II “Forro do Bucho Chei” em João Alfredo…

Leia mais »

Venha pra TiConnect….

    Leia mais »

Opinião – Um amor pra toda a vida: eu e o forró…

13 de dezembro de 1912, sexta-feira, Fazenda Caiçara – zona rural de Exu – PE, região do Sertão do Araripe, nascia na casa de Sr Januário e Dona Santana: LUIZ GONZAGA DO Leia mais »

Dr. Marcos Araújo – Ginecologista obstetra…

Leia mais »

João Alfredo – Lagoa Funda terá nova Unidade Básica de Saúde…

A prefeita de João Alfredo, Maria Sebastiana (PSD), recebeu no final da tarde de ontem (11) a confirmação da liberação na ordem de R$ 663 mil, do Ministério da Saúde, destinados à Leia mais »

Tag Archives: plano de saúde

TST decide que empregados dos Correios devem pagar por plano de saúde…

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu, ontem (12), que os empregados dos Correios e seus dependentes deverão pagar mensalidade para manter os planos de saúde. O tema foi objeto de julgamento pela Seção de Dissídios Coletivos da corte, que aprovou a proposta do ministro relator, Aloysio Corrêa, por 6 votos a 1. A ação de dissídio coletivo havia sido ajuizada pela companhia ainda no ano passado, quando não houve acordo entre empregados e direção sobre a revisão do Postal Saúde no âmbito do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

A principal mudança é a introdução da cobrança de mensalidade dos empregados e seus dependentes (cônjuges e filhos), conforme faixas etária e remuneratória. Até então, os empregados e seus familiares que usavam o plano pagavam apenas um percentual por consulta ou exame, de acordo com uma tabela remuneratória do plano.

Os dependentes ascendentes (pais e mães) dos empregados continuarão no plano até julho de 2019, quando vence o ACT em vigor. Após esse período, deixarão de ser cobertos pelo plano, e ficarão assegurados os que estiverem em tratamento médico-hospitalar até a alta médica, segundo regras da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Continua…

Projeto de lei obriga plano de saúde a fornecer medicamento para doenças crônicas…

553

Os planos de saúde poderão ser obrigados a fornecer medicamentos para o tratamento de doenças crônicas específicas. De autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), o projeto (PLS 3/2016) veta a exclusão da cobertura a medicamento para uso domiciliar e torna obrigatória a cobertura, pelos planos de assistência ambulatorial, de uma lista de medicamentos especificada em regulamento. O projeto está em análise na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e tem o senador Humberto Costa (PT-PE) como relator.

Para Ana Amélia, é importantíssimo, do ponto de vista sanitário, garantir a assistência farmacêutica às pessoas com doenças crônicas, para incentivar a adesão ao tratamento e tornar mais efetiva a atenção prestada à sua saúde. A medida, segundo a senadora, também pode poupar gastos futuros com reinternações e procedimentos médicos complexos decorrentes de uma inadequação do tratamento inicial. Ela elogia o programa Farmácia Popular, do governo federal, mas aponta que a população atendida pelo programa costuma ser aquela que não tem plano de saúde.

Continua…

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo