Paulo Câmara decreta estado de emergência em Pernambuco…

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, decretou estado de emergência na tarde desta sexta-feira (25). De acordo com o chefe do executivo, o Governo está tomando medidas que garantam os serviços de segurança, saúde e transporte Leia mais »

Jair Bolsonaro bate Lula em simulação de segundo turno…

Pouco menos de quatro meses antes do primeiro turno das eleições, a XP Investimentos divulgou sua primeira pesquisa eleitoral feita em parceria com a IPESPE, revelando uma ampla vantagem de Jair Bolsonaro Leia mais »

Caminhoneiros têm força para derrubar o governo…

Inaldo Sampaio O Brasil convive há cinco dias com uma paralisação de caminhoneiros. Mas dificilmente ela irá além deste final de semana. O governo não aguenta conviver por muito tempo com esta Leia mais »

Marília:”Humberto foi dos maiores incentivadores”…

Pré-candidata ao Governo do Estado pelo PT, a vereadora Marília Arraes seguiu, ontem, para Petrolândia. A despeito da falta de definição dentro do PT, ela segue circulando pelo Estado. Antes de pegar Leia mais »

Disputa pelo Senado está completamente aberta …

Se na disputa pelo governo de Pernambuco há um encaminhamento de reedição da disputa de 2014 com Paulo Câmara e Armando Monteiro, o embate para o Senado tem pelo menos cinco nomes Leia mais »

Aécio fecha aliança com DEM e PMDB na Bahia…

aecio-salvador-e1397500215853

Enquanto Eduardo Campos (PSB) lançava a pré-candidatura em Brasília e Dilma Rousseff batizava e prestigiava viagem inaugural de navios em Pernambuco, Aécio vai costurando apoios.

Nesta segunda-feira esteve em Salvador para celebrar aliança do PSDB com o DEM e o PMDB na Bahia.

O evento lotou um auditório na capital baiana que tem como prefeito o democrata ACM Neto.

A aliança da oposição na Bahia tem como pré-candidatos Paulo Souto (DEM) pata governador, Joaci Góes (PSDB) para a vice e Geddel Vieira Lima (PMDB) para o Senado.

“Estamos fazendo uma aliança que ninguém imaginou que fosse possível”, disse ACM Neto sobre aliança PSDB-DEM-PMDB na Bahia.

“Essa aliança mostra a unidade em torno de um projeto. Essa gente que está aí já deu o que tinha que dar”, diz Geddel Vieira Lima.

Geddel, que era aliado do governo Dilma, chegou a ocupar o cargo de vice-presidente da Caixa. Agora, abre dissidência no PMDB na Bahia – o arco de aliança estadual deve ser replicado para a disputa nacional no estado.

“Venho aqui celebrar uma aliança a favor da Bahia e a favor do Brasil”, disse Aécio Neves na chegada ao local do evento em Salvador. (Blog de Política)

Eduardo: “Nunca aprendi a desistir da caminhada”…

20140414060716_cv_eduardoc_gde

Convocado ao palco por sua candidata a vice, a ex-senadora Marina Silva (PSB), o pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), tomou a palavra no evento de oficialização do seu projeto destacando que nunca aprendeu a desistir da caminhada e que não quer se queixar dos desafios. O ex-governador ressaltou, no momento em que passou em revista toda a sua trajetória, que nasceu em uma família  de perseguidos políticos e que foi discriminado por ideias que ele sequer conhecia.

E, por conta dessa carga, segundo ele, foi que conseguiu compreender a importância da política. “Entrei nela [na política] pela porta da frente. Compreendi a força do povo. Entendi que as pessoas podem ser convencidas por processos bonitos, como foi o das Diretas Já”, disse Eduardo Campos.

Na sequência, o presidenciável frisou que o conjunto de transformações vivenciadas pelo país se deu conquista após conquista, atrelada por um processo de continua renovação. “A renovação política levou à estabilidade econômica [governo Fernando Henrique Cardoso – PSDB). Outra renovação levou à inclusão social [governo Luiz Inácio Lula da Silva – PT]”, frisou.

E, como esperado, destacou que esse processo esbarrou na gestão comandada pela presidente Dilma Rousseff (PT). “Mas esse processo foi estancando em 2010. Não se discutiu o Brasil. Era tudo ou nada”. (Folha de Pernambuco)

Evento do PSB começa com recital de piano fazendo jus ao nome de “político-cultural”…

20140414152317621742u

Começou há pouco e com atraso de quase meia hora, o evento político-cultural “Eduardo Campos e Marina – Encontro pelo Brasil”. A abertura foi realizada pelo secretário-geral do PSB nacional, Carlos Siqueira, que convidou o pianista Arthur Moreira Lima para fazer um recital. O músico também se apresentou quando Marina Silva anunciou a aliança com o PSB. Na plateia, várias cadeiras ainda estão vazias, uma vez que muita gente ainda está chegando.

O evento ocorre em Brasília, no Salão Azul do Hotel Nacional, e se destina a lançar, oficialmente, a pré-candidatura do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, à Presidência da República. Na ocasião também é aguardado o anúncio do nome da ex-senadora Marina Silva como pré-candidata a vice na chapa de Campos. Participam do evento socialistas e integrantes dos partidos aliados PPS e PPL, além dos integrantes da sigla não-criada Rede Sustentabilidade.

O ex-governador Eduardo Campos e a ex-senadora Marina Silva estão reunidos com a cúpula do PSB nacional em uma sala reservada dohotel. O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e o pré-candidato ao Senado Fernando Bezerra Coelho (PSB) também participam dessa conversa.

De Pernambuco, vários deputados, secretários e vereadores socialistas e aliados viajaram para acompanhar a cerimônia. O governador João Lyra (PSB), no entanto, ficou no estado para recepcionar a presidente Dilma Rousseff (PT),que tem agenda em Suape e em Serra Talhada nesta segunda-feira (14). A petista participa do lançamento ao mar do navio Dragão do Mar e da inauguração da primeira etapa da Adutora do Pajeú e assinar a segunda das obras. (Diário de Pernambuco)

Dilma: “Eu e Lula reconstruímos a indústria naval”…

20140414020253_cv_dilma_gde

O discurso da presidente Dilma Rousseff (PT), durante visita ao estado, foi um forte manifesto em defesa da Petrobras. Em meio às tentativas de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito no Congresso Nacional para investigar contratos da estatal, inclusive com requerimento assinado pelo PSB do ex-governador Eduardo Campos, a presidente disse que a empresa é um “símbolo do país” e que não se pode permitir queações individuais e pontuais destruam sua.

“A Petrobras é a mais bem-sucedida empresa do país. Ninguém vai conseguir tirar esse título dela”, afirmou a presidente, ao citar o valor atual de mercado da empresa – R$ 98 bilhões.

Dilma disse que os seu governo e a gestão do ex-presidente Lula foram responsáveis por reerguer a estatal. “No início do governo Lula, ela valia no mercado R$ 15,5 bilhões. Hoje, mesmo com a crise internacional, o valor chega a R$ 98 bilhões. Ao contrário do passado, é a empresa que mais investe no Brasil. Esses números comprovam que os nossos governos reergueram a Petrobras”, destacou.

A presidente narrou fatos da história da indústria petrolífera brasileira e a construção da Petrobras. Citou, por exemplo, as tentativas de privatização e sucateamento da estatal. “A Petrobras jamais vai se confundir com qualquer malfeito, com corrupção, de qualquer pessoa, das menos às mais graduadas”, disse.

Dilma também garantiu que haverá fiscalização de qualquer denúncia. “Nós estamos nos comprometendo no sentido de que o que tiver que ser apurado, vai ser apurado com o máximo de rigor, e o que tiver quer ser punido, será também punido com o máximo de rigor”.

A presidente destacou que os órgãos de controle e fiscalização do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Polícia Federal e da Controladoria-Geral da União estarão atentos para realizar essa fiscalização. (Diário de Pernambuco)

PSB lança Eduardo e Marina com cautela para evitar acusação de campanha antecipada…

20140411144222752851o

Nesta segunda-feira (14), o PSB e a Rede Sustentabilidade vão formalizar uma aliança política “costurada”, meio que às pressas, em outubro do ano passado. Apesar do caráter repentino, a chapa encabeçada pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB), tendo Marina Silva (Rede) como vice, vem crescendo, aos poucos, nas pesquisas de intenção de voto para a Presidência. Talvez por causa dessa maior visibilidade, e para evitar acusações de campanha antecipada, a legenda esteja tratando o anúncio de indicação da pré-candidatura com cautela. A começar pelo nome: ato político-cultural. O evento começa às 14h, no auditório do Hotel Nacional, em Brasília (DF).

Pela lei, uma pré-candidatura só pode ser anunciada formalmente após a homologação nas convenções nacionais dos partidos. A convenção do PSB está marcada para o dia 10 de junho. Portanto, mesmo que Eduardo e Marina sejam os escolhidos do grupo, não pode haver lançamento oficial da pré-candidatura antes disso. É por este motivo que apenas dirigentes e militantes dos quatro partidos da aliança (PSB, Rede, PPS e PPL) foram convidados para o evento em Brasília. Será um ato partidário, realizado dentro de um ambiente fechado, não aberto ao público. Cuidados tomados para que não seja configurada uma campanha antecipada.

A direção nacional do PSB, inclusive, desistiu de transmitir o evento ao vivo, pela internet. “Embora a Lei Eleitoral permita que a transmissão aconteça, decidimos evitar, para não haver problemas eleitorais”, justificou o primeiro-secretário nacional do PSB, Carlos Siqueira. No total, cerca de mil convites foram distribuídos. Por enquanto, a ausência mais sentida será a do recém-empossado governador de Pernambuco, João Lyra (PSB), que era vice de Eduardo mas precisou cancelar a viagem a Brasília por causa da vinda da presidente Dilma Rousseff ao estado na mesma data. A chegada da chefe de Estado exige uma série de formalidades administrativas e, por protocolo, o governador decidiu ficar.

Coincidência ou não, uma das visitas de Dilma, no município de Serra Talhada, no Sertão do estado, está programada para acontecer no mesmo horário do anúncio de Eduardo e Marina. “Foi uma estratégia (a vinda de Dilma, candidata à reeleição, ao estado natal de Eduardo). Mas que não influenciou em nada o encontro do PSB. Daqui de Pernambuco, sairá uma caravana de cerca de 30 pessoas”, afirmou o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes. Eduardo, que descansou com a família na semana passada, deve chegar neste domingo (13) à capital federal, para acertar os últimos detalhes do evento.

Os responsáveis pelo cerimonial fizeram questão de frisar que será um ato simples, discreto, onde discursarão apenas Eduardo Campos e Marina Silva. Mas, provavelmente, a palavra também será repassada ao presidente nacional do PPS, Roberto Freire, que vem marcando presença nos seminários regionais do PSB pelo país. Antes da formação da mesa, porém, haverá algumas apresentações artísticas. O ator Marcos Palmeira gravou um vídeo que será exibido para os presentes. Também haverá apresentações do pianista Arthur Moreira Lima, e do poeta pernambucano Antônio Marinho, que declamou em versos as diretrizes programáticas da chapa no último encontro da legenda, em Brasília.

Bate-papo
Após o ato, marcado para terminar às 17h, os dois pré-candidatos vão participar de um bate-papo na internet. Não é a primeira vez que Eduardo conversa com os eleitores pela internet. Em fevereiro, ele respondeu a perguntas de internautas pelo Twitter. Naquela ocasião, em cerca de 1h30, o ex-governador recebeu mais de mil tweets, entre perguntas, críticas, elogios e comentários, e deu cerca de 47 respostas. A ação é mais um indicativo de que o PSB investirá em estratégias de comunicação e marketing político voltadas para as redes sociais. Eduardo Campos é um dos mais ativos nas redes, com alta interação em seus perfis oficiais tanto no Facebook como no Twitter. No primeiro, a página dele já recebeu 697 mil curtidas. A página da presidente Dilma Rousseff tem 401 mil curtidas e a do senador Aécio Neves (PSDB), 580 mil. (Diário de Pernambuco)

Palanque cheio para Dilma Rousseff em Pernambuco…

O pré-candidato ao governo Armando Monteiro (PTB) e o senador Humberto Costa (PT) farão parte da comitiva que acompanhará a presidente. Teresa Maia/DP/D.A Press  (Teresa Maia/DP/D.A Press )

A visita-relâmpago da presidente Dilma Rousseff a Pernambuco, nesta segunda-feira (14), vem cercada de muitas expectativas políticas. Para Armando Monteiro (PTB), pré-candidato ao governo, pode ser o momento de aparecer como único candidato da petista no estado. O deputado federal João Paulo Lima também deve aproveitar o ensejo para divulgar sua pré-candidatura ao Senado, na chapa majoritária. Já os socialistas vão ficar “de orelha em pé” durante a passagem da presidente-candidata, que escolheu a mesma data do anúncio da pré-candidatura à Presidência de Eduardo Campos (PSB), em Brasília (DF), para vir à terra-natal do ex-aliado e agora rival nas urnas. Uma queda-de-braço que já está dando o que falar nos bastidores.

Dilma chega no estado pela manhã e segue, de helicóptero, para o Complexo de Suape, no município de Ipojuca. Ela vai participar da solenidade de lançamento do navio petroleiro Dragão do Mar, o terceiro produzido pela Transpetro/Petrobras construído em Pernambuco. É durante o evento que as lideranças do PT local, entre elas o senador Humberto Costa, esperam discursar e enaltecer a tripla pré-candidatura: Dilma para a Presidência, Armando para o governo e João Paulo para o Senado. Em seguida, a presidente parte para Serra Talhada, no Sertão, onde assina a ordem de serviço para o começo da segunda etapa da Adutora do Pajeú.

Armando vai acompanhar Dilma nos dois eventos. A região do Sertão, onde fica Serra Talhada, inclusive, é uma forte base eleitoral do petebista. Será a primeira aparição de Armando no estado ao lado da presidente, como pré-candidato ao governo pela aliança PTB/PT. Apesar da boa oportunidade em aliar seu nome ao da presidente, ele desconversou e disse que a presidente “virá a Pernambuco cumprir uma agenda administrativa, assim como cumprirá em outras partes do país até junho”. Após as solenidades pernambucanas, Armando deve voltar para Brasília com Dilma, a bordo do avião presidencial. Será um momento para conversar, com mais tranquilidade, sobre o cenário político em Pernambuco.

A curiosa coincidência é que, no mesmo horário da assinatura da ordem de serviço em Serra Talhada, por volta das 15h, o ex-governador Eduardo Campos vai lançar extra-oficialmente sua pré-candidatura à Presidência pelo PSB, tendo a ex-senadora Marina Silva (Rede) como vice. Questionado se a vinda de Dilma no momento em que o ex-governador estaria em Brasília teria sido uma concidência, o senador Humberto Costa rebateu. “É uma visão estreita achar que a presidente veio a Pernambuco porque Eduardo não está. A presidente fará uma visita administrativa, já programada, para trazer melhorias ao estado. Não tem nada a ver com eleição. Ela não está preocupada com isso”, disparou.

Coincidência ou não, a conversa nos bastidores do PT é de que Dilma estava, sim, esperando uma saída de cena de Eduardo para vir ao estado. Ela queria evitar possíveis constrangimentos, já que os dois vão se enfrentar nas urnas em outubro. Mesmo assim, a visita de Dilma acabou causando uma “baixa” no evento do PSB. A do governador João Lyra Neto, que era vice de Eduardo. Ele teve que cancelar sua participação no ato, já que terá que receber a chefe de Estado. O governador fará parte da comitiva presidencial tanto em Suape quanto em Serra Talhada e, por isso, a viagem à capital federal tornou-se inviável. (Diário de Pernambuco)

Dicas de Português…

1-1962630_836477016366271_702030642_n

 

1911877_724908240862533_658370579_n

Hoje:

Hoje são.

_________________________________________________________


.
.

43 a.C. – Batalha do Fórum Gallorum: Marco Antônio, cercando o assassino de Júlio César, Marcus Junius Brutus em Mutina, derrota as forças do cônsul Pansa, que é morto;
1028 – Imperador Alemão Conrado II, o Navegante, coroa rei seu filho Henrique III;
1611 – A palavra “telescópio” é usada pela primeira vez (pelo príncipe Federico Cesi);
1611 – A palavra “telescópio” é usada pela primeira vez (pelo príncipe Federico Cesi);
1775 – Primeira sociedade abolicionista nos EUA é criada em Filadélfia;
1777 – Nova Iorque adota uma nova constituição como estado independente;
1792 – A França declara guerra contra a Áustria, dando início às Guerras Revolucionárias Francesas;
1809 – Napoleão derrotou a Áustria na Batalha de Abensberg, Baviera;
1865 – Abraham Lincoln, 16º presidente dos EUA sofre atentado cometido por John Wilkes Booth;
1895 – Futebol: Acontece a primeira partida de foot-ball no Brasil, organizada por Charles Miller;
1902 – Marie Curie e seu marido Pierre Curie isolam o elemento radioativo radium;
1903 – Harry Plotz descobre a vacina contra febre tifóide;
1912 – O transatlântico inglês Titanic colide com um iceberg ocasionando mais de 1500 mortes;
1912 – É fundado na cidade de Santos o Santos Futebol Clube;
1961 – Primeira transmissão de televisão ao vivo da União Soviética;
1973 – O então diretor do FBI, Patrick Gray, renuncia depois de admitir que destruiu provas do escândalo Watergate;
2003 – 99% do genoma humano foi sequenciado pelo Projeto do Genoma Humano (com uma precisão de 99,99%). 


_________________________________________________________

 

Pensamento.

Arquivo Fotográfico

170792Joaquim Dias – “Joaquim Sacristão” (+) com descontraída turma na tarde do dia 17 de julho de 1992, em João Alfredo. 

barra39

070998amAntônio Mariano e Léo Lima, durante o desfile escolar realizado em 07 de setembro de 1998,em João Alfredo.

Reflexão do dia

1378217_561386983930855_401436705_n

Fragmento Bíblico

10015089_754152817931199_987534323_n

Taciane Portela – “Garota Vip Regional 2014”

10174435_393731827435096_2100792721_o

 

10266858_393731837435095_837192250_o

Na noite de ontem (12) a universitária joãoalfredense Taciane Portela, 20 anos, foi eleita “Garota Vip 2014”, em meio a grande evento realizado no Colombo Sport Club da cidade do Limoeiro. Taciane estuda ciências contábeis na Facal e é filha do fotógrafo Maurício Portela, pessoa estimada na “Cidade Feliz”. 

O blog envia os parabéns a Taciane, extensivo aos seus familiares, desejando que a mesma continue neste Caminho de Sucesso. 

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo