PP pode decretar um liberou geral para presidente e governador
20/03/2022
Telegram cumpre decisões, e Moraes revoga ordem de bloqueio do app em todo o país
20/03/2022

Marília busca ser governadora e deve sair do PT mesmo após reunião com Lula

Blog da Folha – A deputada federal Marília Arraes está com a saída do PT encaminhada e nem mesmo uma reunião com Lula nesta segunda-feira deve mudar a sua decisão. À Folha de Pernambuco, uma fonte política próxima à deputada garantiu que a chance é de “99,9%” de Marília por um fim à sua passagem pelo Partido dos Trabalhadores nesta semana, independentemente do que for proposto pelo líder petista. 
Essa mesma fonte aponta que, diferente do que vinha sendo especulado nos últimos dias, o maior desejo de Marília é viabilizar uma candidatura ao Governo do Estado, e não ao Senado. Dessa forma, a ida a uma nova legenda – o Solidariedade é o partido mais cotado para receber Marília – não teria como interesse principal compor com algum dos pré-candidatos ao Governo do Estado, mas sim, encabeçar uma nova chapa majoritária. 
Rota de saída
A insatisfação com o PT por parte de Marília Arraes é evidente. Ela sequer participará da reunião de hoje entre o diretório estadual petista e a presidente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann. Marília, inclusive, conversou com Gleisi na última sexta, segundo Veja. Na ocasião, a deputada teria dito que a decisão de sair do PT não tem volta e não visa “barganhar” com o partido. Marília teria dito ainda, que deve oficializar a saída até a terça-feira (22), para que ela tenha tempo de montar sua chapa e atrair outros políticos ao seu projeto até o dia 1º de abril, data de fechamento da janela partidária. 
Manifestação pública
Marília Arraes se manifestou publicamente, na sexta-feira, pela única vez, até o momento, sobre a sua decisão visando as eleições deste ano. Ainda que de forma implícita, a parlamentar deu uma sinalização de que deveria sair do PT. Marília, no entanto, fez questão de frisar em sua mensagem que seguirá ao lado de Lula, o apoiando na candidatura à Presidência da República. “Nos próximos dias Pernambuco vai saber o que penso e o que vou fazer nas eleições deste ano. Nosso maior objetivo é vencer o facismo e o retrocesso que infelicita o Brasil e Pernambuco, ao lado do presidente Lula. Como será, não depende apenas de mim. Mas o que penso, e farei, refletirá o sentimento do povo que confia e respeita as minhas posições”, disse Marília. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.