Prazo para emitir ou regularizar título termina quarta-feira (4)
02/05/2022
Danilo: “Não é só fazer a água chegar. É fazer chegar em menos tempo e com mais frequência”
02/05/2022

A chapa de Marília Arraes

Fotos: PH Reinaux

Por Edmar Lyra – Nos bastidores, a provável ida de Eduardo da Fonte e do PP para a pré-candidatura de Marília Arraes deverá abrir o precedente para a chegada de mais dois partidos para o projeto do Solidariedade. Um seria o Avante, presidido por Waldemar Oliveira, que tem como principal expoente o deputado federal Sebastião Oliveira.
A terceira legenda seria o PSD do deputado federal André de Paula, cada vez mais fritado pelo Partido dos Trabalhadores que não abre mão de indicar a deputada estadual Teresa Leitão para o Senado. Ninguém tem mais dúvidas que não sendo senador da Frente Popular, André de Paula entregará os espaços que possui para apoiar Marília Arraes.
Então a chapa teria Marília disputando o governo, com Waldemar Oliveira vice-governador e André de Paula disputando o Senado, uma vez que Eduardo da Fonte já disse que sua prioridade é eleger cinco federais e ampliar sua bancada na Alepe, composta por dez parlamentares.
Portanto, Marília teria uma coalizão composta por Solidariedade, Avante, PP, PSD e PROS, este último que já declarou apoio ao seu projeto. Uma coligação robusta que consolidaria, na ótica de um parlamentar aliado, uma pré-candidatura que já é extremamente competitiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.