Hoje:
24/12/2017
Liturgia Católica…
24/12/2017

No Diário da Irmã Faustina, preciosas mensagens de Jesus, 2 mil anos depois…

Tenho em mãos uma obra-prima da Literatura Católica e – até acrescento – da Literatura Espiritual Cósmica, servindo para todos aqueles que têm os corações e as mentes abertos, independentemente da religiosidade de cada um, ou mesmo ausência dela.

Não sou católico, sou budista há mais de 42 anos, mas isso não me impede de estudar outras crenças. Ao contrário, sendo budista, isso me impele a investigar outros credos. E sempre o faço no âmbito das ciências humanas acadêmicas: Literatura, mormente, que é a minha área de atuação.

IRMÃ FAUSTINA – Foi uma feliz descoberta que aconteceu em agosto de 2017, quando li, maravilhado, um resumo da vida e obra da polonesa Santa Irmã Maria Faustina Kowalska (1905-1938).

Seu livro “Diário – A Misericórdia Divina na Minha Vida” tem 495 páginas e muitas fotos. Lançado em 1993 pela Editora Apostolado da Divina Misericórdia, de Curitiba, já está na 41ª edição. Faustina, que nasceu Elena, começou a receber mensagens e visões do próprio Jesus. Fica a critério de cada um acreditar, mas eu creio e vejo no fato uma obra mediúnica de grande quilate literário e divino.

Continua…

APARIÇÕES – Cristo apareceu para ela, que também só viveu 33 anos, e pediu que fosse anotando tudo em um caderno. Todas as palavras do sublime Galileu estão em negrito, facilmente identificáveis, portanto. Atualmente é um dos meus muitos livros de estudos, pesquisas, vivências, preces e orações.

A primeira frase de Jesus está na página 7, ainda na Introdução. Diz Ele: “Até quando hei de ter paciência contigo e até quando tu Me desiludirás?” (Diário 9). Estas expressões podemos e devemos aplicá-las de forma holística, isto é, ao todo. Em qualquer situação. É uma oportuna admoestação de Jesus, que pode e deve ser lida de forma pessoal e social.

E eu transplanto-a para o nosso querido Brasil: “Até quando, hei de ter paciência contigo e até quando tu Me desiludirás?”. Os “malfeitos” são tantos e inimagináveis que atualmente não mais nos surpreendemos, apenas coletamos as tristes estatísticas.

MISERICORDIOSO – Penso que está na hora de vermos em Jesus Misericordioso o grande Líder de nossa Nação. Como grande Mestre, grande Professor, grande Pedagogo, para que possamos construir uma “Terra das Palmeiras” bem mais agradável para todos nós.

Uma das tarefas que Cristo deu à Faustina foi divulgar aos quatro cantos do mundo “a grande Hora da Misericórdia”. Todo dia, às 15 horas, onde quer que o leitor esteja, por alguns segundos lembre-se nesta precisa hora, mágico momento, que foi o precioso segundo em que Jesus faleceu na Cruz.

É o Tempo de Luz, de Harmonia de agradecer à Santa Missão do Sábio Nazareno. Conecte-se, por alguns instantes, discretamente, sem ninguém perceber e faça uma mini oração, uma rápida prece, solicitando saúde e bênçãos para você ou para outras pessoas que você queira encaminhar felicidades. É a Terapia Diária das 15 Horas. A meu ver, o Diário de Irmã Faustina não é um simples livro, mas um grande marco espiritual literário da humanidade. (Via Antonio Rocha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.