Hoje:
08/07/2020
Estudo mostra que 90% do setor criativo perdeu renda com a pandemia
08/07/2020

Covid-19: Ocupação de leitos em Pernambuco cai para 70%

Diário de Pernambuco

De acordo com a entrevista coletiva concedida pelos Secretários de Saúde do Estado, André Longo, e do Recife, Jailson Correia, a taxa de ocupação de leitos de terapia intensiva por pacientes da Covid-19 caiu nas últimas semanas. Nesta terça-feira (7) a Região Metropolitana do Recife apresentou uma taxa de 68% de leitos de UTI utilizados, o número chega a 70% quando o interior é incluído, total que não antingíamos desde março. No mês passado Pernambuco estava entre os 5 estados brasileiros com ocupação maior que 80%. 

“Isso [a diminuição de ocupações] revela a importância do esforço de todos, não só da abertura contínua de leitos – que por sinal continua sendo realizada. Hoje o Recife anunciou novos leitos de terapia intensiva e nós estamos também por abrir vagas no interior do estado nos próximos dias”, disse André Longo. O secretário também agradeceu a a compreensão dos Pernambucanos que participaram do isolamento social rígido. “É graças a isso que podemos prosseguir com muita segurança no Plano de Convivência considerando os nossos indicadores epidemiológicos. Para que o plano continue dando certo, não podemos dar passos para trás. Por isso pedimos que continuem sendo cumpridos os cuidados com higiene e o uso correto das máscaras sempre que precisarem sair de casa. Nossa batalha contra a Covid não acabou.”

Recife

A capital pernambucana anunciou nesta terça-feira seu plano de reorganização. Serão desativados 90 leitos de enfermaria no hospital de campanha dos Coelhos, no Centro do Recife e abertas mais 29 UTIs nos hospital da Rua da Aurora, em Santo Amaro. Deste modo, a capital chega a 342 UTIs em funcionamento, ultrapassando o número de 334 anteriormente previsto.

De acordo com o secretário de Saúde Jailson Correia, 65% dos 168 pacientes internados nas UTIs municipais são de outras cidades. Tendo como base os últimos levantamentos da pasta, a Capital, que já chegou a ser responsável, em abril, por 54% dos casos de covid-19 de Pernambuco, fechou o mês de junho com 21% de todos os novos casos do Estado. Com a queda nos casos, Recife desativou um total de 300 enfermarias e abriu 53 UTIs nas últimas semanas, afirmando que na atual situação da pandemia, a demanda maior tem sido por leitos de terapia intensiva.

Em linhas gerais, a gestão municipal conta, no momento, com 724 leitos em funcionamento, sendo 342 de UTI e 382 de enfermaria.

Interiorização do tratamento

No início de maio foram constatados 715 casos da Covid-19 em 169 municípios do interior. No final dele, havia 7.493 pessoas infectadas. A mais recente atualização do mapeamento da Covid-19, confeccionado pela Fundação Joaquim Nabuco, apontou um aumento da contaminação em 20 cidades pernambucanas, com destaque no Agreste do Estado. O painel desenvolvido pelo Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social (Cieg), utilizou casos confirmados, entre os dias 16 e 29 de junho, e divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado (SES-PE) e prefeituras locais. De acordo com o levantamento, há um notável avanço do novo vírus para o interior, com destaque para o entorno de Caruaru. A cidade de Santa Cruz do Capibaribe, por exemplo, liderava com 564 novos casos. Até o último dia 16, eram 24.

“Vemos como efetivas as ações da Operação Quarentena. Tanto em Caruaru quanto em Bezerros, fizemos o isolamento aumentar, embora aquém do que seria desejável. Houve um trabalho de conscientização da população, dos comerciantes e empresários para atentar que não se pode voltar às atividades de qualquer maneira. É necessário cumprir os protocolos”, comenta o secretário de Saúde do Estado. “Basta observar as imagens que se tinha antes da Feira da Sulanca, elas são totalmente diferentes do que observamos nesta segunda-feira, depois que se estabeleceu a Operação Quarentena. É preciso também dizer que se teve uma melhora dos números em relação há 15 dias atrás, nós estávamos preocupados com um possível crescimento exponencial na região que não se configurou. Houve uma estabilização dos números.” De acordo com o Secretário de Saúde, os novos dados serão avaliados na região. Podendo causar ou não um avanço no Plano de Convivência.

O Sertão também inspira cuidados. Neste primeiro momento, a reabertura está paralisada e os equipamentos de saúde precisaram ser reforçados. O Hospital do Tricentenário, por exemplo, anunciou processo seletivo para contratação imediata de equipes técnica e profissional de saúde, que serão destinados ao trabalho no Hospital do Sertão Eduardo Campos e Hospital de Campanha (área externa), ambos na BR 232, s/nº, em Serra Talhada. Os selecionados serão destinados para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus (Covid-19 / Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG), com leitos clínicos e leitos de UTI. 

“Na manhã desta terça-feira foram enviados 12 caminhões à Serra Talhada com o carregamento de 35 respiradores, monitores multi parâmetro, camas hospitalares, concentradores de oxigênio, eletro cardiógrafos, equipamentos de raio-x, entre outros materiais médico hospitalares”, disse André Longo durante a coletiva. “É mais um passo para que possamos abrir nos Próximos dias o Hospital Geral Eduardo Campos e o Hospital de Campanha de Serra Talhada. Ao todo serão 158 leitos. sendo 30 de UTI, que vão garantir a assistência da terceira macro região de Saúde, com população de cerca de 800 mil pessoas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.