Petistas querem Dilma candidata ao Senado em Minas…

Dirigentes petistas desejam que a ex-presidente Dilma Rousseff altere seu domicílio eleitoral e dispute as eleições de 2018 como candidata ao Senado em Minas Gerais. A mudança teria de ocorrer até o Leia mais »

Grande Celebração 27 anos da Obra de Maria…

Leia mais »

Sete vezes em que se pensou que o mundo iria acabar…

G1 A reedição de uma teoria do apocalipse que circula pelas redes sociais marcava para este sábado (23) o fim do mundo pela ação do chamado planeta Nibiru ou Planeta X, que colidiria com Leia mais »

XVI Festival da Cultura de João Alfredo – Programação…

Leia mais »

Registro de frequência escolar de beneficiários do Bolsa Família começa dia 1º de outubro…

O Sistema de Acompanhamento da Frequência Escolar do Bolsa Família (Sistema Presença), que acompanha mais de 15,2 milhões de estudantes beneficiários do programa em todo o Brasil, será aberto no dia 1º Leia mais »

Tag Archives: eleições diretas

Ao boicotar a eleição indireta, PT fortalece a candidatura de Rodrigo Maia…

Via Estadão

O PT fechou ontem, dia 31, um projeto de resolução a ser votado no sábado em seu 6º Congresso, que prevê o boicote e a não participação do partido em eventual Colégio Eleitoral, caso deputados e senadores tenham de escolher um substituto para o presidente Michel Temer. A sigla prega eleições diretas para presidente da República e vai insistir nessa bandeira, na tentativa de se reaproximar da sociedade após ser envolvida em escândalos de corrupção. Mesmo assim, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não quer que o congresso do PT – a ser realizado de quinta-feira a sábado em Brasília – lance agora sua candidatura ao Palácio do Planalto.

Lula acha que o movimento poderia constranger outros aliados adeptos da campanha por ‘Diretas Já’. Além disso, seus advogados avaliam que não é conveniente “provocar” antecipadamente o Judiciário.

Continua…

Marina diz que Temer ‘sabotou a República’ e pede eleições diretas…

207246,475,80,0,0,475,365,0,0,0,0

A ex-senadora Marina Silva (Rede) afirmou à reportagem que o presidente Michel Temer “sabotou a República” e não tem mais legitimidade para permanecer no cargo.
Ela defendeu a renúncia de Temer e a realização de eleições diretas para presidente.
“Temer não tem credibilidade, não tem legitimidade e vai para zero de popularidade”, disse Marina, na noite de ontem (17).

“A renúncia é a única coisa que resta ao presidente, se ele não quiser preservar por apenas alguns dias o foro privilegiado”, afirmou.  Marina ressaltou que a sociedade não pode cruzar os braços caso Temer não tome a decisão voluntária de sair. “A renúncia é um ato unilateral. Mas não podemos ficar esperando a consciência dele. Temos que apelar às instituições”, afirmou.A ex-senadora disse que Temer “sabotou a República” ao dar aval ao pagamento de propina a Eduardo Cunha, segundo gravação feita pelo empresário Joesley Batista. Ela disse que a ex-presidente Dilma Rousseff fez o mesmo ao avisar Mônica Moura que ele seria presa, de acordo com a delação da marqueteira.

“PT e PMDB são irmãos siameses. Os dois partidos praticaram os mesmos crimes. Os dois presidentes sabotaram a República”, afirmou.

A ex-senadora disse ver três saídas legais para Temer. “Uma saída é a renúncia. As outras são o impeachment e a cassação no TSE”.

Ela defendeu uma mudança na Constituição para permitir eleições diretas. Para Marina, o Congresso não tem legitimidade para fazer uma eleição indireta, como prevê a regra atual.

Continua…

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo