A homossexualidade na visão espírita…

homossexualidade na visão espírita

homossexualidade na visão espírita

Quando encarnamos é como se entrássemos num palco para interpretar um papel. E quando desencarnamos é como se a cortina fechasse e a interpretação terminou. Daí, retornamos ao plano espiritual de onde viemos, para nos preparar para um novo retorno e uma nova interpretação. E nesta nova interpretação poderemos trocar de raça, posição social, nacionalidade, sexo, família, etc.

Então, podemos dizer que, nesta atual encarnação uma mulher não É mulher, ela ESTÁ mulher. Um homem não É um homem, ele ESTÁ homem. Um negro não é negro, ele ESTÁ negro, ETC.

Os homens que se acham ofendidos ao ver um homossexual precisam entender que, podemos encarnar várias vezes num mesmo sexo, por exemplo, num corpo feminino. Daí, quando encarnamos num corpo masculino, trazemos na lembrança espiritual, as sensações, os desejos, os costumes de quando usávamos um corpo feminino. E assim acontece o contrário também. Podemos encarnar várias vezes num corpo masculino e quando trocamos de corpo numa nova encarnação, guardamos a lembrança de quando éramos um homem. Por isso vemos mulheres masculinizadas e homens afeminados. Quando aprendermos isso, veremos que todo racismo, preconceito e discriminação são bobagens.

Exemplo: Conta-se que Chopin em seu primeiro encontro com a escritora George Sand, o amor de sua vida, não poderia ter sido pior. Escreveu ele: “Como é antipática essa Sand! Será mesmo uma mulher? Estou começando a duvidar.”Afinal, sua nova amiga comportava-se como um rapaz: vestia-se com roupas masculinas e fumava charutos. Certa vez, num dia de chuva, apareceu uma goteira na cabana onde eles estavam. Chopin inspirou-se com a goteira e compôs a música Gota d’água. Assim que terminou sua esposa subiu no telhado para acabar com a goteira. 

O grande problema é o preconceito religioso que diz que Deus é contra a homossexualidade.

Continua…

AFINAL, DEUS É CONTRA OU A FAVOR?

Deus não é contra nada, Ele entende que estamos em evolução e, consequentemente, aprendizado. Podemos dizer apenas que Ele é a favor do livre arbítrio. Então, deixem que cada um use seu livre arbítrio e preste contas de seus atos com a lei Dele. A nós cabe apenas perguntar: SERÁ QUE MEUS ATOS AGRADAM DEUS? Afinal, vemos tantas pessoas contrariando a BÍBLIA e nem por isso são perseguidos como os homossexuais. Moisés escreveu leis para conter os abusos do povo da época e uma delas proíbe a homossexualidade (Levítico, 20:13), mas também escreveu outras leis. EXEMPLO: Quem trabalha no sábado será morto (Êxodo, 35:2), filhos desobedientes e rebeldes, que não ouçam pais e se comprometam no vício, serão apedrejados até a morte (Deuteronômio, 21: 18-21), É proibido comer carne de porco, lebre ou coelho (Levítico, 11: 5-7), Deficientes físicos estão proibidos de aproximar-se do altar do culto, para não profaná-lo com seu defeito (Levítico, 21: 17-23), Os adúlteros serão apedrejados até a morte (Deuteronômio, 22: 22), etc. Quem segue estas leis? Creio que ninguém, não é? Até porque, Jesus veio para mostrar que a lei que devemos seguir são os 10 mandamentos. Estes sim são leis de Deus recebidas por Moisés.

Então, chega de preconceito!
Preconceito gera violência.

Muitas pessoas não estão defendendo a Bíblia, estão defendendo seu PRECONCEITO.
Sigamos o novo testamento. 

Amemos o próximo como ele é e como Jesus nos amou e ama.

Amar não significa aceitar, mas respeitar. Respeitar é um ato de amor.

Jesus sabia o defeito das pessoas e nem por isso os discriminou ou desrespeitou, pelo contrário, conviveu com eles.

Texto de Rudymara | Reprodução

Blog Meu Livro Espírita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo