STF mantém tamanho das bancadas estaduais no Congresso…
19/06/2014
PR decide apoiar Paulo Câmara em Pernambuco…
19/06/2014

Armando reúne adversários históricos em Bom Conselho…

20140619023743_cv_armandomonteiro_gde

A força do palanque do pré-candidato do PTB ao Governo de Pernambuco, senador Armando Monteiro Neto, gerou um fato inédito na história do município de Bom Conselho, no Agreste Meridional. Diferentes grupos políticos que ao longo dos últimos anos foram rivais na disputa pelo domínio da prefeitura se alinharam em torno do projeto do petebista e declararam, na noite de ontem (19), voto a Armando e ao pré-candidato ao Senado Federal, João Paulo Lima (PT).

Nessa situação, dois ex-prefeitos da terra, vice-prefeita, vereadores, lideranças locais, presidentes de associações, entre outros, se juntaram à campanha do senador.

Em sua passagem por Bom Conselho, Armando conseguiu reunir os grupos políticos dos ex-prefeitos Daniel Brasileiro e Audálio Ferreira, ambos do PTB, bem como os do ex-candidato à Prefeitura Municipal, Washington Azevedo (PT), e do Capitão Boanerges (PMDB). A essa frente, também se juntaram os aliados das vereadoras Socorro Marinho (PDT) e Márcia do Angico (PT). Estão no palanque trabalhista, ainda, nomes ligados à ex-prefeita Judite Alapenha e ao atual prefeito Dannilo Godoy (PSDB).

“Armando tem história aqui em Bom Conselho. Ele é o político que mais visitou o nosso município. Mais de 90% das obras aqui na cidade têm a ajuda e o empenho de Armando”, lembrou Daniel Brasileiro. “O que vemos aqui hoje [ontem] nunca aconteceu na história política de Bom Conselho. São grupos políticos adversários que se juntaram para se empenhar em sua campanha, Armando”, acrescentou o ex-prefeito.

Em suas palavras, Armando Monteiro lembrou sua ligação com a região do Agreste e se comprometeu em levar o desenvolvimento para o interior do estado. Para tanto, o pré-candidato reforçou que vai investir mais na educação, saúde e segurança pública, temas que são, segundo o petebista, sensíveis ao povo agrestino. “Comecei minha vida pública em 1998 e sempre tive aqui, no Agreste, a solidariedade de alguns companheiros e uma expressiva votação. Desde então, sempre fui aprofundando a relação com a região e a parceria com várias lideranças”, afirmou.

Por fim, Armando conclamou as lideranças de Bom Conselho a reagir ao que classificou de “tempo do medo e da perseguição”. “Pernambuco vive um momento de medo. São ex-prefeitos que têm medo de que suas prestações de contas não sejam aprovadas porque não estão com o outro lado. É a mistificação. É o prêmio aos infiéis. Temos a obrigação de nos opor a esse tipo de coisa. Temos que mostrar que o povo de Pernambuco tem altivez e independência”. (Magno Martins)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.