Cido Plácido confirma sua pré candidatura a deputado estadual pelo (PTB)…

O ex-prefeito de Machados Cido Plácido confirmou sua pré candidatura a deputado estadual pelo PTB , durante encontro realizado nesta quinta-feira (19) com o pré-candidato a governador de Pernambuco Armando Monteiro.  Na Leia mais »

Após visita a Lula, Macedo diz que prioridade é a aliança nacional formal com o PSB…

A visita do deputado federal Márcio Macedo e Paulo Okamoto a Lula, na carceragem da superintendência da Polícia Federal, nesta quinta (19), aumentou as especulações em torno da viabilidade da candidatura da Leia mais »

Marília Arraes é entrevistada do “TV Afiada”…

Veja na TV Afiada entrevista com um fenômeno da política brasileira: Marília Arraes, 34 anos, advogada, vereadora em Recife por três mandatos consecutivos e agora candidata a Governadora contra a máquina do Leia mais »

Ecos do desfile do 147º aniversário de emancipação política do Bom Jardim-PE…

Data: 19 / 07 / 2018 Cidade: Bom Jardim – PE Promoção: Prefeitura Municipal do Bom Jardim-PE                     Secretaria de Educação  Fotos: Lucas Leia mais »

Solange Almeida, nesta noite, em Bom Jardim-PE…

Leia mais »

Tag Archives: Bruno Araújo

Candidatura de Bruno Araújo fortalece palanque de Armando …

Muito tem se falado que Bruno Araújo candidato a senador daria a Armando a cara de palanque de Temer, porém isso deverá ser assimilado somente por aquele eleitor que já não votaria em Armando em hipótese alguma. No meio político o sentimento é que a candidatura de Bruno ao Senado, que será confirmada em breve, contribuirá de forma efetiva para o projeto oposicionista devido ao excelente trânsito que Bruno tem entre os prefeitos pernambucanos.

Desde que Bruno comunicou a aliados que será candidato a senador que a sua postulação vem conquistando aderência entre os prefeitos de todas as regiões do estado, isso porque assim como Mendonça Filho, ele não fez nenhuma discriminação com prefeitos pernambucanos quando estava no ministério das Cidades.

A entrada de Bruno Araújo na disputa majoritária também tem um fator determinante, que é o de dar a Armando Monteiro a condição de candidato competitivo, uma vez que não terá na chapa nenhum arremedo de candidato, tanto Armando quanto Mendonça e Bruno são nomes com envergadura para os cargos que estão dispostos a ocupar. Isso tem um efeito político e eleitoral significativo tanto na classe política quanto perante o eleitor.

Também deve ter lastreado a decisão de Bruno o alto grau de indefinição da chapa governista, uma vez que nem Jarbas Vasconcelos nem Humberto Costa estão garantidos no Senado da Frente Popular devido às dúvidas suscitadas quanto ao destino eleitoral de seus respectivos partidos. Na eventualidade de não ter nem Jarbas nem Humberto na disputa, dificilmente surgirá um quarto nome competitivo para o cargo, tendo apenas Mendonça, Bruno e Silvio Costa disputando efetivamente as duas vagas de senador, uma vez que o governo terá que construir dois nomes de última hora, o que não será tarefa fácil para torná-los competitivos.

Faltando menos de 20 dias para a convenção oposicionista, marcada para o próximo dia 4, a oposição estará apresentando uma chapa muito forte para o jogo, dando demonstração de que está entrando na disputa para vencer porque identificou claramente a fragilidade do governo, que chega na reta final numa posição de dificuldade do ponto de vista político para fechar a chapa majoritária. (Por Edmar Lyra)

PSDB sacramenta Bruno Araújo no Senado…

Um tucano nacional de alta plumagem afirmou que o martelo já está batido e Bruno Araújo será mesmo candidato a senador. Ele cumprirá a missão de dar sustentação a Geraldo Alckmin em Pernambuco. Bruno deverá oficializar a decisão nos próximos dias.

A entrada do tucano na majoritária poderá colocar melhores condições a André Régis na disputa e ainda colocar João Lyra Neto para ser candidato a deputado federal, sendo o nome apoiado pela prefeita Raquel Lyra em Caruaru, herdando parte das bases de Bruno. (Edmar Lyra)

André admite abrir espaço na chapa para Bruno Araújo…

Presidente estadual do PSDB, Bruno Araújo, encontra-se, ao longo desta semana, fora do País. Mas as conversas sobre composição da chapa majoritária da oposição seguem ocorrendo. Ontem, o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, chegou a dialogar com o senador Armando Monteiro Neto sobre essas arrumações. Depois que o processo que investigava Bruno Araújo – no qual ele era citado no inquérito da Odebrecht, – foi arquivado pelo ministro do STF, Dias Toffoli, a possibilidade de o tucano vir a ocupar a vaga do Senado passou a ser ventilada. Embora já tenha aberto mão do referido espaço em prol da atração de uma sigla nova para o bloco, o PSDB segue trabalhando para estar na chapa e não descarta que Bruno possa vir a se colocar como alternativa para a Casa Alta.

Diante do novo cenário, o deputado estadual André Ferreira admite, à coluna, a hipótese de fazer um gesto ao tucano. “Do jeito que ele abriu espaço para gente, a gente abriria para ele”, considera o parlamentar, que tem o nome cotado para concorrer a senador. E emenda: “Estamos muito alinhados”. Em relação ao plano original de disputar a Casa Alta, André pondera: “Estamos fazendo uma avaliação”. E observa: “Esse espaço já foi cedido para o PSC, mas isso não impede que outro partido da frente venha a ocupá-lo”. André, então, assegura que isso “não vai ser um cavalo de batalha”. Durante o ato no qual os Ferreira declararam apoio às oposições, André realçou que não chegava para impor. De outro lado, o processo, agora, arquivado por Toffoli era empecilho considerável para Bruno encarar o desafio de ingressar na majoritária. Solucionada a pendência, os cálculos na oposição podem ser refeitos. André e Bruno devem conversar na semana que vem, quando o tucano retornar ao Brasil. (Por Renata Bezerra de Melo)

Bruno Araújo no Senado pode ser o fato novo na eleição …

No exercício do seu terceiro mandato como deputado federal, Bruno Araújo ascendeu ao ministério das Cidades após o impeachment de Dilma Rousseff e chegada de Michel Temer ao Palácio do Planalto. Até deixar a pasta no final de 2017, Bruno consolidou-se como a principal liderança do PSDB de Pernambuco, tanto que acabou assumindo a presidência estadual da sigla.

Desde a construção do palanque oposicionista que Bruno Araújo era lembrado para integrar a chapa majoritária, sobretudo pelo seu excelente trânsito entre prefeitos de todo o estado. Os prefeitos do PSDB possuem verdadeira admiração por ele, e sempre quiseram que ele estivesse na disputa majoritária, uma vez que ele sempre disputou cargos proporcionais e acreditavam que este seria o momento de entrar no jogo com vistas ao Senado.

O processo envolvendo o seu nome no Supremo Tribunal Federal foi arquivado na semana passada, ele era um óbice para que Bruno integrasse a chapa majoritária, devido a uma decisão conjunta de que quem estivesse respondendo a processos não integraria a chapa oposicionista. Após o arquivamento, o seu nome voltou a ganhar força para a disputa pelo Senado.

Tucanos avaliam que a disputa está completamente aberta, pois acreditam que Jarbas Vasconcelos dificilmente terá a legenda do MDB para a disputa devido o imbróglio jurídico envolvendo o comando do partido, uma vez que mesmo que decida candidatar-se ao Senado, passará a campanha toda no risco de ter seus votos anulados. No caso de Humberto Costa, ainda há um risco de o PT lançar Marília Arraes, o que faria o senador optar por uma candidatura a deputado federal. Então, isso acaba favorecendo a entrada do tucano no páreo.

O PSDB também não tem um nome natural para a vice de Armando Monteiro, pois Guilherme Coelho é visto como alguém que pouco agregaria ao projeto liderado pelo petebista, então caberia aos tucanos voltar ao jogo de senador com Bruno Araújo, sobretudo após a sinalização de André Ferreira de que entrar na disputa para o Senado na chapa oposicionista não seria algo exigido pelo deputado estadual. André poderá ser candidato a deputado federal e apoiar tranquilamente o segundo nome da chapa que seria Bruno.

Caso o tucano entre no páreo, e está sendo muito pressionado a isso, teremos um quadro bastante diferenciado, uma vez que os principais partidos oposicionistas estarão contemplados na majoritária com nomes com envergadura para o posto. A entrada de Bruno no jogo também tem o indicativo de que ele, Armando e Mendonça estarão confiantes na vitória oposicionista em outubro, e abriria a vaga de vice para um novo partido que esteja chegando para a oposição ou ser ocupada por algum nome de envergadura no conjunto de forças que já estão sustentando o projeto de Armando Monteiro. (Por Edmar Lyra)

Bruno Araújo pode ser o representante oposicionista em 2020…

Faltando pouco para confirmar o que todo mundo já sabe, que é o de que Bruno Araújo não será candidato a senador nestas eleições, alguns oposicionistas já pensam em 2020 quando estará completando o segundo mandato de Geraldo Julio e naturalmente alguns atores surgem como alternativa real para o processo eleitoral da prefeitura do Recife.

É óbvio que não dá para antecipar a disputa de 2020, mas fica claro que independentemente do resultado de governador, esta tropa formada por PSDB, DEM, PRB, PTB, PV, Podemos e PPS deverá estar unida na disputa municipal pela capital pernambucana, pois está claro que Geraldo Julio não tem um sucessor natural e se houver uma unidade oposicionista, aumentam as chances deste grupo lançar um candidato com chances reais de vitória.

Ao sair da disputa majoritária de 2018, Bruno Araújo facilitou a atração de outras legendas, como a chegada do PSC para o grupo que compõe o Pernambuco Vai Mudar e abriu uma chance para que Armando Monteiro e Mendonça Filho pudessem formar uma frente política mais ampla com vistas as eleições. Porém, Bruno que novamente deverá ser eleito para a Câmara Federal, tem perfil de majoritário, sobretudo pelo papel que exerce no PSDB, que é de longe o partido mais representativo da oposição.

Ele surge como um nome que nunca disputou e perdeu majoritária e ainda tem um aspecto jovem, mesmo tendo 46 anos, tem aparência de alguém de menor idade. Seria um nome novo para o processo eleitoral da prefeitura. A tese ganhará mais força se Armando Monteiro for eleito governador e Mendonça Filho chegar ao Senado, uma vez que os nomes da oposição com possibilidade de disputa no Recife saíram menores do que entraram em 2016, vide Daniel Coelho e Priscila Krause, que apesar de jovens, tornaram-se produtos vencidos. (Por Edmar Lyra)

Bruno Araújo diz que PSDB estará na majoritária…

O deputado federal Bruno Araújo negou que o PSDB poderá abrir mão de estar na chapa majoritária de Armando Monteiro e enviou a seguinte informação: “Não procede.

O PSDB estará na chapa. Não só por estar envolvido desde o início e acreditar no projeto, mas também por ser o partido que provém o maior tempo de TV e rádio na aliança. No momento adequado será conhecido nosso representante.” (Edmar Lyra)

2018 Paulo desmente Bruno e o manda recuperar o PSDB-PE…

O governador Paulo Câmara desmentiu, ontem, declarações do ex-ministro Bruno Araujo  (PSDB) de que ambos teriam se reunido, juntamente com o prefeito Geraldo Júlio, à época do impeachment de Dilma Rousseff, a fim de tramar para a queda então presidente da República,

“Nunca, nem eu e nem Geraldo, nos sentamos com ele para discutir a questão do impeachment”,  disse o governador, para quem o deputado tucano deveria se preocupar com “o partido dele”, do qual é presidente no Estado, “que se esvaziou sob o seu comando”.

O governador disse ainda na nota que divulgou no início da noite, que seu partido foi dos últimos a se definir, “de forma clara e transparente”  em torno do impeachment,  e, “ao contrário do deputado”,  que aderiu, não quis fazer parte do governo Temer.

Segue, na íntegra, a nota do governador Paulo Câmara:

“O deputado Bruno Araújo deveria se preocupar com o partido dele em Pernambuco, Nunca, nem eu e nem Geraldo, nos sentamos com ele para discutir a questão do impeachment. É bom lembrar que tanto o PSDB quanto o DEM deixaram nossa base política. Nesse episódio do impeachment, o PSB foi um dos últimos partidos a se definir. E fez isso de forma clara e transparente. E, ao contrário do deputado,  não quis fazer parte do Governo Temer”.

Paulo Câmara 

Governador de Pernambuco e vice-presidente nacional do PSB”

(Magno Martins)

Bruno Araújo, o primeiro ministro a cair fora…

Depois de ouvir vários deputados do PSDB, o ministro das Cidades Bruno Araújo decidiu deixar o governo. Essa é a primeira baixa desde que se instalou a crise política após a revelação de que o presidente Michel Temer deu aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha.

Bruno Araújo deve comunicar sua decisão ao Palácio do Planalto nas próximas horas.Nas conversas com deputados tucanos, Bruno ouviu e concordou que não dava mais para permanecer no governo após as revelações. (Magno Martins)

Bruno Araújo assume o comando do PSDB em Pernambuco…

bruno-araujo-p-facebook-foto-george-gianni-psdb-

O PSDB de Pernambuco realizou a primeira reunião da executiva estadual, após a morte do deputado federal Sérgio Guerra, ontem (17). 

Como era esperado, o partido oficializou o deputado federal Bruno Araújo na presidência estadual do partido. Para Bruno, o mais importante nessa “nova fase” do PSDB é a demonstração de unidade que o partido dá, mantendo o entendimento político com o PSB do governador Eduardo Campos, feito pelo ex-presidente da legenda, deputado federal Sérgio Guerra. “Temos que zelar pelo entendimento político que foi feito pelo deputado Sérgio Guerra, e concluído pelo presidente nacional Aécio Neves, que gerou a aliança política do PSDB com o PSB do governador Eduardo Campos. Vamos manter esse diálogo que foi iniciado pelo deputado Sérgio Guerra”, assegurou o novo presidente estadual do PSDB. 

A nova executiva decidiu, ainda, criar um colegiado político formado pelo presidente Bruno Araújo, pelo primeiro vice, deputado estadual Daniel Coelho, pelo deputado estadual Antônio Moraes e pelo prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes. 

Ao grupo será delegada a tarefa exclusiva de tratar das chapas proporcionais (deputado federal e estadual) para as eleições de outubro e repassar o quadro para a executiva estadual. 

“Queremos construir uma radiografia mais clara das chapas proporcionais que apresentaremos nas eleições deste ano. Temos a confirmação da candidatura a federal do deputado Claudiano Martins e podemos ter a do deputado Betinho Gomes. Com a formação desse grupo, esperamos, de forma inteligente, realizar uma gestão do PSDB, por região, atendendo as necessidades que cada candidato precisa. Do ponto de vista da chapa federal há uma forte sinalização de que vamos ampliar nossos quadros. E no plano estadual, o projeto é fazer um número maior de deputados que conquistamos nas eleições de 2010 (foram cinco)”, aposta o deputado Bruno Araújo. (Blog de Jamildo)

 

 

Bruno Araújo assumirá PSDB ao lado de colegiado…

Bruno-Araújo

Com o falecimento do deputado federal Sérgio Guerra, o seu antigo colega de bancada Bruno Araújo assumirá a presidência do PSDB em Pernambuco.  O parlamentar, que atualmente ocupa o cargo de vice presidente da legenda – tanto no Estado quanto na esfera nacional -, passa a comandar a legenda ao lado de um colegiado que foi instituído justamente com esse fim. Compõem o grupo detentores de mandatos, como o deputado estadual Daniel Coelho e prefeito Elias Gomes (Jaboatão dos Guararapes).

Inicialmente, os tucanos viverão o luto pela morte de Sérgio Guerra. No entanto, é esperado o início de um debate sobre o futuro da legenda. Bruno Araújo e esse colegiado decidirão como o partido atuará nas eleições deste ano no Estado. A manutenção da aliança com o PSB é uma das interrogações que ficam no ar após a morte do principal líder tucano em Pernambuco.

“O futuro do partido será discutido no momento certo. Agora é o momento de nos despedirmos dessa figura importante que foi o deputado Sérgio Guerra”, destacou Bruno Araújo. (Folha de PE)

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo