Que realidade…
31/01/2014
No Recife, Dilma é mais bem avaliada que Eduardo Campos…
31/01/2014

Juazeiro do Norte-CE: Lojas Americanas vende Notebook roubado a funcionári​o da Câmara Municipal…

Funcionário Público da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, José Lidemar Figueiredo Callou foi surpreendido quando sua esposa o telefonou informando que policiais estavam em sua casa para prendê-lo em flagrante sob acusação de estar em posse de um notebook que havia sido fruto de uma carga roubada no estado do Espírito Santo.

Contudo, Dener como é comumente conhecido, informou ao Site Miséria que comprou legalmente o produto na Lojas Americanas da Rua do Cruzeiro, Centro de Juazeiro do Norte. A compra se deu por meio de cartão de crédito em seis parcelas de R$ 149,83 totalizando R$ 899,00.

“Eu comprei o notebook Asus no dia 23 de novembro (de 2013) na Lojas Americanas, já estava usando ele há dois meses em casa, eu e meu filho. Aí no dia 23 de janeiro eu recebi uma ligação de minha esposa aflita, chorando muito ao telefone, dizendo que a casa tinha sido invadida por policiais (…) Sai às pressas, quando cheguei lá estavam policiais da reservada, policiais civis e militares e um pessoal que veio de São Paulo que é da empresa de rastreamento, perguntando se eu vi aquela peça”.

Lidemar contou que os policiais fizeram a busca pela caixa do computador portátil, encontrando-a sobre o guarda-roupa. Um deles retirou um rastreador que é embutido em um ou mais produtos de cargas eletrônicas para fazer com que a carga ou parte dela seja encontrada em caso de roubo ou extravio.

Durante a ação, os policiais perguntaram se ele sabia do que se tratava aquele aparelho, ao passo que ele explicou a situação e apresentou a nota fiscal da compra. Dada a veracidade do documento, Lidemar, que passou de acusado à vítima, foi encaminhado a uma delegacia para prestar esclarecimentos e em seguida foi liberado.

O notebook ficou apreendido enquanto o sogro da vítima que foi o primeiro a ser abordado durante a ação dos policiais, entrou com ação na justiça pedindo o estorno da venda e o ressarcimento das parcelas pagas. Lidemar afirmou que também moverá ação por danos morais pelo constrangimento porque passou. De acordo com ele, o fato virou motivo de chacotas dos seus próprios vizinhos.

“Eu vou entrar com ação, estou com um advogado porque ainda hoje estou sofrendo com isso, porque a gente serve de chacota no trecho ali. Se eu não tivesse apresentado a nota tinha sido preso, tinha saído de lá algemado. ‘Olha o cara da carga roubada’, brincadeiras de mau gosto que a pessoa sente e por isso vou entrar com ação na justiça”, disse.

O Delegado Osmar Berto, que ouviu Lidemar, repassou informações de como andam as investigação e o inquérito para apurar a compra do notebook:

“O inquérito policial foi instaurado, todas as providências estão sendo tomadas para se desvencilhar esse engodo, para se saber de fato o que foi que ocorreu. O que já existe no bojo desse procedimento policial é que essa pessoa comprou esse notebook nas Lojas Americanas com nota fiscal, essa documentação já foi trazida para o inquérito policial e já está se averiguando a certeza dessa documentação ser verdadeira, a loja já foi oficiada para que mande um representante para a delegacia para ele dizer de quem a Lojas Americanas adquiriu essa carga”, afirmou Berto. (sitemiseria)

1 Comentário

  1. ALEXANDRE disse:

    NOTA DE ESCLARECIMENTO E PEDIDO DE RETRATAÇÃO FORMAL

    Informamos que o notebook vendido pelas Lojas Americanas S/A em Juazeiro do Norte/CE e adquirido pelo sr. José Lidemar Figueiredo Callou e sua família no dia 23 de janeiro de 2014 não é produto relacionado a carga roubada.

    O fato já foi esclarecido e comprovado junto à Delegacia de Polícia de Juazeiro do Norte, que investigou e constatou que o mesmo ocorreu por conta de uma falha no processo logístico. O Inquérito Policial encontra-se em fase de arquivamento.

    As cargas são rastreadas para maior segurança. Por uma falha no processo de transporte, um localizador móvel foi instalado erroneamente no notebook adquirido pelo consumidor, quando deveria estar em uma outra carga que foi sinistrada.

    Salientamos que as Lojas Americanas S/A. é uma empresa idônea, de reconhecimento nacional, e que não participou ou teve conhecimento do infeliz ocorrido.

    Por meio deste comunicado esclarecemos os fatos e pedimos desculpas publicamente ao sr. José Lidemar e seus familiares pelo transtorno.

Deixe uma resposta para ALEXANDRE Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.