STF rejeita denúncia contra Eduardo da Fonte…

Hoje, por três votos a dois, o pedido da Procuradoria Geral da República de reabertura de um inquérito contra Eduardo da Fonte foi negado pelo plenário da segunda turma do Supremo Tribunal Leia mais »

Ministros do STF admitem possibilidade de soltura e candidatura de Lula…

Correio Braziliense Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) admitem a possibilidade de soltura e de um eventual registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Leia mais »

Na Europa, Ciro diz a advogado para ficar 100% tranquilo…

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) disse, na manhã de hoje, por telefone ao seu advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, para ficar “100% tranquilo” em relação à operação deflagrada pela Leia mais »

Redução de peso pode evitar 15 mil casos de câncer por ano no Brasil…

Estima-se que pelo menos 15 mil casos de câncer por ano no Brasil, ou 3,8% do total, poderiam ser evitados com a redução do excesso de peso e da obesidade. E esse Leia mais »

Ibope: só 19% dos brasileiros pretendem ter filhos nos próximos 2 anos…

Nos próximos dois anos, apenas 19% dos brasileiros pretendem ter filhos, 17% por gravidez e 2% por adoção. É o que mostra uma pesquisa sobre natalidade, divulgada pelo Ibope. Do total de entrevistados, 79% Leia mais »

Tag Archives: suspensão

Mendonça Filho anuncia suspensão da criação de cursos de Medicina por cinco anos…

Brasília – Entrevista com o ministro da Educação, Mendonça Filho e a secretária executiva do Mec, Maria Helena Guimarães (José Cruz/Agência Brasil)

A medida atende a uma reivindicação feita há tempos por entidades de classe. Associações se queixam do expressivo aumento das vagas de cursos de medicina, sobretudo depois da Lei dos Mais Médicos. 

Além da moratória, entidades de classe esperam também para amanhã a regulamentação de certificação de cursos de medicina. A proposta defendida pelo grupo é de que essa comissão externa, cujos integrantes seriam indicados pelo MEC, ficaria encarregada de estabelecer critérios mínimos de estrutura para cursos de Medicina que já estão abertos. 

“O mais importante é garantir a qualidade dos cursos e a certeza de que o médico saia da faculdade apto a fazer atendimento adequado do paciente”, disse o presidente da Associação Brasileira de Educação Médica, Sigsifredo Brenelli. 

Esse é um pedido antigo de associações de entidades médicas. Ela viria como uma espécie de ação combinada com a moratória. “A suspensão tem efeito para cursos futuros. A certificação feita por essa comissão ajudaria a verificar a qualidade das escolas abertas durante os últimos anos”, disse o presidente da Associação Médica Brasileira, Lincoln Lopes Ferreira. Embora esperada, nem Ferreira nem Brenelli tiveram a confirmação de que a comissão externa seria regulamentada. “Mas é nossa expectativa”, Ferreira. 

O presidente da AMB argumenta que algumas escolas não têm hospitais próprios. Nesses casos, alunos têm de acompanhar médicos de instituições ligadas ao curso. “Mas esses profissionais que estão atendendo não são professores, não têm necessariamente formação para ensinar”, lembrou. 

Para Brenelli, a comissão externa não entraria em conflito com o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) do MEC. “Teríamos um olhar diferenciado”, disse. “Quais seriam as diretrizes curriculares, o número de professores, os serviços de apoio”, disse. (Diário de Pernambuco)

Anvisa determina a suspensão de 13 lotes do anticoncepcional Gynera…

Uma determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspende a comercialização de 13 lotes do anticoncepcional Gynera. A farmacêutica Bayer, fabricante do medicamento, comunicou o recolhimento voluntário dos produtos.

O motivo do recolhimento foram os resultados insatisfatórios em testes de estabilidade, que determinaram um “risco à saúde de classe III”, que significa um alto risco. O Gynera é um contraceptivo oral composto por dois hormônios, um estrogênio (etinilestradiol) e um progestógeno (gestodeno).

Com informações do G1

Anvisa determina suspensão de uso e distribuição de vacina contra rotavírus…

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão da distribuição e do uso de 16 lotes da vacina Rotarix, imunizante oral utilizado para a proteção contra diarreia e vômito causados pela infecção por rotavírus humano. A decisão foi publicada hoje (16) no Diário Oficial da União (DOU). De acordo com a agência foi identificada desvio de qualidade na vacina em decorrência da “perda de integridade das bisnagas, durante o processo de fabricação, que resultou no vazamento das bisnagas contendo a vacina”.

As vacinas, fabricadas pela empresa GlaxoSmithkline, na Bélgica, são distribuídas no país pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos. Além da suspensão, a Anvisa também determinou o recolhimento dos lotes com data de validade vigente que ainda estiverem disponíveis no mercado.

Continua…

Senado pode peitar STF e manter Aécio no cargo…

O Senado estuda passar por cima do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a suspensão do mandato do senador mineiro Aécio Neves (PSDB). A informação foi divulgada ontem (20) pela colunista Mônica Bergamo, do jornal “Folha de S.Paulo”.

A ideia de alguns senadores é que a defesa de Aécio recorra à Mesa Diretora do Senado, questionando se a determinação do Supremo tem mesmo validade. A Mesa, por sua vez, responderia que a suspensão do mandato do tucano não tem previsão constitucional, segundo a Agência Estado.

