Como Elon Musk, novo dono do Twitter, se tornou o homem mais rico do mundo
26/04/2022
Conta de energia terá reajuste médio de 18,98% em Pernambuco
26/04/2022

Crise ameaça o Sassepe de extinção

foto divulgação

Por Magno Martins, edição de Ítala AlvesA diretoria da Associação de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Pernambuco (ASSEPE) emitiu uma nota denunciando o estado em que se encontra o Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Pernambuco (SASSEPE). Segundo a ASSEPE, a crise que o sistema se encontra gira em torno de um deficit de R$ 12 milhões, baixos salários e condições de atendimento precárias. Confira abaixo a nota na íntegra:
O SASSEPE ameaçado de extinção?
No último dia 19/04/2022, ocorreu uma assembleia conjunta, online, do fórum dos servidores com a ASSEPE para avaliação e posicionamento dos beneficiários/as, diante da grave crise que o Sistema enfrenta.
As causas dessa crise, conforme o informado na assembleia, são: um déficit mensal em torno de 12 milhões de reais, um débito estocado com os credenciados em todo o estado, de mais de 100 milhões de reais, a contribuição mensal da parte do Governo de apenas 30% do caixa (o que está muito aquém da necessidade do Sistema), os baixos salários do conjunto dos servidores, beneficiários/as do SASSEPE, que garantem 70% do caixa, mensalmente, falta de controles no funcionamento das duas redes, falta de maior transparência nas contas do Sistema, entre outros.
É importante esclarecer que, as contribuições dos dois mantenedores do Sistema que suprem o caixa do SASSEPE, estão regulamentadas em lei, não é matéria apenas de acordo.
Constam da Lei Complementar N° 369/2017, mantendo um direito retirado da Constituição Federal, no governo de FHC, quando em 1999 desobrigou os Estados e municípios a garantirem assistência à saúde aos seus servidores/as.
Nós beneficiários/as contribuímos, percentualmente, conforme a faixa etária. Os mesmos critérios são observados para a contribuição dos dependentes. O quadro de suplementares é o único que tem contribuição nominal da parte dos servidores/as.
O Governo contribui em valor nominal, desde a criação do SASSEPE. O valor é reajustado anualmente pelo IPCA. Essa é a origem da grande distância entre as duas contribuições. A reivindicação do conjunto dos servidores ao longo dessas duas décadas, tem sido a paridade, ou seja, Governo e Servidores contribuindo com o mesmo valor para o caixa do SASSEPE. Entendemos que, só dessa forma, será possível alcançar o tão necessário equilíbrio de caixa para garantir a sustentabilidade do Sistema.
Ainda resgatando informações:
O SASSEPE conta com uma Rede Própria composta de 16 unidades prestando assistência aos quase 190 mil beneficiários/as. Desses, 66% na faixa etária dos 50 anos em diante.
A assistência aos quase 190 mil beneficiários/as se encontra mais que precarizada em todo o estado. A Rede Própria conta com 13 Agências, no Interior, 2 Ambulatórios em Recife (Saúde Bucal e Saúde Mental) e o Hospital dos Servidores, o âncora do Sistema. Todas as unidades estão em condições críticas de funcionamento. O Hospital, por exemplo, sofre com a falta de estrutura física, de quadro de pessoal e abastecimento de medicamentos e materiais.
Os quase 300 prestadores, de serviços, de assistência à saúde, que compõem a Rede Credenciada, em todo o estado, passam por atrasos de pagamento, suspendem a assistência aos beneficiários/as a todo instante, alegando falta de condições de continuar atendendo, sem remuneração por parte do SASSEPE. Essa situação tem gerado perplexidade e indignação nos beneficiários/as, que fazem sua parte, contribuindo sem inadimplência para o SASSEPE, pois a contribuição é descontada em folha de pagamento, e quando buscam a assistência, em consultas, exames, cirurgias e outros procedimentos, não têm esse direito garantido.
O fortalecimento do SASSEPE precisa ser de responsabilidade de todos os setores que se utilizam de sua estrutura. Para alcançar a sustentabilidade do Sistema é fundamental, o equilíbrio do caixa, o que repercutirá na garantia de uma assistência de qualidade, na medida da necessidade dos beneficiários/as. Porém, sabemos que só a participação dos dois principais mantenedores, não é justo nem suficiente.
Nesse sentido, se faz necessário, também, uma contrapartida justa do convênio com a Uninassau, que se utiliza da estrutura do Hospital dos Servidores. O convênio, é importante frisar, não é um acordo é, na verdade, um convênio feito através de licitação, que confere ao HSE a condição de Hospital Escola. No entanto, o retorno do convênio para o Hospital, ou seja, a contrapartida, consideramos irrisória.
Sabemos, por informação dos gestores do Sistema, que o custo mensal do Hospital gira em torno de 12 milhões de reais. A contrapartida da Uninassau, com certeza, não equivale ao referido valor, mês. Nós, beneficiários/as do SASSEPE destacamos este ponto como um dos que precisam, também, entrar em pauta para avaliação e redefinição.
Diante da situação caótica do SASSEPE, aqui exposta, que tem causado tanto sofrimento aos seus beneficiários/as, que precisa de solução urgente, foi avaliada pela assembleia supracitada e deliberado:
  1. Entregar ao Governo do Estado, documento explicitando o posicionamento da Assembleia, com propostas já discutidas e aprovadas em instâncias do Sistema e com o FÓRUM dos Servidores, para equilibrar o caixa, eliminando o déficit mensal, incluindo o pagamento do passivo, ainda, a instalação do Grupo de Trabalho para discutir a reestruturação do Sistema e o Modelo de Gestão do Sistema e da Rede Própria, além das soluções necessárias para a política de pessoal;
  2. Ato Público dia 03/05, às 9h, em frente à Assembleia Legislativa, com entrega de documento aos deputados/as e saída em passeata até o Palácio do Governo, em busca de resposta ao documento, da assembleia, já entregue;
  3. Nova Assembleia, online, da ASSEPE conjunta com o FÓRUM no dia 10/05.
A ASSEPE convoca todos/as em defesa do SASSEPE!
O SASSEPE é nosso! Conquista, preciosa da nossa luta conjunta! Não podemos deixar a ameaça se concretizar!
Saúde é vida!
Diretoria da ASSEPE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.