20/02/2014

Eduardo confirma Câmara amanhã. Fernando sai senador…

O jornalista Magno Martins informa em seu blog que soube, há pouco, que o governador Eduardo Campos (PSB) bateu o martelo: o candidato ao Governo de Pernambuco pelo Partido Socialista Brasileiro é o secretário estadual da Fazenda, Paulo Câmara, com Raul Henry, do PMDB, na vice. O ex-ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), será candidato ao Senado Federal. O anúncio deve ser feito amanhã (21), por volta das 10 horas. Eduardo concluiu as negociações ontem, depois de uma longa conversa com todos os interlocutores e protagonistas da Frente Popular, inclusive Fernando Bezerra Coelho, que estava em Brasília e foi chamado às pressas para um encontro tarde da noite no Palácio do Campo das Princesas. O único problema agora será administrar o vice-governador João Lyra Neto (PSB), que esperava ser o escolhido. Na conversa que terá, hoje, com o vice-governador João Lyra Neto, que está extremamente magoado por ter ficado à […]
19/02/2014

PSB: Paulo Câmara seria a bola da vez…

Já está virando novela, mas, na última terça-feira (18), os bastidores da política pernambucana começou a cogitar o nome do secretário da Fazenda, Paulo Câmara. Até então, a bola da vez estava com o deputado federal e secretário das Cidades, Danilo Cabral (PSB), que sofre com resistência entre os socialistas, a exemplo do prefeito de São Lourenço da Mata, Etore Labanca. De acordo com a coluna Fogo Cruzado, publicada nesta quarta-feira (19), na Folha de Pernambuco, Câmara pode até não ser o candidato do PSB ao governo estadual. Mas na corrida de obstáculos que o partido inaugurou, ainda em 2013, ultrapassou Tadeu Alencar (Casa Civil), Milton Coelho (governo), Danilo Cabral (cidades) e Maurício Rands (ex-deputado). Câmara chegou a 2014 inteiro e preservado, e com o perfil que mais se aproxima do que dizem as pesquisas qualitativas: cara nova, nome limpo, sem desgaste e bom gestor. (Blog da Folha)
19/02/2014

Paulo Câmara e Danilo Cabral no paredão…

O Big Brother em que foi transformado a longa novela mexicana da escolha do candidato a governador pelo PSB parece que está chegando ao fim. Entre Danilo Cabral e Paulo Câmara, os últimos levados ao paredão, os indicativos são de que o eliminado será Cabral. Pelo menos hoje. Não se sabe o dia de amanhã. Danilo não teria resistido ao bombardeio da bancada governista na Assembleia, que tem restrições ao seu nome. Primeiro, porque não atende telefone de ninguém; segundo, porque tanto na Secretaria de Educação quanto agora, na das Cidades, ignora todas as demandas políticas dos parlamentares aliados ao governador. O para-choque de Danilo na Educação, no primeiro mandato de Eduardo, teria sido o seu então secretário-executivo Hilton Mota, seu conterrâneo de Surubim. Era Mota quem atendia todos os pleitos dos deputados, porque Danilo não tinha a menor paciência com essa miudeza da política paroquial. Existe um núcleo no […]
19/02/2014

Processo de escolha do candidato ao governo coloca em xeque o controle de Eduardo sobre PSB…

O disse-me-disse em torno da escolha do candidato ao governo pela Frente Popular pode até aguçar o bom humor de alguns e ensejar avaliações de que os boatos são alimentados pela imprensa. Tudo bem, tudo ok, mas, na verdade, nem tudo se resume a fofocas e a capacidade de achar graça na demora de processo tão demorado assim é uma reação longe de ser unanimidade. É inegável que o governador está com dificuldade de escolher um nome sem provocar arestas. Para onde ele gira a bússola gera insatisfações. E não é sendo exatamente a imprensa o motor dos descontentamentos que embasam as notícias sobre os descaminhos da sucessão. Aliados, do PSB inclusive, tem se posicionado em reserva contra ou a favor de nomes, de possibilidades, de movimentos. Também não foi a imprensa a criadora de alguns prazos – já vencidos – para o anúncio do escolhido. O PSB chegou a […]
18/02/2014

