DEUS POR NÓS.

Tudo nessa vida é passageiro: felicidade, sofrimento, derrota, vitória, alegria, tristeza, tudo é passageiro.

Vivamos o presente; quem vive de passado é professor de história, quem vive de futuro é cartomante.

Vivendo o presente teremos maturidade de acreditar que o que passamos é passageiro, quer nos trazer uma lição, quer nos capacitar e confiando na providência divina buscamos através de uma fé raciocinada as forças necessárias para superar.

Reclamemos menos, pensemos mais.

Viva a fé!

Viva a misericórdia!

Viva a aceitação x superação!

Viva a Lei do Progresso!

Viva Deus!

João Alfredo (PE), 30/01/19

Benízio Elias Fh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.