Exigência de Bolsonaro ameaça liderança de Eduardo da Fonte
11/10/2021
Paulo Câmara sanciona lei que torna vacinação de servidores obrigatória em Pernambuco
11/10/2021

Magno Martins admite disputar vaga no Senado

Blog do Nill Júnior
Convidado do “Debate das Dez”, programa da Rádio Pajeú, o jornalista Magno Martins admitiu que pensa na possibilidade de disputar uma vaga ao Senado Federal. “Falta a renovação de lideranças. Se você perguntar quem seria o candidato natural ao Senado, o governador Paulo Câmara (PSB) não vai. Outro nome seria Fernando Bezerra Coelho (MDB), mas o filho (Miguel Coelho) é candidato a governador. Quem seria então? Existe esse vácuo”, disse o jornalista.
Magno afirmou que já chegou a ter seu nome ventilado no passado, mas nunca admitiu disputar. E, agora, explicou porque quer entrar no debate. “Pernambuco virou a República dos Campos. Foi assim com João Campos, agora com Pedro candidato. É um “governo familial”. Pernambuco não aguenta mais”, disse, para afirmar que o Estado sempre teve grandes lideranças nacionais, ao contrário de hoje.
“Vamos ficar dependendo de uma família, oligarquia, de uma república dos Campos? Eu não tenho medo dessa gente”, cravou o apresentador do programa Frente a Frente.
Magno disse ser alvo de 12 processos de socialistas. “Vou vencer todos”, afirmou, antes de voltar a chamar Geraldo Júlio de “Covidão”, fazendo alusão às operações da PF.
Perguntado se teria estrutura para uma campanha desse tamanho, ele citou a eleição de Carlos Wilson na terceira via em 1994. “As pessoas têm como separar joio do trigo”, afirmou.
Magno garante que, se candidato, não será nem pelo palanque de Bolsonaro muito menos pelo de Lula. E disse ser simpatizante de nomes como Eduardo Leite e Rodrigo Pacheco. “Precisamos do enfrentamento ao status quo”, acrescentou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.