Danilo Cabral segue na vantagem…

Danilo vai escapando do paredão Numa conversa com a jornalista Roberta Jungmann, no último fim de semana, o governador Eduardo Campos garantiu que o candidato a governador da aliança governista já brinca o Carnaval como tal. Não foi fácil para ele chegar ao nome depois de ter tirado da sua cabeça a preferência pelo secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar. Não seria exagero concluir que o PSB expôs tantos pré-candidatos que o processo da escolha lembrou um Big Brother, levando muitos deles para o paredão. O primeiro eliminado foi o próprio Tadeu, por motivos que já explicamos aqui. Maurício Rands, ex-deputado federal pelo PT e agora filiado ao PT, não resistiu ao bombardeio e acabou no paredão. Pesou fortemente contra ele a renúncia à vida pública. Eduardo sabe que candidato que começa se explicando está fadado ao insucesso nas urnas. O ex-ministro Fernando Bezerra (Integração) não passou no teste da […]
17/02/2014

Eduardo e o segredo sobre a sucessão…

Escalado pelo governador Eduardo Campos para conversar com os dirigentes de partidos aliados sobre o conteúdo programático que norteará a sucessão estadual, o secretário de Governo do Recife e presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, acostumou-se a ouvir sempre a mesma pergunta dos interlocutores: “Sim, mas quem foi que o governador escolheu para a disputa?” O questionamento tem um motivo de ser. O grande número de cotados que surgiu fez com que a discussão girasse mais em torno de nomes que de propostas. As especulações geraram tamanho desgaste dentro do partido que o governador orientou dirigentes e auxiliares a silenciarem. A partir daí, estabeleceu um cronograma para ouvir aliados e depois anunciar o nome. Com uma pasta embaixo do braço contendo as diretrizes programáticas definidas por PSB e Rede, Sileno vem ouvindo os partidos desde segunda-feira da semana passada. Ao Diario, disse que até a próxima quinta-feira terá o retorno […]
17/02/2014

Barbosa contesta Veja: deixa STF, mas não é candidato…

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, divulgou nota sábado (15) para comentar a reportagem da revista Veja que lhe atribui a frase ‘acho que já é hora de sair’. Na nota, ele confirmou a intenção de deixar a suprema corte antes da aposentadoria compulsória aos 70 anos, mas diz que não será candidato a presidência da República em 2014. No entanto, a nota não deixa claro se Barbosa disputará outro cargo público ou não. Ele já recebeu um convite do PSB para disputar uma vaga ao Senado pelo Rio de Janeiro e especula-se, também, que ele poderá tentar o governo do Distrito Federal. Eis a íntegra da nota, divulgada por sua assessoria: 1) O Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Joaquim Barbosa, ratifica que não é candidato a presidente nas eleições de 2014. 2) Com relação a uma possível renúncia ao cargo que hoje ocupa, o Ministro já […]
13/02/2014

Blog Magno Martins : Ventos a favor de Danilo Cabral ?

Nos últimos dias, este blog tem seguido de perto todos os passos da disputa no seio do PSB pela indicação do nome para representar o partido na disputa pelo Governo do Estado. Temos muitas fontes diferentes, inclusive dentro do próprio Palácio das Princesas e seus arredores. Primeiro houve a intensa dinâmica com Tadeu Alencar, que provocou uma explosiva rebelião dos eduardistas históricos. Depois veio o nome de Paulo Câmara, que também foi logo atacado como “coletor de impostos” e outros impropérios detonado pelo pessoal de Tadeu Alencar. Em seguida, foi à vez de Maurício Rands, que pareceu ser finalmente o nome escolhido; só que ocorreu verdadeiro levante interno das correntes antes em disputa e Rands foi jogado fora. Agora, surgiu o movimento realmente profissional com Danilo Cabral, originário de família tradicional na política pernambucana e parente do ex-senador Antônio Farias. Danilo fez a jogada de mestre ao passar todas as […]
11/02/2014

Deputado estadual Aglailson Júnior não contará com apoio do pai…

O ex-prefeito de Vitória de Santo Antão, José Aglailson Querálvares (PSB), conhecido como Zé do Povo, anunciou na última segunda-feira (10) que não vai apoiar a recondução do terceiro mandato do seu filho o deputado estadual Aglailson Júnior (PSB) em detrimento da candidatura do seu primo, o também deputado estadual Henrique Queiroz (PR), que disputa o 10º mandato. De acordo com José Aglailson, que não esconde o ressentimento na voz, o grupo de seu filho não tem respeitado seus posicionamentos políticos. “Expliquei que não daria mais para continuarmos no mesmo palanque, tenho sido muito hostilizado. É claro que a relação fica estremecida, mas o que posso fazer se meu modo de viver não tem sido respeitado?”, disparou José. Por outro lado, o ex-gestor disse que tem um sentimento de gratidão pelo seu primo, que o ajudou nas campanhas em que disputou a Prefeitura de Vitória. “Ele é meu amigo, tem […]