10307213_666083670095993_6524663521085220545_n

Machados promove Caminhada pela Paz…

Leia mais »

Os 90 anos bem vividos do ex-vereador Zé Vieira…

A aprazível Churrascaria O Portal, leia-se Fernando Batista, recebeu ao meio dia de ontem (23) grande parte da família Ferreira Cavalcanti, para comemorar os 90 anos do patriarca José Jerônimo Cavalcanti – Leia mais »

Prefeita Lúcia Mariano (Afrânio - PE)

Prefeitas do PSB e do PTB mudam de lado no Sertão…

O período que antecede a campanha pelo governo do estado de pernambuco está sendo marcada pela “infidelidade partidária” de alguns prefeitos, tanto do lado governista quanto da oposição. Após perder o apoio Leia mais »

_MG_7998

Arquivo Fotográfico

Grupo de alunas da Escola Jarina Maia, em horário de folga, no ano de 1990.  Fernando Prado e Conceição Calixto com o vereador David Santos, no Sítio Vovô Bide, no dia 13 Leia mais »

10173584_398229213652024_522174341104136667_n

Bom Jardim em clima de beleza…

Leia mais »

Reflexão do dia

988412_473717229417506_1522211323_n

Fragmento Bíblico

1911635_804526549561626_2044145027_n

Micareta em Orobó…

festa-400x282

festa-400x282

Páscoa…

Cristo-Ressuscitou-250x184

Neste domingo comemoramos a Páscoa cristã que celebra a Ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu por três dias, até sua ressurreição. É o dia santo mais importante da religião cristã. Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou Passover, a Páscoa judaica, que é uma das mais importantes festas do calendário judaico, celebrada por 8 dias e onde é comemorado o êxodo dos israelitas do Egito, da escravidão para a liberdade. Um ritual de passagem, assim como a “passagem” de Cristo, da morte para a vida.

A última ceia partilhada por Jesus Cristo e seus discípulos é narrada nos Evangelhos e é considerada, geralmente, um “sêder do pesach” – a refeição ritual que acompanha a festividade judaica, se nos ativermos à cronologia proposta pelos Evangelhos sinópticos. O Evangelho de João propõe uma cronologia distinta, ao situar a morte de Cristo por altura da hecatombe dos cordeiros do Pessach. Assim, a última ceia teria ocorrido um pouco antes desta mesma festividade.

Tradição do Ovo

A tradição dos ovos e coelhos de Páscoa, sinônimo de renascimento e fertilidade, ganha cada vez mais adeptos em todo o mundo, para a alegria das crianças, que são os que mais aproveitam os doces.

Segundo a Enciclopédia Católica, este costume pode ter sua origem numa “grande quantidade de costumes pagãos, que eram realizados no retorno da primavera (no hemisfério norte) e se introduziram na Páscoa. O ovo representa a vida que germina no começo da primavera”. (Dom)

 

 

João Alfredo – Jovens distribuem chocolates às crianças carentes…

10269616_668934156476503_5363163832060505586_n

10169326_668934969809755_8554766370904697071_n

10269616_668934156476503_5363163832060505586_n

Parte de integrantes da equipe jovem “É de Zona”, composta por Kleybson Sobral, Rubens Júnior, Sassá, Zequinha e Jânio Rodrigo, improvisou na manhã deste domingo de Páscoa um projeto intitulado “Doce Sorriso”, proporcionando a distribuição de chocolates às crianças num bairro carente da cidade de João Alfredo.  

A ação, custeada pelos jovens, por onde passava provocava um clima festivo não só entre a criançada, mas nos adultos.

Para Rubens Júnior, tudo é possível com a ação de amigos e o resultado foi poder tocar o coração e o paladar das crianças, neste domingo de Páscoa.

Através do “Doce Sorriso”, a Equipe “É de Zona” reuniu parte da comunidade infantil em torno do espírito da Páscoa.

É importante que a juventude sempre trabalhe o renascimento, o ressurgimento de novas ideias e pensamentos.

A esperança não é só em ganhar presentes, mas renascer em Cristo, acreditar que Ele existe. Além de tudo os jovens fizeram um gesto de carinho com as crianças. 

Fotos: Divulgação

Entenda as diferenças: Compromisso, dívida e inadimplência…

741321_169599

741321_169599

Alguns termos já fazem parte do cotidiano, contudo, a definição exata ainda é um mistério para boa parte da população. Isso ocorre com os termos dívidas, inadimplência e compromissos; mas quais a real diferença entre eles? 

Vamos começar com o mais simples que são os compromissos. Esses são obrigações que se tem mensalmente, como aluguel, telefone, internet, pois são despesas que se sabe que terá, mas ainda não se tornaram uma dívida, uma vez que a mensuração do valor só ocorrerá ao fim do período. Os consumidores que possuem compromissos devem ter uma planilha com tudo anotado, data de pagamento e uma estimativa do valor. 

Já os termos dívidas e inadimplência se confundem muito, porém, dívidas é muito mais amplo. Funciona da seguinte forma: inadimplência ocorre depois que o consumidor se compromete com o pagamento de algum valor em uma data, contudo, não consegue realizar dentro do prazo. Em função disso, ocorrem cobranças, tendo até o risco de o consumidor ter seu nome em lista de devedores de alguns órgãos, como Serasa e SPC. 

Dívidas englobam os consumidores que estão inadimplentes, mas abrange um número muito maior de pessoas; nesse grupo, também estão as pessoas que compram um produto e parcelam, quem financiam carro ou casa, distribuem cheques pré-datados, pagam a parcela mínima do cartão, pegamdinheiro emprestado e tem que pagar parcelas desse empréstimo, dentre outros. Em resumo, essas são as pessoas que já se comprometeram com um valor a ser pago, caso contrário, a pessoa se tornará inadimplente. 

Para exemplificar, se você financiou um carro, você tem uma dívida; agora, se deixou de pagar as parcelas, além da dívida, também está inadimplente. Nesta situação, infelizmente, se encontra a grande maioria da população, e isso é retrato da facilidade para obtenção de créditos e facilidades de compra. 

Para os consumidores inadimplentes e com dívidas, a situação é muito arriscada, podendo refletir em diversos pontos do seu cotidiano, como relação familiar e profissional. Assim, é necessário fazer umaação de guerra, repensando toda a vida financeira para não agravar cada vez mais a situação. 

O inadimplente tem que tomar a ação mais difícil, que é negociar os valores com os credores. É importante ter em mente que as pessoas querem receber esse valor. Tendo isso em mente, é a hora de buscar um consenso. Nunca esquecendo que o valor definido terá que caber dentro do orçamento mensal. 

Para quem está endividado, mas não inadimplente, a obrigação é honrar com suas obrigações e, para que isso ocorra, os valores devem estar no orçamento mensal. Pagando tudo dentro do prazo e, se possível, adiantando o pagamento dos valores e eliminando as dívidas o mais rápido possível. Qualquer “bobeada” pode ser muito perigosa, fazendo com que se torne inadimplente, por isso, é fundamental a educação financeira, descobrindo a maneira correta de tratar o dinheiro.  (DSOP Educação Financeira)

 

Chocolate ajuda a manter a saúde bucal…

740520_169452 (1)

740520_169452 (1)

O consumo de chocolate no Brasil é cada vez maior. O país é o terceiro maior produtor da iguaria no mundo, atrás dos Estados Unidos e da Alemanha. Segundo a ABICAP (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados), 75% dos brasileiros consomem chocolate, sendo que 56% são mulheres e 35% não trocam o doce por nenhum outro tipo de alimento.

É impossível resistir à tentação durante o período da Páscoa. O chocolate é um ingrediente que tem o poder de deixar as receitas ainda mais gostosas e visualmente irresistíveis, sem contar a vasta quantidade de opções disponíveis no mercado. “Quando se trata de cáries, o mito de que o chocolate traz muitos problemas aos dentes se torna a preocupação número um de muitas pessoas, em especial para as crianças. A realidade é que todos os alimentos que contém carboidratos fermentais podem contribuir para a formação de cáries”, ressalta a dentista Debora Ayala.

O chocolate pode até causar um processo de redução de desmineralização dos dentes, mas ele protege o esmalte dentário por ser rico em proteínas, cálcio, fosfatos e outros minerais. “Por este motivo é muito importante escovar os dentes até 15 minutos depois de ingerir a guloseima principalmente para quem usa aparelhos ortodônticos. O chocolate se torna mais pastoso e fácil de grudar em sua estrutura”, explica Ayala.

Outro detalhe importante para a prevenção à cárie é o consumo de chocolates meio amargo e ao leite. Eles contêm menos açúcar, diminuindo a produção do ácido prejudicial à saúde bucal. “Ingerir produtos a base de cálcio, frutas, fibras, hortaliças, grãos integrais e até mesmo doces podem ajudar na prevenção da cárie. Para saborear sem peso na consciência é importante não exagerar. O consumo deve ser feito em quantidades pequenas e é fundamental manter uma boa escovação, sem eliminar o uso frequente do fio ou fita dental. Esse hábito evita a formação de cáries e doença gengival”, diz a dentista.

