FBC vai percorrer cidades na busca por ampliar palanque de Miguel Coelho
24/01/2022
Carlos Veras defende candidatura do PT ao Governo de Pernambuco
24/01/2022

Humberto Costa protocola requerimento para responsável por nota pró-cloroquina se explicar ao Senado

Por Lara Tôrres/Diário de Pernambuco – Nesta segunda-feira (24), o senador Humberto Costa (PT-PE), na posição de presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado Federal, apresentou um requerimento para que Hélio Angotti Neto, Secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, compareça à comissão a fim de prestar esclarecimentos sobre  a Nota Técnica nº 2/2022, que realça falsos benefícios da hidroxicloroquina e questiona a eficácia das vacinas no combate à Covid-19.
No requerimento, o senador apresenta como justificativa para o convidar o secretário o fato de a nota levantar “suspeição sobre os métodos utilizados nas pesquisas científicas apresentadas para os testes da vacina”. 
Ela também se apresenta como resposta a uma nota da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), que recomenda as vacinas e rechaça “qualquer possível benefício advindo do uso da hidroxicloroquina no tratamento ou mesmo na prevenção da COVID”, entendimento seguido também pela Anvisa.
“Ou seja, membros do alto escalão do Ministério da Saúde continuam disseminando dúvidas sobre os avanços da ciência. E como se não bastasse, o próprio Secretário da Ciência e Tecnologia liderando esse movimento (…) Assim, pedimos que seja aprovada o convite do referido Secretário para prestar esclarecimentos sobre sua posição na Nota Técnica nº 22”, diz o requerimento apresentado à CDH do Senado Federal. 
Em suas redes sociais, o senador afirmou que “Angotti é secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde. É inadmissível que esse movimento parta de quem, em tese, deveria trabalhar em prol dos avanços científicos”. 
Ao Diario de Pernambuco, o senador (que também tem formação em medicina) disse ainda que Angotti, na posição de médico e secretário do Ministério da Saúde, deveria trabalhar em prol dos avanços científicos. 
“É a demonstração que esse desgoverno de Jair Bolsonaro continua jogando ao lado do vírus em todas as escalas. O que eles querem ganhar fazendo esse jogo político deles, mais mortes? Não vamos deixar isso acontecer em hipótese alguma, muito menos dentro do Ministério da Saúde”, disse o presidente da CDH. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.