Carpina-PE : Prefeitura abre inscrições gratuitas para 378 vagas

A Prefeitura de Carpina publica, na tarde de ontem quinta-feira (18), o edital para a seleção simplificada que vai preencher 378 vagas em 67 áreas. Os cargos são para os níveis fundamental, Leia mais »

Fernando Collor anuncia pré-candidatura à Presidência da República…

O ex-presidente e atual senador por Alagoas, Fernando Collor de Mello (PTC), anunciou, no início da tarde desta sexta-feira (19), a sua pré-candidatura à Presidência da República visando disputar as eleições de Leia mais »

Petrobras passa a alterar preço do gás de cozinha a cada 3 meses…

A Petrobras anunciou que vai alterar sua política de preços do gás de cozinha. Em vez de mudar os valores todo mês, a empresa passará a alterá-lo a cada três meses. O Leia mais »

Tribunal de Contas alerta gestores para prazos de envio de informações em Janeiro…

O Tribunal de Contas faz um alerta aos gestores que teve início o cumprimento dos prazos que dispõem sobre composição, seleção e formalização dos processos de admissão de pessoal dos órgãos públicos Leia mais »

Leia as 50 perguntas da PF e as respostas de Temer…

1. Quem foi coordenador financeiro ou arrecadador de recursos nas campanhas eleitorais que Vossa Excelência disputou nos anos de 2002/2006/2010 e 2014? Vossa Excelência também executava essas funções em suas campanhas eleitorais? Leia mais »

Tag Archives: governadores

Governadores de Pernambuco e Paraíba assinam licitação para construção da adutora do Capibaribe…

No início da tarde desta sexta-feira (12.01), os governadores Paulo Câmara e Ricardo Coutinho, ambos do PSB, assinaram, em Santa Cruz do Capibaribe, a autorização para licitação da Adutora do Alto Capibaribe, que, a partir do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco, vindo do Rio Paraíba, levará água para oito cidades pernambucanas, beneficiando 230 mil habitantes.

Para isso, serão investidos R$ 82 milhões. Mais cedo, o gestor estadual esteve no município de Barra de São Miguel, na Paraíba, onde assinou o convênio de cooperação técnica e administrativa com o Governo paraibano, que permitirá a capitação dessa água. A parceria também inclui o desenvolvimento de estudos para ações com vistas à melhoria de abastecimento das regiões de fronteira entre os dois Estados.

“Esperamos iniciar as obras da Adutora do Alto Capibaribe nos próximos três meses. A partir disso, temos a possibilidade de, no inicio do ano de 2019, fazer com que as oito cidades sejam abastecidas, e isso é um fato fundamental porque já são sete anos de seca. Por isso, tivemos que fazer alternativas e trazer água a partir da Adutora do Alto Capibaribe do eixo da Transposição vindo da Paraíba. Foi a solução mais rápida e barata e que, ao mesmo tempo, beneficiará tanto o Estado de Pernambuco quanto o da Paraíba”, afirmou o governador Paulo Câmara, assegurando que o dinheiro para as obras já esta garantido.

Continua…

Governadores querem legalizar jogos de azar para financiar segurança…

 Crédito: Carlos Silva/Esp. CB/D.A Press

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, foi anfitrião ontem de uma reunião com 14 governadores de estado e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), na residência oficial de Águas Claras. Mais tarde, Rollemberg e uma parte do grupo se encontrou na Câmara com o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Os chefes de Executivo estaduais defenderam a criação de um fundo de segurança pública, a ser financiado com impostos sobre jogos de azar, sobretudo na internet.

“Nós pedimos apoio do presidente do Senado para uma pauta federativa. É interesse dos estados, que estão numa situação difícil”, disse Rollemberg. Segundo eles, os temas são “extremamente” importantes para garantir o fluxo de caixa em 2018.

O Projeto de Lei nº 186, de 2014, permite os jogos de azar e define como serão tributados. O texto está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado. Eunício declarou que apoia a medida, com a condição de que os recursos arrecadados com os impostos sejam destinados a um fundo constitucional de segurança pública. “Isso preocupa toda a população brasileira”, alegou.

O presidente do Senado declarou, porém, que “não adianta” esconder o tema da sociedade brasileira. “A questão é que os jogos também estão acessíveis hoje pelos aplicativos”, afirmou.

Para os governadores, isso poderia virar dinheiro em caixa. “No Brasil inteiro se joga na internet. Queremos a regulamentação, que poderia gerar de R$ 12 a R$ 18 bilhões ao ano, que servirão para dar sustentação a um fundo nacional de segurança pública”, afirmou o governador do Piauí, Wellington Dias (PT).