Estudo realizado na Universidade de Cambridge mostrou que o consumo de chocolates sem excesso diminui em 37% o risco de doenças cardíacas e em 29% as chances de acidente vascular cerebral. A Associação Brasileira de Odontologia alerta que o ideal é consumir a iguaria após as refeições e não entre elas.

“O chocolate é rico em substâncias químicas e a ingestão do doce provoca a liberação de serotonina e endorfina no cérebro favorecendo o bom humor. Possui vitaminas e minerais coo: vitamina B3 e B5, potássio, magnésio, cobre, zinco, selênio e alto teor de compostos antioxidantes que contribuem para a saúde cerebral, inflamações, protege contra doenças cardiovasculares, diminui o LDL (colesterol ruim) e câncer. O chocolate contém cafeína e teobromina que ajudam a equilibrar o açúcar no sangue e auxilia na perda de peso, se consumido moderadamente”, ressalta Elaine Fontes, nutricionista clínica e estética responsável pelo SPA Longevity Sisley.

A nutricionista lembra que para não sabotar a dieta o ideal é consumir de 5 a 10 gramas por dia e de preferência chocolate amargo com alto teor de cacau entre 70 a 90%. Caso contrário, o resultado será os famosos quilinhos indesejáveis. (Porta Voz Assessoria de Imprensa)

Busca de avião da Malásia pode terminar…

2014-03-14T085651Z_227212915_GM1EA3E1A1501_RTRMADP_3_MALAYSIA-AIRLINES

2014-03-14T085651Z_227212915_GM1EA3E1A1501_RTRMADP_3_MALAYSIA-AIRLINES

A busca submarina pelo vôo MH370 da Malaysia Airlines, concentrada em uma área circular de dez quilômetros no leito do oceano, pode ser finalizada em uma semana, disseram autoridades australianas neste sábado.

A Malásia disse que a busca em andamento está em “uma situação muito crítica” e pediu orações por seu sucesso.

Um veículo não tripulado submarino de grande profundidade da marinha dos Estados Unidos (AUV, na sigla em inglês) está percorrendo um trecho remoto do leito do Oceano Índico em busca de sinais do avião, que desapareceu dos radares em 8 de março com 239 pessoas a bordo.

Depois de quase dois meses sem vestígios de destroços, a busca submarina foi reduzida a umapequena área próxima da localidade na qual um dos quatro sinais acústicos que se acredita serem da caixa preta da aeronave foi detectado em 8 de abril, disseram as autoridades.

“Contanto que clima seja favorável para o lançamento e a recuperação do AUV e tenhamos um bom período de utilização do AUV, devemos completar a busca da área submarina em foco dentro de cinco a sete dias”, informou a Agência e Centro de Coordenação Conjunta à Reuters por e-mail.

Mais de duas dezenas de países estão envolvidos na procura pelo Boeing 777, que sumiu dos radares pouco depois de decolar para um vôo de Kuala Lumpur para Pequim no que as autoridades crêem ter sido um ato deliberado.

A Malásia pediu a petroleiras e outras empresas comerciais que forneçam meios de auxílio às buscas depois de ter afirmado anteriormente que mais AUVs podem ser usados.

Após quase duas semanas sem captar nenhum sinal acústico, e muito depois dos trinta dias de expectativa de vida da bateria da caixa preta, as autoridades apostam cada vez mais no Bluefin-21, veículo não tripulado de 4 milhões de dólares da marinha dos EUA, que neste sábado deve alcançar profundidades inéditas, como já havia feito na sexta-feira.

Como as buscas visuais na superfície do oceano não forneceram provas concretas, o drone, com sua capacidade de mergulhar em grande profundidade com seu sonar “escâner lateral”, se tornou a peça central da busca nos dois mil quilômetros a oeste da cidade australiana de Perth. (Reuters)

 

Arquivo Fotográfico

170896b (1)

170896b (1)O prefeito Severino Cavalcanti Júnior (+) discursando no comício de abertura da campanha do candidato Sebastião Mendes, no dia 17 de agosto de 1996, em João Alfredo. 

barra39

170896b (2)Ao lado do locutor Djair Santos (+), Doroteia discursa no mesmo comício, no dia 17/08/1996. 

