Reflexão do dia
01/09/2020
Governo de Pernambuco autoriza início do processo de retorno das aulas presenciais
01/09/2020

Hoje:

1 ou 1.º de setembro é o 244.º dia do ano no calendário gregoriano (245.º em anos bissextos). Faltam 121 para acabar o ano.

  • 1524 — Tratado de Malmo (1524), na Suécia, tratado de paz entre a Suécia e a Dinamarca.

  • 1529 — O forte espanhol de Sancti Spiritu, o primeiro construído na atual Argentina, é destruído pelos nativos.

  • 1604 — O Adi Granth, agora conhecido como Guru Granth Sahib, o texto religioso central do siquismo, é instalado no Harmandir Sahib.

  • 1804 — Juno, um dos maiores asteroides do cinturão principal, é descoberto pelo astrônomo alemão Karl Ludwig Harding.

  • 1831 — A grande honra da Ordem de São Gregório Magno é criada pelo Papa Gregório XVI da Cidade do Vaticano para reconhecer o grande apoio ao Vaticano ou ao papa, por um homem ou uma mulher, e não necessariamente um católico.

  • 1859 — Ocorre uma das maiores ejeções de massa coronal já registradas, mais tarde conhecida como Evento Carrington.

  • 1870 — Guerra Franco-Prussiana: a Batalha de Sedan é travada, resultando em uma vitória decisiva da Prússia.

  • 1880 — O exército de Mohammad Ayub Khan é derrotado pelos britânicos na Batalha de Candaar, terminando a Segunda Guerra Anglo-Afegã.

  • 1894 — Mais de 400 pessoas morrem no Grande Incêndio de Hinckley, um incêndio florestal em Hinckley, Minnesota.

  • 1902 — É lançado na França o filme Viagem à Lua, de Georges Méliès, considerado o primeiro filme de ficção científica.

  • 1911 — O cruzador blindado Georgios Averof é comissionado na Marinha da Grécia. Agora serve como um navio-museu.

  • 1914

    • São Petersburgo, na Rússia, muda seu nome para Petrogrado.

    • O último pombo-passageiro conhecido, uma fêmea chamada Martha, morre em cativeiro no zoológico de Cincinnati.

  • 1923 — O Grande sismo de Kantō devasta Tóquio e Yokohama, matando cerca de 105 mil pessoas.

  • 1928 — Ahmet Zogu declara que a Albânia é uma monarquia e se proclama rei.

  • 1939

    • Segunda Guerra Mundial: a Alemanha Nazista e a Eslováquia invadem a Polônia, iniciando a fase europeia da Segunda Guerra Mundial.

    • Instituído o Distintivo de Ferido para os soldados da Wehrmacht, SS, Kriegsmarine e Luftwaffe. A versão final da Cruz de Ferro também é instituída nesta data.

    • A Suíça mobiliza suas forças e o Parlamento suíço elege Henri Guisan para chefiar as Forças Armadas (um evento que pode acontecer apenas durante a guerra ou a mobilização).

    • Adolf Hitler assina uma ordem para iniciar a eutanásia sistemática de doentes mentais e deficientes.

  • 1951 — Os Estados Unidos, a Austrália e a Nova Zelândia assinam um pacto de defesa mútua chamado Tratado de ANZUS.

  • 1952 — Publicado pela primeira vez o romance vencedor do Prêmio Pulitzer, de Ernest Hemingway, O Velho e o Mar.

  • 1958 — A Islândia expande sua zona de pesca, colocando-a em conflito com o Reino Unido, iniciando a Guerra do Bacalhau.

  • 1961 — A primeira conferência dos países não alinhados é realizada em Belgrado, na Iugoslávia.

  • 1966 — 98 turistas britânicos morrem no voo Britannia Airways 105 em Liubliana, Iugoslávia.

  • 1967 — Guerra dos Seis Dias: a Resolução de Cartum é emitida na Cúpula Árabe, e oito países adotam os “três” não contra Israel.

  • 1969

    • Um golpe de Estado na Líbia instala o coronel Muammar al-Gaddafi no poder.

    • A Rede Globo estreia o Jornal Nacional.

  • 1979 — A sonda espacial americana Pioneer 11 torna-se a primeira nave espacial a visitar Saturno quando passa pelo planeta a uma distância de 21 000 quilômetros.

  • 1983 — Guerra Fria: o voo KAL 007 é abatido por um caça a jato da União Soviética quando o avião comercial entra no espaço aéreo soviético, matando as 269 pessoas a bordo.

  • 1985 — São encontrados, pela primeira vez, restos do Titanic, por uma expedição americana e francesa.

  • 1991 — Uzbequistão declara independência da União Soviética.

  • 2004 — A crise em Beslan começa quando terroristas armados tomam reféns escolares e funcionários da escola na Ossétia do Norte-Alânia (Rússia); no final do cerco, três dias depois, mais de 385 pessoas morreram (incluindo reféns, outros civis, agentes de segurança e terroristas).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.