Circuncisão feminina, o pesadelo das meninas na Indonésia…

1-188-400x288

1-188-400x288

A pequena Salsa Djafar usa uma coroa dourada e um vestido violeta para uma festa bem particular: a celebração de sua circuncisão em uma região isolada da Indonésia. Para esta menina de um ano e meio, assim como para muitas outras, é um pesadelo. Em uma casa modesta na província de Gorontalo (centro), uma circuncisadora tradicional cobre a criança com um lençol branco e coloca a cabeça embaixo, segurando uma pequena faca.

De repente, corta o capuz clitoriano e os pequenos lábios da bebê, fazendo-a gritar de dor. Então, pega os pedaços cortados e os crava em um limão com sua faca. Este gesto marca o final de um ritual que supostamente deve livrar a pequena Salsa do pecado e mostrar que ela é oficialmente muçulmana. “É difícil vê-la gritar assim, mas é a tradição”, diz à AFP o pai da menina, Arjun Djafar, um operário de 23 anos, durante a cerimônia, amenizada com música local.

Continua…

A mutilação genital feminina (MGF) – ablação parcial ou total dos órgãos genitais externos de uma mulher – é praticada há várias gerações na Indonésia, o país muçulmano mais populoso do mundo, e para muitas famílias é um ritual obrigatório.

Mas esta prática ancestral também tem muitos detratores, que tentam acabar com ela, e é criticada pelas Nações Unidas.

O governo indonésio já tentou proibi-la, mas enfrenta a forte resistência das autoridades religiosas deste arquipélago do sudeste asiático.

Agora, o governo de Jacarta tenta convencer a população a abandonar esta prática, considerada internacionalmente uma violação dos direitos básicos das meninas. (GP)

One Response to Circuncisão feminina, o pesadelo das meninas na Indonésia…

  1. zevalter disse:

    O ABSURDO DOS ABSURDOS…que tradição mais imbecil, mutilar as crianças dessa maneira!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo