Hoje:
14/03/2022
Opinião :As vantagens de Miguel Coelho na disputa pelo Governo do Estado
14/03/2022

Ministério Público deve apertar cerco contra transporte escolar irregular no interior de Pernambuco

Blog Mário Flávio – O acidente envolvendo crianças na cidade de Riacho das Almas deixou uma triste constatação: o transporte escolar de alunos da zona rural precisa urgente ser levado a sério por prefeitos e secretários municipais. Muitas pessoas estão tratando o caso como fatalidade, mas não é. O que houve em Riacho foi apenas uma tragédia que já era esperada.
O problema é crônico não apenas no município vizinho a Caruaru, mas uma dura realidade enfrentada por moradores que precisam do serviço diariamente. Os relatos de problemas são antigos e como não existe uma fiscalização eficaz, a situação vai sendo empurrada goela abaixo dos que precisam do serviço e o que é pior nessa história, dinheiro vem do Governo Federal.
Ao que parece esse tipo de transporte é tratado de forma secundária, com veículos sem a estrutura adequada, motoristas inabilitados para levar crianças e adolescentes e quantidade da frota insuficiente para suprir a demanda. Ao que parece, esse tipo de serviço serve para ser oferecido a apadrinhados de quem está na gestão e isso precisa ser revisto com urgência.
No mês passado tivemos um escândalo em Caruaru com uma situação parecida. A Polícia Rodoviária Federal apreendeu vários ônibus que levavam estudantes para a zona rural sem a menor estrutura. Numa das apreensões estavam mais de 80 crianças dentro de um ônibus. Relatos de problemas também na cidade de Tacaimbó, com um vídeo que circula pelas redes sociais, de um ônibus caindo aos pedaços.
Uma situação como essas não pode ser tratada como fatalidade, mas por falta de zelo, de cuidado com vidas das pessoas, falta de responsabilidade de quem está no poder e acha que nunca um problema grave como esses vai ocorrer. O Ministério Público promete apertar o cerco para evitar que novas tragédias como essa aconteçam.
O grupo de trabalho do Transporte Escolar deve exigir não apenas da prefeitura de Riacho, mas de todas do interior como está funcionando esse serviço, desde a licitação, nos casos das gestões que fizeram, estrutura das empresas, manutenção periódica e condições técnicas dos motoristas que levam diariamente crianças e adolescentes para estudar.
E que pais, mães, irmão, avôs e avós tenham segurança de num futuro próximo não passarmos por tragédias como a que aconteceu em Riacho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.