Fonte: Waldynei Passos

Temer joga a bomba no colo dos governadores…

reformas1

Inaldo Sampaio

Devido a pressões de parlamentares governistas, que só votariam a favor da reforma da Previdência se o governo mantivesse no projeto a aposentadoria dos professores do ensino básico após 25 anos de serviço, o presidente Michel Temer excluiu do “pacote” os servidores públicos estaduais e municipais. Jogou a bomba no colo dos governadores e prefeitos, que em vez de contarem com uma norma federal regulamentando a matéria serão obrigados a lidar com o problema na esfera de suas competências.

Deputados que pressionaram o governo para flexibilizar o projeto original estão com os olhos voltados para 2018 e colocam o déficit da previdência em segundo plano. Eles podem até ter prestado um bom serviço aos professores, que vão continuar se aposentando mais cedo. Mas agiram contra as contas públicas dos seus próprios estados, cujos sistemas previdenciários não estão menos quebrados que o da União.

A previdência de Pernambuco
Pernambuco tem 105 servidores ativos que custam mensalmente aos cofres públicos R$ 445 milhões e 86 mil inativos que representam uma despesa mensal de R$ 327 milhões. O fato de existir 01 inativo para menos 02 ativos é a maior prova de que essa conta não fecha e está prestes a explodir. A União, na hora do aperto, tem a Casa da Moeda para imprimir dinheiro. Mas Pernambuco tem o quê?

Falência > Os fundos próprios de previdência dos municípios pernambucanos estão literalmente quebrados (salvo raríssimas exceções) e vão continuar assim com a exclusão dos servidores públicos municipais da reforma previdenciária proposta ao Congresso pelo governo Temer.

Continua…

Governadores querem carência de um ano no pagamento da dívida dos Estados com a União…

1-6

Governadores de vários Estados que passam por uma profunda crise financeira flexibilizaram ontem (17) a proposta inicial de renegociação de suas dívidas com a União para uma carência de um ano no pagamento do serviço da dívida, e não mais dois ou três anos.

Eles defenderam uma carência de 12 meses no serviço das dívidas estaduais para se evitar um “colapso” nas contas regionais e uma paralisia que poderia afetar nos próximos meses o pagamento de salários, pensões, aposentadorias e serviços básicos voltados à população, como saúde e educação.

O governador em exercício do Estado, Francisco Dornelles (PP), e os governadores de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), do Rio Grande do Sul, Ivo Sartori (PMDB), de Alagoas, Renan Calheiros Filho (PMDB), de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), e o secretário da Fazenda de São Paulo, Renato Villela, participaram de evento promovido pelo Inae (Instituto Nacional de Altos Estudos).

Sem essa renegociação da dívida, dizem os governadores, alguns Estados podem entrar em colapso entre 2016 e 2017.

Continua…

Governadores acham que impeachment é questão irreversível…

1540 (1)

Depois de uma peregrinação pela Câmara dos Deputados e Senado, o sentimento entre os governadores foi de que o impeachment da presidente Dilma é uma questão irreversível. Eles estiveram ontem, em Brasília, para mais uma rodada de debates sobre a renegociação da dívida dos estados com a União. A ida ao Congresso Nacional, onde fervem as articulações em torno do impedimento da petista, teve o objetivo de conseguir apoio dos parlamentares ao projeto de lei que trata do alongamento da dívida dos estados. 

O governador Paulo Câmara (PSB), que até então evitava falar mais claramente do impeachment, desta vez foi mais incisivo. Na avaliação dele, os fatos contra a presidente são “muito graves” e, se comprovados, tornam “muito difícil” a continuidade dela no governo. 

Câmara disse, ainda, que o PSB deverá sair unido “nesse processo em favor do Brasil”, lembrando que, em dezembro, criticou a forma como o atual processo de impeachment de Dilma foi aberto. Segundo ele, na época, a medida mostrou “claramente um processo onde a chantagem foi colocada como primeira questão, independentemente da análise dos fatos”, frisou, referindo-se as manobras do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para usar o impeachment em retaliação ao Palácio do Planalto. “ Hoje tem muito mais fatos. Não se trata só de pedaladas e sim de outros episódios que precisam ser responsabilizados”, ponderou o socialista. (Diário de Pernambuco)

Dilma reúne governadores em Brasília para discutir microcefalia…

1165 (1)

A presidenta Dilma Rousseff se reúne nesta terça-feira (8), às 17hs, em Brasília, com os governadores de todas as unidades da federação. O assunto do encontro ainda não foi oficialmente divulgado, mas a expectativa é que ela discuta com os representantes dos estados e do Distrito Federal as ações do governo federal contra a microcefalia.

Após anunciar um plano nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus Zika, o governo federal pretende promover uma campanha de esclarecimento às gestantes sobre os riscos e cuidados para os bebês. Na última semana, o Ministério da Saúde confirmou a relação entre o vírus e casos de microcefalia em crianças, que aumentaram significativamente nos últimos meses.

Na tarde de ontem (7), Dilma se reuniu com o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, para discutir o assunto.

O encontro consta na previsão oficial de agenda de Dilma para esta terça-feira (8). No entanto, o Palácio do Planalto não confirmou ainda se todos os governadores estarão presentes, nem se a presidenta pretende discutir com eles o cenário político depois que o pedido de abertura de impeachment foi acatado na semana passada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).  (Agência Brasil)

Cuia na mão, governadores apoiam CPMF…

CPMF-charge

Os governadores de todos os partidos apoiam a volta da CPMF ou o aumento de outro tributo existente.

Consultados, mandaram recado ao Planalto dizendo que ajudam a aprová-lo no Congresso.

Para isso, cobram que a receita seja compartilhada em percentuais maiores que os números que estão sendo especulados.

Os estados não têm recursos para bancar os gastos com a Saúde e liberar receitas para fazer investimentos.

Os de oposição avisaram ao Planalto que vão trabalhar na surdina por razões político-eleitorais.

Não querem defender publicamente a volta da CPMF. Em 2018 tem eleição presidencial.  (Ilimar Franco – O Globo)

Dilma pede a governadores ajuda para sair da crise…

dilma-governadores

 FolhaPress

Durante discurso aos governadores de todo o país, a presidente Dilma Rousseff reconheceu que o Brasil passa por “dificuldades”, como a alta da inflação e a desvalorização da moeda, e pediu ajuda aos chefes nos Estados para “enfrentar os problemas juntos”.

Em tom de desabafo, a presidente afirmou que sabe “suportar pressão e até injustiça”, em um claro recado aos setores da oposição que defendem seu impeachment.

“Eu não nego as dificuldades, mas afirmo que todos nós, e o governo federal em particular, temos como enfrentar essas dificuldades e em um prazo bem mais curto do que alguns pensam. […] É importante estabelecer parcerias e enfrentar os problemas juntos”, declarou Dilma nesta quinta-feira (30).

Sob críticas de que governa de maneira centralizadora, a presidente disse que tem “ouvidos e coração” abertos para receber críticas e sugestões.

“Eu, pessoalmente, sei suportar pressão e até injustiça e isso é algo que qualquer governante tem que se capacitar e saber que faz parte da sua atuação. Tenho ouvido aberto, enquanto razão, e o coração, enquanto sentimento, para saber que o Brasil que cresceu e não se acomoda é o Brasil que nós queremos, que sempre quer mais”, declarou.

Em uma fala de pouco mais de trinta minutos, Dilma elencou problemas econômicos que o Brasil enfrenta, segundo ela, desde agosto de 2014, como “o colapso no preço das commodities, a grande desvalorização da moeda, com impacto nos preços e na inflação”. Mas afirmou que “isso não é desculpa para ninguém”.

Continua…

Governadores do Nordeste vão propor modelo de previdência complementar…

1.jpeg3_1

Os nove governadores do Nordeste vão propor ao Ministério da Previdência Social um modelo de previdência complementar para reduzir o deficit dos estados na área. A proposta foi debatida hoje (16) durante reunião prévia entre os secretários de governo, antecedendo o Encontro de Governadores do Nordeste, marcado para hoje (17) em Teresina.

O modelo, chamado PrevConfederação, é consenso entre os participantes. “A PrevConfederação poderia ser gerenciada pela Caixa Econômica Federal. É uma solução de médio prazo bem-vista por todos os estados e que não deve provocar instabilidade do regime da previdência”, defende a vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho.

Segundo ela, a proposta tem o objetivo de fazer frente ao grave deficit de todos os estados brasileiros na área da previdência. No Piauí, segundo a vice-governadora, em 2015, a conta está negativa em R$ 750 milhões e o valor será crescente até 2023. (Agência Brasil)

Plenário da Câmara volta atrás e derruba mandatos de cinco anos…

O plenário da Câmara dos Deputados voltou atrás e derrubou ontem (15) a duração de cinco anos para os mandatos de presidente da república, governadores, prefeitos, deputados, vereadores e senadores. As matérias haviam sido aprovadas durante a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma política, em primeiro turno. Com a decisão, os cargos do Executivo, deputados vereadores retornam o mandato de quatro anos e oito anos para senadores.

Foram duas votações, na primeira foi aprovado um destaque do PMDB que retirava do texto aprovado a alteração nos mandatos do Legislativo. Por 294 votos a favor dos cinco anos e 154 contra. Para que os cinco anos fossem mantidos, eram necessário os votos de no mínimo 308 deputados.

Na segunda votação, os deputados também voltaram atrás e reduziram, por 363 votos favor e 68 contra, o tempo de mandato, de cinco para quatro anos, para presidente da República, governadores e prefeitos.

Nesta quarta-feira, durante a votação das emendas ao texto aprovado em segundo turno, uma emenda apresentada pelo líder do DEM, Mendonça Filho (PE), tentou restabelecer a reeleição para presidente da República, mas foi rejeitada pelos deputados. (Agência Brasil)

Governadores do Nordeste querem ajudar Dilma, diz Paulo Câmara…

paulo-camara1-580x387

Apesar de estarem politicamente em campos opostos, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), enxerga no encontro da próxima quarta-feira (25) com a presidente Dilma Rousseff (PT), em Brasília, uma oportunidade para os governadores do Nordeste ajudarem o governo federal a atravessar a crise econômica e política que o País atravessa. Disposto a destravar obras essenciais para o Estado, Câmara deve levar projetos que estão parados por falta de recursos federais.

“Os governadores do Nordeste pediram uma audiência para ajudar o Brasil a enfrentar o desafio. O Nordeste é uma região que cresce mais do que o País, então é fundamental a presidente ter nesse diálogo a disposição para iniciar um processo de rearrumação, tanto da economia quanto da política, para superar os desafios que o Brasil hoje vem enfrentando”, afirmou Câmara, durante agenda pelo interior do Estado, no Todos por Pernambuco.

O encontro com a presidente, articulado pelo governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), era bastante esperado pelos gestores para tratar das demandas dos Estados. Ações de combate à estiagem e obras de infraestrutura estão com prioridade na pauta. (Jamildo)

Sem Eduardo Campos, PSB elege metade dos governadores de 2010…

eduardo-campos

Dois meses e meio após a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, principal líder e articulador político da sigla, o PSB sai das urnas, em 2014, com a metade do número de governadores eleitos quatro anos atrás. Campos faleceu em agosto, em um acidente aéreo ocorrido na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, enquanto disputava a Presidência da República.

Em 2010, o PSB havia conquistado os governos de seis estados: Amapá, Ceará, Espírito Santo, Paraíba, Pernambuco e Piauí. Neste ano, fora Pernambuco, cuja vitória havia sido conquistada no primeiro turno, o partido conseguiu eleger os governadores do Distrito Federal e Paraíba.

Eleito com a maior votação do País no primeiro turno, o futuro governador de Pernambuco, Paulo Câmara, afilhado político de Campos, teve mais de 3 milhões de votos no Estado, o equivalente a 68,08% do eleitorado.

Neste domingo (26), a principal vitória foi a do senador Rodrigo Rollemberg, no Distrito Federal, com 55,56% da preferência do eleitorado e 812 mil votos. É a primeira vez que um socialista chega ao poder no Distrito Federal.

Na Paraíba, o governador Ricardo Coutinho conseguiu ser reeleito com 52,61%. Ele amealhou 1,1 milhão de eleitores em seu estado, depois de ter ficado em segundo lugar no primeiro turno.

Neste segundo turno, outros dois nomes do PSB disputaram o governo de algum estado e saíram derrotado: Camilo Capiberibe, no Amapá, e Chico Rodrigues, em Roraima.

Outros seis candidatos do PSB foram derrotados ainda no primeiro turno: Marcelo Ramos (AM), Lídice da Mata (BA), Eliane Novais (CE), Renato Casagrande (ES), Vanderlan Cardoso (GO) e Tarcisio Delgado (MG).

CONGRESSO – Apesar de perder governadores, o PSB ampliou sua participação no Congresso Nacional. O número de senadores do partido passou de quatro para sete. A bancada da legenda na Câmara Federal foi ampliada de 24 para 34 membros.

Até falecer em plena candidatura presidencial, Eduardo Campos liderava o PSB de modo centralizador. Ele presidia o partido desde 2005, quando o avô Miguel Arraes faleceu.

Político de estatura nacional, Campos conduziu o PSB a um crescimento expressivo nas eleições de 2010 e 2012. As disputas ajudaram a cacifar o pernambucano para a disputa presidencial. (Jamildo)

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo