Quanto tempo dura a proteção das vacinas contra a Covid-19?
10/04/2021
Barroso determina que Senado instaure CPI para apurar ações do governo na pandemia
10/04/2021

Após aceno de Lula, Paulo Câmara recebe Humberto Costa

day after da construção iniciada nacionalmente pelo ex-presidente Lula, na última terça-feira, no sentido de refazer as pontes com o PSB, foi marcado, em Pernambuco, por um encontro entre o governador Paulo Câmara e o senador Humberto Costa. O socialista, vice-presidente nacional do PSB, recebeu o petista, eleito em sua chapa, em 2018, no Palácio do Campo das Princesas na última quinta-feira. Na pauta, uma troca de impressões sobre a reunião virtual entre lideranças do PT e do PSB realizada essa semana e capitaneada pelo líder-mor dos petistas. Ao senador, o governador de Pernambuco externou uma percepção positiva da conversa recente e disse ter entendido como construtiva a postura de Lula. “Ele avalia que Lula está com uma posição bastante construtiva e disse que as pessoas do PSB saíram bem impressionadas”, relata Humberto à coluna. Ontem, três dias após ir à mesa com Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB e crítico ferrenho do hegemonismo do PT, Lula teria instruído dirigentes nacionais da sigla, segundo o Jornal Extra, a evitar o lançamento de candidaturas a governador em 2022, visando a priorizar alianças para o projeto presidencial.
Indagado sobre tal diretriz, à coluna, Humberto Costa pondera o seguinte: “Isso vai ser discutido Estado por Estado. Aqui em Pernambuco, nós sempre procuramos ajudar nessa construção do PT nacionalmente. Para a gente, sempre a eleição presidencial foi relevante. Inclusive, nos defendíamos aliança, aqui, com o PSB, agora, em 2020, muito como forma de ajudar a construção nacional”. No ano passado, no entanto, a direção nacional bancou a candidatura de Marília Arraes à Prefeitura do Recife, o que gerou rompimento, permeado por intensa troca de farpas, entre PT e PSB na Capital e no Estado. Apesar disso, o encontro de anteontem não foi o primeiro entre Paulo e Humberto de lá para cá. Nesse hiato, os dois já haviam estado juntos em outro momento de discussão dessa relação, quando Humberto agradecera ao socialista pelo apoio dado ao PT, e Paulo também externara reconhecimento pela contribuição recebida. Menos de um ano depois, parecem caminhar a passos mais largos para uma recomposição. “Isso vai acontecendo, a gente vai construir isso aí”, observa Humberto à coluna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.