Liturgia Católica
13/06/2021
A bela decoração junina da residência do professor Manoel Mariano, em João Alfredo
13/06/2021

EUA autorizam envio de 3 mi de doses da vacina da Janssen ao Brasil para a próxima semana

(FILES) In this file photo taken on March 05, 2021 A nurse holds a Johnson & Johnson Covid-19 vaccine at a vaccination center established at the Hilton Chicago O'Hare Airport Hotel in Chicago, Illinois. - Health Minister Jens Spahn said on March 12, 2021 that Germany would have to wait until "mid-to-late April" for the newly approved Johnson & Johnson coronavirus vaccine, adding that the EU is querying the company over the delays. Johnson & Johnson's single-dose Covid vaccine became the fourth jab to be authorised for use in the European Union on March 11, but Spahn warned that Germany would have to wait at least another month to receive the first doses from the US firm. (Photo by KAMIL KRZACZYNSKI / AFP)

FolhaPress
A FDA, agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos, autorizou o envio de 3 milhões de doses de vacinas da Janssen (braço farmacêutico da Johnson & Johnson) ao Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, a previsão é de que os imunizantes cheguem na próxima semana, mas ainda não há data definida.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pretende dar mais detalhes em entrevista à imprensa neste sábado.
Como a Folha mostrou, as 3 milhões de doses que vão chegar ao Brasil têm prazo de validade até 27 de junho e precisam ser aplicadas até esta data.

As vacinas devem ser distribuídas apenas às capitais — o que já estava sendo feito com a Pfizer, que exigia um esquema especial de manutenção a baixas temperaturas.

O Ministério da Saúde diz também que fará uma ampla campanha de utilidade pública incentivando as pessoas a procurarem os postos de saúde.

Segundo a pasta, o país tem capacidade de aplicar até 2,4 milhões de doses de vacinas por dia.

O contrato, assinado em março deste ano, garante 38 milhões de doses do imunizante ao Brasil. A previsão inicial de entrega era de 16,9 milhões de doses entre julho e setembro e 21,1 milhões de outubro a dezembro.

A vacina fabricada pela Johnson & Johnson tem eficácia global de 72%. Já a proteção contra casos graves da doença é de 85%, segundo estudo realizado em janeiro deste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.