Liturgia Católica

Vela-virtual-11

Dia 20 de abril – Domingo

PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO 
(BRANCO, GLÓRIA, SEQUÊNCIA, CREIO, PREFÁCIO DA PÁSCOA I – I SEMANA DO SALTÉRIO)

Antífona da entrada: Ressuscitei, ó Pai, e sempre estou contigo: pousaste sobre mim a tua mão, tua sabedoria é admirável, aleluia! (Sl 138,18.5s)

Oração do dia

Ó Deus, por vosso filho unigênito, vencedor da morte, abristes hoje para nós as portas da eternidade. Concede que, celebrando a ressurreição do Senhor, renovados pelo vosso Espírito, ressuscitemos naluz da vida nova. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Leitura (Atos 10,34.37-43)

10 34 Então Pedro tomou a palavra e disse: “Em verdade, reconheço que Deus não faz distinção de pessoas, 
37 Vós sabeis como tudo isso aconteceu na Judéia, depois de ter começado na Galiléia, após o batismo que João pregou. 
38 Vós sabeis como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com o poder, como ele andou fazendo o bem e curando todos os oprimidos do demônio, porque Deus estava com ele. 
39 E nós somos testemunhas de tudo o que fez na terra dos judeus e em Jerusalém. Eles o mataram, suspendendo-o num madeiro. 
40 Mas Deus o ressuscitou ao terceiro dia e permitiu que aparecesse, 
41 não a todo o povo, mas às testemunhas que Deus havia predestinado, a nós que comemos e bebemos com ele, depois que ressuscitou. 
42 Ele nos mandou pregar ao povo e testemunhar que é ele quem foi constituído por Deus juiz dos vivos e dos mortos. 
43 Dele todos os profetas dão testemunho, anunciando que todos os que nele crêem recebem o perdão dos pecados por meio de seu nome”. 
Palavra do Senhor.

Salmo responsorial 117/118

Este é o dia que o Senhor fez para nós:
alegremo-nos e nele exultemos!

Dai graças ao Senhor, porque ele é bom!
“Eterna é a sua misericórdia!”
A casa de Israel agora o diga:
“Eterna é a sua misericórdia!”

A mão direita do Senhor fez maravilhas,
a mão direita do Senhor me levantou.
Não morrerei, mas, ao contrário, viverei
para cantar as grandes obras do Senhor!

A pedra que os pedreiros rejeitaram
tornou-se agora a pedra angular.
Pelo Senhor é que foi feito tudo isso:
que maravilhas ele fez a nossos olhos!

Leitura (Colossenses 3,1-4)

 

Leitura da carta de são Paulo aos Colossenses. 
3 1 Se, portanto, ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. 
2 Afeiçoai-vos às coisas lá de cima, e não às da terra. 
3 Porque estais mortos e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. 
4 Quando Cristo, vossa vida, aparecer, então também vós aparecereis com ele na glória. 
Palavra do Senhor.

Seqüência

Cantai, cristãos, afinal: “Salve ó vítima Pascal!” Cordeiro inocente, o Cristo abriu-nos do Pai o aprisco. Por toda ovelha imolado, do mundo lava o pecado. Duelam forte e mais forte: é a vida que enfrenta a morte. O rei da vida, cativo, é morto, mas reina vivo! Responde, pois, ó Maria: no teu caminho o que havia? “Vi Cristo ressuscitado, o túmulo abandonado. Os anjos da cor do sol, dobrado ao chão o lençol. O Cristo, que leva aos céus, caminha à frente dos seus!” Ressuscitou de verdade. Ó rei, ó Cristo, piedade!

Evangelho (João 20,1-9)

Aleluia, aleluia, aleluia.
O nosso cordeiro pascal, Jesus Cristo, já foi imolado. Celebremos, assim, esta festa na sinceridade e verdade (1Cor 5,7s).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João. 
20 1 No primeiro dia que se seguia ao sábado, Maria Madalena foi ao sepulcro, de manhã cedo, quando ainda estava escuro. Viu a pedra removida do sepulcro. 
2 Correu e foi dizer a Simão Pedro e ao outro discípulo a quem Jesus amava: “Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o puseram!” 
3 Saiu então Pedro com aquele outro discípulo, e foram ao sepulcro. 
4 Corriam juntos, mas aquele outro discípulo correu mais depressa do que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro. 
5 Inclinou-se e viu ali os panos no chão, mas não entrou. 
6 Chegou Simão Pedro que o seguia, entrou no sepulcro e viu os panos postos no chão. 
7 Viu também o sudário que estivera sobre a cabeça de Jesus. Não estava, porém, com os panos, mas enrolado num lugar à parte. 
8 Então entrou também o discípulo que havia chegado primeiro ao sepulcro. Viu e creu. 
9 Em verdade, ainda não haviam entendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dentre os mortos. 
Palavra da Salvação. (Dom Total)

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo