Bom Jardim-PE/ Boletim covid-19/ 01 de junho de 2020
01/06/2020
Fragmento Bíblico
01/06/2020

Construção e comércio atacadista são primeiras atividades do plano de retomada

Diário de Pernambuco

O governo de pernambuco divulgou nesta segunda-feira o plano de retomada das 32 atividades econômicas no estado, que deve durar 11 semanas. Hoje, com o fim da quarentena mais rígida nas cinco regiões com maior número de casos da Covid-19, o isolamento volta ao patamar anterior, com o funcionamento das atividades consideradas essenciais. Houve ainda a permissão da abertura para atendimento ao público das lojas de material de construção, que antes estavam atendendo apenas para entrega ou retirada. O primeiro passo no plano de retomada será a volta da construção civil e do comércio atacadista na próxima segunda-feira, dia 8 de junho, ambos setores com protocolos específicos.

A reabertura total será estabelecida em um plano de cinco níveis, entrando no quatro hoje e chegando ao 1, quando haverá a reabertura total. Nesta semana, o varejo de bairro, do centro, shoppings, centros comerciais, praças de alimentação e comércio atacadista continuam funcionando com delivery. A próxima fase da reabertura acontece na próxima segunda-feira. A construção civil será liberada com 50% dos funcionários em todo o estado e horário das 9h às 18h na Região Metropolitana do Recife. Já o comércio atacadista terá novos protocolos e funcionará no mesmo horário da construção na RMR. “Vamos ter esse cuidado com os horários para não sobrecarregar o sistema público de transporte. Então vamos atribuir horários diferente para que não haja um pico”, afirmou Bruno Schwambach, secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco. 

A etapa seguinte será no dia 15 de junho, quando o varejo de bairro ou distrito com até 200 metros quadrados será autorizado a funcionar, tanto na RMR como no interior. Os salões  de beleza e serviços de estética também passam a funcionar, respeitando regras como agendar um cliente por cada vez, não ter fila de espera e higienização entre os clientes. Os shoppings, centros comerciais e praça de alimentação ficam liberados para os serviços de delivery e coleta. Na RMR, o horário de funcionamento será das 12h às 18h. Nesta fase, também poderão acontecer os treinos de futebol profissional em todo o estado. 

“Vamos flexibilizar as etapas equilibrando as cargas. Quando soltar alguma fase, vamos monitorar os reflexos na saúde e a curva de contaminação do coronavírus para saber se podemos seguir em frente com o plano ou voltar uma etapa. Haverá uma avaliação semanal e, se a curva crescer novamente, podemos voltar algumas etapas do isolamento. Assim como, se ela cair, podemos antecipar algumas fases da flexibilização”, explicou o secretário. 

A etapa seguinte, ainda sem data definida, engloba serviços médicos, odontológicos e veterinários, respeitando o agendamento de um cliente por vez, sem fila de espera e higienização entre um paciente e outro. Também será liberado o varejo de bairro, com novos protocolos, e horário das 9h às 18h na RMR. A construção civil passa a ter a reabertura total com 100% dos funcionários, mas mantendo o horário antes estabelecido. Já as concessionárias e locadoras também voltam a funcionar com novos protocolos.

Nível 3

Depois, o plano de reabertura entra no nível 3 de flexibilização. As primeiras atividades a terem a liberação serão varejo de centro, de até 200 metros quadrados na RMR e qualquer tamanho no interior, feira e polo de confecções e shopping center, todos seguindo novos protocolos. O jogo de futebol profissional poderá acontecer, desde que não tenha torcida.

Depois será a vez do serviço público, serviço de escritório (advogado, contador, consultoria, imobiliária, entre outros), com um terço da mão de obra. As academias de ginástica e similares poderão abrir as piscinas e locais com prática de esporte sem contato. A etapa seguinte abrange serviços de alimentação, como bares, restaurantes e lanchonetes, com 50% da capacidade, além de serviço público e serviços de escritório, com 50% da mão de obra, e o varejo do centro de qualquer tamanho, com novos protocolos.

Nível 2

O plano de retomada entra no nível dois com a reabertura das academias de ginástica e similares, com 50% da capacidade, e os serviços de escritório chegando a 100% da mão de obra. A próxima etapa vai liberar o funcionamento de museus, cinemas e teatro, com um terço da capacidade. O serviço público volta a funcionar com 100% da capacidade. 

Nível 1

A última etapa, que terá a reabertura total das atividades econômicas em Pernambuco, será dividida em duas fases. A primeira abrange salões de beleza e serviços de estética, academias de ginástica e similares, serviços médicos, odontológicos e veterinários, museus, cinemas e teatros, serviços de alimentação, como bares, restaurantes e lanchonetes, feira e polo de confecções, shoppings, centros comerciais e praça de alimentação, varejo do centro, todos seguindo os novos protocolos. Além de eventos esportivos, com limitação de público. A última fase do plano prevê o retorno de eventos e eventos esportivos, seguindo novos protocolos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.