A possibilidade da manutenção do mandato de Aécio já está sendo discutida por senadores nos bastidores do Senado. O mineiro foi afastado do cargo pelo Supremo após aparecer em gravação feita na Operação Lava Jato pedindo R$ 2 milhões a donos da holding J&F, que controla a JBS.

Em dezembro do ano passado, a Casa adotou uma medida semelhante a essa que está sendo discutida agora. Na época, liminar do ministro Marco Aurélio Mello determinou o afastamento de Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado. A Casa, então, encaminhou ao STF uma decisão da Mesa Diretora em que informava que aguardaria o posicionamento do plenário para, só depois, aceitar ou não o pedido de afastamento de Renan. (Pádua Campos)

Para aprovar reforma da Previdência, Michel Temer quer suspender recesso do Congresso…

21jul2014-o-chargista-casso-brinca-com-o-chamado-recesso-branco-em-que-a-camara-e-o-senado-estarao-de-recesso-ate-as-eleicoes-de-outubro-1405797961364_956x500

Embora o nome de nenhum aposentado pela Previdência Social tenha aparecido na lista do ministro Edson Fachin como beneficiário das propinas pagas pela Odebrecht, o atual governo, assim como seus antecessores Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio “Lula” da Silva e Dilma Rousseff, insiste que a ruína econômica do País é culpa dos segurados do INSS. Assim sendo, o presidente Michel Temer, em sua sanha de perseguir os trabalhadores vai tentar um novo estratagema, concentrando esforços para suspender o recesso de julho do Congresso Nacional para garantir a aprovação da reforma da Previdência antes da interrupção dos trabalhos parlamentares. Ele acredita que há grandes dificuldades no diálogo com os parlamentares governistas e o pânico gerado após as delações dos altos executivos da Odebrecht certamente será um óbice à tramitação da matéria, tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado Federal.

ATRASO – O governo contava com a aprovação da reforma da Previdência nas duas Casas até o último dia de votações anteriores ao recesso, marcado para 17 de julho. O receio que o pacote de maldades previstas no projeto não passe pelas duas Casas antes dessa data é evidente e fez com que o presidente pensasse no acordo com líderes das bancadas aliadas para que os congressistas não tirem férias e aprovem o texto. A suspensão do recesso, que terminaria no último dia de julho, daria fôlego extra ao Governo para obter êxito, contando com a aprovação no Senado só no fim de julho.

Continua…

Prefeitura de Bom Jardim confirma suspensão do concurso público…

download

O edital para o concurso público da Prefeitura de Bom Jardim, com 363 vagas em diversos cargos, está suspenso até janeiro de 2017. A informação foi confirmada pelo secretário municipal de Administração, Dioclécio Barbosa. O chefe da pasta disse que a decisão foi oficializada através de decreto municipal assinado pelo prefeito Miguel Barbosa, nesta quarta-feira (3).

Dioclécio justificou a suspensão do certame baseado em uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) direcionada aos municípios pernambucanos com certames em andamento. Ele falou que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) também recomendou a suspensão.

Para quem já pagou a inscrição, o secretário garantiu durante entrevista na Rádio Jornal Limoeiro, que a participação está assegurada e valerá para o andamento do edital e aplicação das provas agendadas para o começo do próximo ano. Dioclécio afirmou ainda que quem quiser cancelar a inscrição e pedir a devolução da taxa tem o direito assegurado. (Blog do Agreste/Imagem | Divulgação)

Zika: OMS nega pedido de cientistas para adiar Olimpíada do Rio…

1-319

A Organização Mundial da Saúde (OMS) rebateu ontem (28) as declarações de um grupo de cientistas e afirmou que não há motivos para adiar ou cancelar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, previstos para agosto, devido ao surto do vírus Zika. Na avaliação da OMS, eventual mudança no calendário da competição não alteraria significativamente a propagação do vírus. O Brasil é um dos 60 países que registraram a presença do Zika em seu território.

“Com base na avaliação atual do vírus Zika circulando em quase 60 países globalmente e em 39 nas Américas, não há nenhuma justificativa de saúde pública para adiar ou cancelar os Jogos. A OMS continuará monitorando a situação e atualizando as recomendações, se necessário”, afirmou a entidade, em comunicado.

Continua…

Armando e João Paulo mantêm decisão de suspender campanha até terça-feira (19)…

armando monteiro - bandeira PE


A Coligação Pernambuco Vai Mais Longe (PTB, PDT, PT, PRB, PSC e PTdoB) vem a público reafirmar o compromisso assumido com a sociedade pernambucana de manter suspensas as atividades da campanha majoritária até terça-feira (19), em respeito à memória do ex-governador Eduardo Campos e das demais vítimas do trágico acidente que enlutou o Brasil.

A decisão tomada pelos candidatos ao governo, Armando Monteiro, a vice-governador, Paulo Rubem Santiago, e ao Senado, João Paulo, de suspender as atividades pelo período de sete dias, continua mantida, independentemente da movimentação da coligação adversária.

Somente a partir desta quarta-feira (20), as agendas de Armando, Paulo Rubem e João Paulo voltam à normalidade, bem como a distribuição de material publicitário, a circulação de carro de som, o trabalho da militância nas ruas e as atividades nos comitês.

Coligação Pernambuco Vai Mais Longe

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo