Três ex-prefeitos de Carpina apontam Miguel como futuro para Pernambuco
30/04/2022
Fragmento Bíblico
30/04/2022

O jogo sujo de Dudu da Fonte é inaceitável, reafirma Milton Coelho

Do Blog Magno Martins
Meu caro Magno,
Tudo que externei em relação ao comportamento do deputado Eduardo da Fonte, adepto de recorrer a terceiros para mandar recados quanto ao seu suposto inconformismo dentro do arco de forças que compõe a Frente Popular em torno da pré-candidatura de Danilo Cabral ao Governo do Estado, foi sustentado na minha autoridade de secretário da executiva nacional do PSB, hoje reeleito, e mais antigo membro de Pernambuco na Direção Nacional do partido.
Trata-se de um conceito próprio e não recuo um milímetro. No meu entender, o deputado se desgarrou não apenas da aliança do PSB estadual, mas também do palanque nacional liderado pelo ex-presidente Lula. Esse afastamento se deu bem antes quando permitiu que deputados do seu partido, o PP, e candidatos proporcionais abrissem uma frente em apoio à reeleição do presidente Bolsonaro. Isso não é comportamento de aliado, mas de quem está acostumado a fazer jogo dúbio na política e, sobretudo, ao longo do processo eleitoral e na campanha.
É inaceitável ficar pontilhando o seu rompimento da Frente Popular a conta gotas para causar exaustivo desgaste. Isso é um jogo inaceitável!
Se quer romper, rompa, mas devolva imediatamente todos os cargos que ocupa hoje no Governo e na Prefeitura do Recife.
Atenciosamente,
Milton Coelho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.