Prefeitura de João Alfredo assina TAG com o TCE-PE visando melhorias nas infraestruturas das escolas públicas municipais
14/06/2022
Marília Arraes visita Dom Fernando Saburido, arcebispo de Olinda e Recife
14/06/2022

Em Palmares, Miguel Coelho se reúne com agentes comunitários e reforça compromisso com saúde da Mata Sul

O pré-candidato a governador de Pernambuco, Miguel Coelho, cumpriu agenda na Mata Sul, nesta terça-feira (14), e criticou a saúde em Pernambuco nos últimos oito anos da gestão PSB, durante a 1° Plenária Regional dos agentes comunitários de saúde (ACS) e dos agentes de combate às endemias (ACE). Ele garantiu ações robustas para revolucionar o setor incluindo a construção de cinco novos hospitais estaduais.
Durante o evento, Miguel destacou o descaso e a omissão da atual gestão socialista no estado, cuja herança tem sido obras inacabadas (como a UPA de Palmares), hospitais prometidos e jamais concluídos (como o da Mata Sul), e negligência com a atenção básica, cada vez mais sufocada com a falta de investimentos. Ele lembrou ainda o trabalho realizado na saúde de Petrolina, como prefeito, e afirmou que o povo pernambucano clama por uma mudança de modelo de gestão.
“O cenário da saúde em Pernambuco hoje é com superlotação e teto caindo, com cano de esgoto estourado e completo sucateamento. O povo pernambucano não vai mais se curvar e aceitar esse descaso, essa incompetência e essa enrolação”, disse Miguel. “Nosso estado precisa de um novo governador, um novo líder, que tenha empatia, sensibilidade com a população e coragem para fazer as mudanças que são urgentes”, pontuou Miguel Coelho.
O pré-candidato a governador garantiu que construirá novas unidades hospitalares, todas com referência de atendimento às pessoas com deficiência. Além disso, as diretrizes com o setor da saúde preveem, em quatro anos, a criação de 12 Centros de Diagnóstico e Atenção Primária, um em cada microrregião de Pernambuco e oito maternidades regionais.
Em seu plano de governo, o ex-prefeito propôs um investimento bilionário em assistência médica descentralizada. “Quero ser governador para construir hospitais, reformar os que estão sucateados, e também o governador de cumprir o que diz. É preciso que cada um se pergunte qual Pernambuco quer, do descaso, humilhação e desemprego? Vamos nos unir para construir um novo Pernambuco”, completou Miguel Coelho. (Foto: Jonas Santos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.