Antonio Paulo Vogel de Medeiros: saiba quem é o ministro interino da Educação
20/06/2020
Fragmento Bíblico
20/06/2020

Jotinha da Funerária avalia disputar a prefeitura do Bom Jardim-PE

Jotinha da Funerária

Por Edgar Santos

Natural de Limoeiro, cidadão do Bom Jardim, reconhecido nas urnas em duas eleições para exercer a função de vereador, José Gomes de Medeiros Filho, 38 anos, casado, evangélico, concluiu o ensino médio, é empresário bem sucedido em nossa cidade. Como empreendedor Jotinha da Funerária presta um serviço essencial aos bonjardineses. 

No campo da política, enfrentou certa rejeição popular como vereador no primeiro mandato. Teve relação com altos e baixos na gestão do ex-prefeito Miguel Barbosa. Pensou em se afastar, desistir da política no meio do mandato. Perto das eleições 2016 voltou atrás e se candidatou pelo PSC. Foi eleito com 937 votos. Foi aliado do grupo do Coronel Sebastião Rufino. 

Articulado aos vereadores, com apoio de outras forças políticas desbancou a candidata de João Lira na eleição para presidência da Câmara de Vereadores. É o atual presidente do Legislativo municipal. 

Na eleição presidencial de 2018 juntou vereadores e lideranças comunitárias para apoiar ao grupo de sustentação do presidente Jair Bolsonaro.  Fez  campanha para Juliana de Chaparral e Fernando Bezerra Coelho, ambos bolsonaristas. Neste ano pretende ser candidato a prefeito pelo PRTB, partido do atual vice-presidente da República. 

Saindo um pouco da política Jotinha diz:”Gosto muito do que faço de um modo geral. Gosto de sempre orar a Deus, gosto do meu trabalho com minha empresa, gosto de ficar junto à minha família, amigos, eleitores, tenho prazer em ficar junto da população, conversando, visitando, sendo recebido em suas casas… Como vereador, isso me proporciona esse contato e esta é a minha vida. Todos sabem e conhecem como sou”.   Na séria de entrevistas do Blog professor Edgar Bom Jardim, vamos conhecer mais o  perfil e o que pensa o vereador e  pré-candidato.  

1- Vereador José Gomes de Medeiros Filho (Jotinha Galego da Funerária), por que entrou na política?Interesse em ajudar as pessoas e gratidão por tudo que o povo de Bom Jardim fez por mim, pela confiança em minha empresa e no meu trabalho

2- O Senhor se considera um político de direita, esquerda, centro ou centrão? 

Não sou nem de direita, nem de esquerda, nem centro ou centrão. Defendo aquilo que eu entendo como correto e que é bom para o povo, sem necessariamente me revestir de algum rótulo neste sentido, pois acredito que isso apenas polariza ainda mais a participação do povo na política, sendo que o ideal é a união de todos. Sou um político que fala com o povo e que não defendo partido, político, politicagem e tampouco interesses de grupo político, mas, defendo sim o interesse de cada cidadão bonjardinense.

3- Quais possibilidades em ser candidato a prefeito diante da polarização João Lira e Miguel Barbosa? Quem são seus aliados? 

Total possibilidade de ser candidato pelo PRTB. E, meu principal aliado é o povo, disso não tenho dúvidas

4- Que político considera e segue? 

O político que considero e sigo, na verdade são três: O deputado estadual Marco Aurélio, o deputado federal Fernando Filho e o senador Fernando Bezerra Coelho, meus amigos.

5- Que Bom Jardim quer para o hoje e para o amanhã bem próximo? 

Um Bom Jardim ainda melhor que hoje, pensar no futuro da nossa cidade e do nosso povo, cuidar das crianças, dos nossos idosos, mais investimentos na saúde, educação, segurança pública, mobilidade urbana e gerar empregos de empresas privadas, indústrias, fazendo com que os empresários comecem a ver Bom Jardim como um foco promissor para investir em nossa cidade.

6- Imagine ser o prefeito eleito de Bom Jardim-PE. Quais pessoas seriam nomeados para  exercer as secretarias de saúde, educação e finanças, por exemplo?

Imagino! Após eleito prefeito, as pessoas que forem qualificadas, responsáveis e que queiram compromisso com a saúde, educação e todas as outras pastas, além de naturalmente preenchidos os requisitos para o cargo, serão muito bem vindos.

7- Como fazer Bom Jardim avançar no desenvolvimento social, econômico e cultural ? 

Primeiro de tudo, o gestor tem que ter visão empreendedora. Venho da iniciativa privada, portanto, todos conhecem a minha empresa aqui em Bom Jardim e a forma que eu administro. Quero um dia colocar em prática a minha experiência para o povo da minha cidade, gerindo o município no avanço do desenvolvimento social e econômico, através da participação organizada da comunidade local, e a difusão da cultura empreendedora e o apoio ao empreendedorismo local, fatores importantes para o desenvolvimento dessas áreas.

8- Sendo vereador teve a oportunidade de legislar e acompanhar a administração de dois prefeitos. Com quem foi melhor para trabalhar politicamente pelo município: João Lira ou Miguel Barbosa? 

Nenhum. Pois não tive a oportunidade que eu penso que merecia.

9- Na condição de presidente da Câmara Municipal, o senhor tem sido aliado ou opositor ao prefeito João Lira?

Não sou aliado do prefeito atual, pois tenho por convicção que o Poder Legislativo tem de trabalhar ao lado do Poder Executivo naquilo que for bom para a sociedade, para o povo, além de discutir de forma clara e aberta as necessidades da população para efetivamente atendê-las. Esse é meu pensamento.

10- Como o senhor avalia a gestão do atual prefeito João Lira? 

Moderada.

11- O que o prefeito João Lira fez que você jamais faria como administrador do município?

Não querendo faltar com a ética que me cabe, mas pontuo como intoleráveis as atitudes de fazer xingamentos a eleitores, bem como o episódio do carnaval de 2019, quando o prefeito pediu no palco, publicamente, para a Polícia Militar se retirar do evento. São práticas que não condizem com a postura e a árdua tarefa de gestor de um município.

12- Como avalia as ações do prefeito João Lira diante da pandemia? 

O momento delicado no qual nos encontramos requer a adoção de medidas pontuais para combater esse vírus e a disseminação em nossa cidade. É certo que o poder público tem a obrigação de fazer aquilo que lhe compete, mas também temos que contribuir, fazendo a nossa parte ao seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde.

13- Como  avalia o desempenho do governador Paulo Câmara em relação ao município de Bom Jardim? 

Eu não vejo muitas ações do Governo do Estado aqui em nossa cidade. Certamente deveria ter um olhar especial para nosso município, pois aqui ele ganhou para o seu adversário.

14- O senhor está satisfeito ou arrependido de ter feito campanha e votado no presidente Jair Bolsonaro? 

Não fiz campanha para o presidente Jair Bolsonaro. E, como direito de todo cidadão, prefiro manter em particular a escolha de meu candidato, uma vez que o voto é livre e secreto, de acordo com a Constituição Federal, até mesmo para evitar polarizações como as que presenciamos rotineiramente.

15- É verdade que a maioria dos vereadores não quer aprovar as contas do ex-prefeito Miguel? 

Não chegou, até o momento, nenhuma conta a ser votada referente à gestão do ex-prefeito Miguel.

16- Bom Jardim tem aproximadamente 40 mil habitantes. Por que a Câmara Municipal em parceria com costureiras desempregadas e as demais instituições não se unem com o objetivo de produzir 120 mil máscaras para doar aos bonjardineses? 

A Câmara de Vereadores é um órgão Legislador, em que se tem por atribuições a aprovação de leis e fiscalização do dinheiro público. A câmara não pode executar despesas, a não ser manutenção do próprio legislativo. O poder legislativo não pode executar, segundo a recomendação dos tribunais e órgãos federais.

17- Precatórios do FUNDEF continua parado, professores municipais insatisfeitos. Por que se passaram mais  quatro anos e os professores não receberam os recursos do FUNDEF? A Câmara fez “corpo mole” diante dessa questão? 

A questão sobre a utilização dos precatórios do FUNDEF está em tramitação junto à Justiça Federal, e a Câmara Municipal vem acompanhando o processo. Além disso, acompanho também a movimentação da Comissão Especial criada pela Câmara dos Deputados, porém continuo defendendo que pelo menos 60% dos recursos sejam rateados com os profissionais do magistério. Isso é o justo, pois são eles os principais protagonistas da educação e merecem ser valorizados, além do que a legislação federal já garante que o mínimo de 60% dos valores deveriam ir, de fato, para custear os profissionais do magistério. Por isso, estamos aguardando o desfecho judicial desse caso para lutar pelo direito dos professores. E, até o momento, nunca chegou nenhum projeto de regulamentação vindo da prefeitura sobre os precatórios do FUNDEF.

18- Cite 3 pessoas de Bom Jardim que considera ser admiráveis: 

As três pessoas admiráveis, dentre tantas outras, são: Noé Souto Maior, político e escritor nato, que tem uma história política em nossa cidade; Cel. Sebastião Rufino, pela sua trajetória de vida, militar, esportiva e política; E, o meu amigo o Sr. Zeca de Zé Cirilo, pela sua história de vida e comércio em nosso Bom Jardim.

19- Quais artistas do município que você destaca? 

Os artistas são tantos, já que nossa cidade é um celeiro de artistas, Bom Jardim sempre está revelando artistas. São tantos já conhecidos, mas neste momento, posso citar Bráulio de Castro, Valda Sedicias, Sandro Roberto, Marco Pobre, sem falar dos nossos músicos que são grandes artistas. Se for nominar todos aqui, seria a entrevista toda. (Risos).

20- Que mensagem você deixa para a população de Bom Jardim?

Nesse momento tão difícil que estamos passando, peço a Deus proteção para nosso povo. São dias difíceis, mas com Deus vencemos tudo. Devemos continuar seguindo as orientações da OMS e das autoridades competentes. Vai passar e vamos sair dessa mais fortes. Tudo passa, e é com esse pensamento que trabalho para o povo de Bom Jardim, fazer sempre o meu melhor para o meu povo, que me acolheu de braços abertos e, por isso, tento entregar cada vez mais o meu melhor para os bonjardinenses.

Por Edgar S. Santos/ Foto: Franklin Kelvin/Assessor de Imprensa Jackson Lucena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.