Entenda as mudanças nas aposentadorias e pensões em 2021
08/02/2021
André de Paula quer aproximar a Câmara dos legislativos estaduais e municipais
08/02/2021

‘Acho que vai ter uma prorrogação’, diz Bolsonaro sobre auxílio emergencial

TOPSHOT - Brazilian President Jair Bolsonaro attends the flag unveiling ceremony in the garden of the Alvorada Palace in Brasilia, on July 24, 2020. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na tarde desta segunda-feira (8) que o auxílio emergencial deverá ser prorrogado. A declaração ocorreu durante entrevista com o jornalista Datena e diverge de declarações feitas por ele próprio sobre o assunto até o fim de janeiro.

“Eu acho que vai ter uma prorrogação. Você pode ver: foram cinco meses de R$ 600 e quatro de R$ 300. O endividamento chegou na casa de R$ 300 bilhões. Isso tem um custo. O ideal é a economia voltar ao normal”, apontou.

Porém, o mandatário ressaltou que é necessário ter responsabilidade para não piorar a crise financeira do país. “Tem que fazer com responsabilidade. Se você não fizer com responsabilidade, você acaba tendo a desconfiança do mercado, aumenta o dólar e impacta no preço do combustível. Vira uma bola de neve”, completou.

Limite do endividamento

Mais cedo, durante cerimônia de lançamento da Plataforma + Brasil, Bolsonaro reforçou que analisa a medida junto aos outros ministros.

“Estamos negociando com Onyx Lorenzoni, Paulo Guedes, (Rogério) Marinho, entre outros, a questão de um auxílio ao nosso povo que está ainda em uma situação bastante complicada. Sabemos que estamos, Paulo Guedes, no limite do nosso endividamento e devemos nos preocupar com isso”, emendou. Por fim, ele relatou que a legislação será respeitada. “Temos um cuidado muito grande com o mercado, com os investidores e com os contratos, que devem ser respeitados. Nós não podemos quebrar nada disso, caso contrário não teremos como garantir que o Brasil será diferente lá na frente”, destacou ele.

O valor da continuidade do benefício deverá ficar entre R$ 200 e R$ 300, pago em três novas parcelas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.