Venha pra TiConnect….

Leia mais »

Papa defende desarmamento nuclear e combate às mudanças climáticas…

O papa Francisco pediu, ontem (10), aos líderes mundiais que trabalhem a favor do desarmamento nuclear para proteger os direitos humanos, em particular os de pessoas mais desfavorecidas. O pontífice disse que Leia mais »

Eletrobras será privatizada na época da eleição…

Uma das maiores operações do gênero na história do país, a privatização da Eletrobras vai ocorrer entre setembro e dezembro de 2018, diz Wilson Ferreira Júnior, presidente da estatal, à coluna. A Leia mais »

Atriz Eva Todor morre aos 98 anos…

A atriz Eva Todor, conhecida no Brasil inteiro por ter participado de novelas da Globo, morreu na manhã de ontem(10) em casa, no Rio de Janeiro, aos 98 anos, por complicações decorrentes Leia mais »

Ecos da Festa de Nossa Senhora da Conceição de João Alfredo…

Conexão4 Obs.: Para melhor audição, desative momentaneamente a Rádio DS. Leia mais »

Pais de beneficiários do Bolsa Família devem comunicar mudança de escola dos filhos…

Os beneficiários do Programa Bolsa Família que possuem filhos entre seis e 17 anos devem ficar atentos para as mudanças de escola dos estudantes. Caso o aluno mude de unidade escolar, os pais e responsáveis deverão entrar em contato os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou a prefeitura de seu município que cuide dos registros.

A não atualização das informações pode gerar a perda do benefício, uma vez que o mesmo depende da frequência escolar. De acordo com o coordenador-geral de Acompanhamento de Condicionalidades do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Marcos Maia, quando um estudante muda de instituição de ensino e não registra a mudança no Cadastro Unico para Programas Sociais, o Governo Federal não consegue fazer o acompanhamento da frequência escolar, o que impossibilita o acompanhamento do cumprimento das obrigações do estudante e, consequentemente, a manutenção do benefício.

Para gozar do Bolsa Família, os estudantes cadastrados e que possuem de seis a 15 anos devem possuir, no mínimo, 85% de presença na escola, enquanto que a frequência obrigatória dos que possuem 16 ou 17 anos é de 75%.

De acordo com o Governo Federal, no último bimestre de 2013, mais de 90% dos estudantes beneficiários do Bolsa Família obtiveram frequência escolar registrada nos sistemas de dados do Ministério da Educação (MEC), o que equivale a cerca de 16 milhões de estudantes. Desse percentual, quase 96% (15,4 milhões) cumpriram a frequência escolar exigida pelo Bolsa Família. (Folha de PE)

Álcool mata 100 mil pessoas por ano no Brasil…

O álcool provoca, em média 80 mil mortes anuais nas Américas, um problema que coloca o Brasil na quinta posição dos países com maior número de casos por 100 mil mortes, informou nesta terça-feira (14) a Organização Pan-americana da Saúde (OPAS). O estudo “Mortalidade nas Américas por doenças, condições e lesões em que o álcool é causa necessária, 2007-2009”, das brasileiras Maristela Monteiro e Vilma Gawryszewski, observou que o álcool é uma causa “determinante” de morte em uma média de 79.456 casos ao ano, segundo comunicado da OPS, representação regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), com sede em Washington.

Na maioria dos países, as mortes foram consequências de uma hepatopatia alcoólica ou doença do fígado, seguida de distúrbios mentais provocados pela ingestão de bebidas alcoólicas. As cientistas Vilma Gawryszewski, assessora da OPAS em informação e análise sobre saúde, e Maristela Monteiro, especialista em abuso de substâncias, estudaram padrões de mortes entre as quais o álcool era mencionado especificamente – como hepatopatia alcoólica – em 16 países da região entre 2007 e 2009.

As autoras asseguraram que estas mortes representam apenas “a ponta do iceberg de um problema mais amplo” porque o álcool está relacionado a outras doenças como insuficiências cardíacas ou inclusive câncer, além de casos de acidentes de trânsito e armas de fogo. “É provável que o número de mortes que fazem do consumo do álcool um fator significativo seja muito maior”, escreveram Gawryszewski e Monteiro, segundo o comunicado.

Na região, alguns países se destacam com os maiores índices relativos de mortes por álcool. O mais alto é El Salvador, com 27,4 casos por 100.000 mortes, seguido da Guatemala, com 22,3, Nicarágua, 21,3, México, 17,8 e Brasil, com 12,2. O problema é menos agudo em Colômbia (1,8), Argentina (4,0) e Venezuela (5,5). Em todos os países, no entanto, o problema é predominantemente masculino, pois 84% dos mortos por consumir álcool eram homens, segundo a OPAS. (AFP)

 

Megasena acumula…

As seis dezenas do concurso 1.565 da Mega-Sena foram sorteadas ontem (15), em Osasco (SP). Não houve vencedores e o prêmio acumulado para o sorteio do próximo sábado está estimado em R$ 15 milhões.

 

Veja as dezenas sorteadas: 18 – 37 – 39 – 41 – 43 – 51

 

O prêmio da quina teve 52 apostas contempladas com o valor de R$ 38.754, 07. A quadra teve 5.157 ganhadores com o valor de R$ 558, 24.

 

A Caixa Econômica Federal faz sorteios da Mega-Sena duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. As apostas devem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em qualquer uma das 11,9 mil lotéricas. A aposta mínima custa R$ 2. (G1 )

Festa de São Sebastião em Machados – PE

 

Hoje:

Hoje são.

_________________________________________________________

 

DIA DO CORTADOR DE CANA DE AÇÚCAR

DIA DO CORTADOR DE CANA DE AÇÚCAR

O dia-a-dia dos cortadores de cana na atualidade pouco difere da realidade dos canaviais na época colonial, fazendo com que haja muita reflexão acerca desse tipo de trabalho. O dia de trabalho começa já de madrugada. Ainda na escuridão, os trabalhadores se levantam, tomam seu café puro e ralo e rumam em direção à praça, ou a algum outro ponto central da “rua”, para aguardar o transporte que os levará para mais um dia de peleja nos canaviais. Esse transporte disponibilizado pelas usinas e pelos fazendeiros, em tese, é precário. São utilizados ônibus velhos e enferrujados, sem condição de uso e sem a mínima segurança para os trabalhadores. Isso quando não são usados os “gaiolões” e “boiadeiros”, caminhões que tem como função o transporte de animais. Não é difícil, em várias regiões do país, esbarrar com esses caminhões nas estradas da zona canavieira, onde se misturam perigosamente trabalhadores, foices, facões e enxadas. Começando o corte pouco antes do sol nascer, esses trabalhadores só param de golpear seus facões contra os talos de cana quando o dia está prestes a terminar numa jornada de trabalho que muitas vezes ultrapassa as doze horas. Toda essa disposição se deve não ao gosto e entusiasmo pelo trabalho, mas sim pela necessidade, a fim de se tentar ter uma vida menos indigna. Os trabalhadores recebem por produção, ou seja, recebem um determinado valor por tonelada de cana cortada. Essa forma de remuneração faz com que os trabalhadores se transformem em escravos de si mesmos. A ânsia em conseguir ganhar um pouco mais por mês, faz com que muitos deles desrespeitem e ultrapassem seus próprios limites. E a conseqüência desse esforço muitas vezes é fatal.

_________________________________________________________



1969 – Golpe Militar de 1964: divulgada nova lista de 43 cassados, com 35 deputados, dentro eles Mário Covas, 2 senadores e do ministro do STF Peri Constant Bevilacqua (v. também Anos de chumbo)
1988 – A rainha do rock, Tina Turner, entra para o livro dos recordes pelo maior público pagante de uma cantora solo na história da música. O show aconteceu no Rio de Janeiro, no estádio do Maracanã.
1989 – Início de vigência do Cruzado Novo (NCz$).

_________________________________________________________

 

Pensamento.

A Parábola do Semeador…

Curiosidades Literárias

 100-livros

*** O escritor Wolfgang Von Goethe escrevia em pé. Ele mantinha em sua casa uma escrivaninha alta.


*** O escritor Pedro Nova parafusava os móveis de sua casa a fim que ninguém o tirasse do lugar.


*** Gilberto Freyre nunca manuseou aparelhos eletrônicos. Não sabia ligar sequer uma televisão. Todas as obras foram escritas a bico-de-pena, como o mais extenso de seus livros, Ordem e Progresso, de 703 páginas.


*** Euclides da Cunha, Superintendente de Obras Públicas de São Paulo, foi engenheiro responsável pela construção de uma ponte em São José do Rio Pardo (SP). A obra demorou três anos para ficar pronta e, alguns meses depois de inaugurada, a ponte simplesmente ruiu. Ele não se deu por vencido e a reconstruiu. Mas, por via das dúvidas, abandonou a carreira de engenheiro.


*** Machado de Assis, nosso grande escritor, ultrapassou tanto as barreiras sociais bem como físicas. Machado teve uma infância sofrida pela pobreza e ainda era míope, gago e sofria de epilepsia. Enquanto escrevia Memórias Póstumas de Brás Cubas, Machado foi acometido por uma de suas piores crises intestinais, com complicações para sua frágil visão. Os médicos recomendaram três meses de descanso em Petrópolis. Sem poder ler nem redigir, ditou grande parte do romance para a esposa, Carolina.


*** Graciliano Ramos era ateu convicto, mas tinha uma Bíblia na cabeceira só para apreciar os ensinamentos e os elementos de retórica. Por insistência da sogra, casou na igreja com Maria Augusta, católica fervorosa, mas exigiu que a cerimônia ficasse restrita aos pais do casal. No segundo casamento, com Heloísa, evitou transtornos: casou logo no religioso.


*** Aluísio de Azevedo tinha o hábito de, antes de escrever seus romances, desenhar e pintar, sobre papelão, as personagens principais mantendo-as em sua mesa de trabalho, enquanto escrevia.


*** José Lins do Rego era fanático por futebol. Foi diretor do Flamengo, do Rio, e chegou a chefiar a delegação brasileira no Campeonato Sul-Americano, em 1953.


*** Aos dezessete anos, Carlos Drummond de Andrade foi expulso do Colégio Anchieta, em Nova Friburgo (RJ), depois de um desentendimento com o professor de português. Imitava com perfeição a assinatura dos outros. Falsificou a do chefe durante anos para lhe poupar trabalho. Ninguém notou. Tinha a mania de picotar papel e tecidos. “Se não fizer isso, saio matando gente pela rua”. Estraçalhou uma camisa nova em folha do neto. “Experimentei, ficou apertada, achei que tinha comprado o número errado. Mas não se impressione, amanhã lhe dou outra igualzinha.”


*** Numa das viagens a Portugal, Cecília Meireles marcou um encontro com o poeta Fernando Pessoa no café A Brasileira, em Lisboa. Sentou-se ao meio-dia e esperou em vão até as duas horas da tarde. Decepcionada, voltou para o hotel, onde recebeu um livro autografado pelo autor lusitano. Junto com o exemplar, a explicação para o “furo”: Fernando Pessoa tinha lido seu horóscopo pela manhã e concluído que não era um bom dia para o encontro.


*** Érico Veríssimo era quase tão taciturno quanto o filho Luís Fernando, também escritor. Numa viagem de trem a Cruz Alta, Érico fez uma pergunta que o filho respondeu quatro horas depois, quando chegavam à estação final.


*** Clarice Lispector era solitária e tinha crises de insônia. Ligava para os amigos e dizia coisas perturbadoras. Imprevisível, era comum ser convidada para jantar e ir embora antes de a comida ser servida.


*** Monteiro Lobato adorava café com farinha de milho, rapadura e içá torrado (a bolinha traseira da formiga tanajura), além de Biotônico Fontoura. “Para ele, era licor”, diverte-se Joyce, a neta do escritor. Também tinha mania de consertar tudo. “Mas para arrumar uma coisa, sempre quebrava outra.”


*** Manuel Bandeira sempre se gabou de um encontro com Machado de Assis, aos dez anos, numa viagem de trem. Puxou conversa: “O senhor gosta de Camões?” Bandeira recitou uma oitava de Os Lusíadas que o mestre não lembrava. Na velhice, confessou: era mentira. Tinha inventado a história para impressionar os amigos. Foi escoteiro dos nove aos treze anos. Nadador do Minas Tênis Clube, ganhou o título de campeão mineiro em 1939, no estilo costas.


*** Guimarães Rosa, médico recém-formado, trabalhou em lugarejos que não constavam no mapa. Cavalgava a noite inteira para atender a pacientes que viviam em longínquas fazendas. As consultas eram pagas com bolo, pudim, galinha e ovos. Sentia-se culpado quando os pacientes morriam. Acabou abandonando a profissão. “Não tinha vocação. Quase desmaiava ao ver sangue”, conta Agnes, a filha mais nova.


*** Mário de Andrade provocava ciúmes no antropólogo Lévi-Strauss porque era muito amigo da mulher dele, Dina. Só depois da morte de Mário, o francês descobriu que se preocupava em vão. O escritor era homossexual.
Vinicius de Moraes, casado com Lila Bosco, no início dos anos 50, morava num minúsculo apartamento em Copacabana. Não tinha geladeira. Para agüentar o calor, chupava uma bala de hortelã e, em seguida, bebia um copo de água para ter sensação refrescante na boca.


*** José Lins do Rego foi o primeiro a quebrar as regras na ABL, em 1955. Em vez de elogiar o antecessor, como de costume, disse que Ataulfo de Paiva não poderia ter ocupado a cadeira por faltar-lhe vocação.
Rodaram o videoteipe para confirmar a validade de um lance contra o seu Fluminense. Foi unanimidade: pênalti claro. Nelson Rodrigues gritou: “Câmera em mim! Se o videoteipe diz que foi pênalti, pior para ele. O videoteipe é burro! E é só o que tenho a dizer.”


*** Para agradar ao poeta, Chico Buarque “escalou” um jogador do Náutico na Seleção Brasileira, de brincadeirinha. João Cabral de Melo Neto agradeceu a homenagem, com uma ressalva: “Meu time é o América do Recife”.


*** Jorge Amado para autorizar a adaptação de Gabriela para a tevê, impôs que o papel principal fosse dado a Sônia Braga. “Por quê?”, perguntavam os jornalistas, Jorge respondeu: “O motivo é simples: nós somos amantes.” Ficou todo mundo de boca aberta. O clima ficou mais pesado quando Sônia apareceu. Mas ele se levantou e, muito formal disse: “Muito prazer, encantado.” Era piada. Os dois nem se conheciam até então.

http://www.alcioneideoliveira.pro.br/LITERATURA_CURIOSIDADES_LITERARIAS.htm

Campanha do Desarmamento 2014 pretende ampliar em 30% cidades visitadas…

As atividades da Campanha do Desarmamento de 2014 já começaram no estado. O Posto de Coleta Itinerante deve atender, inicialmente, as cidades da Região Metropolitana do Recife e da Zona da Mata que não têm posto fixo de coleta. A expectativa é aumentar em 30% o número de cidades atendidas até o final do ano no estado com a visita de 78 municípios.

Em janeiro, o recolhimento vai acontecer em Itapissuma, Itamaracá, Paulista, Olinda, Araçoiaba, Goiana (Pontas de Pedras), Abreu e Lima e Igarassu. Já no mês de fevereiro, será a vez dos municípios de Moreno, Jaboatão (centro), São Lourenço da Mata, Camaragibe, Passira, Feira Nova, Gravatá e Pombos.

A campanha dará uma pausa no carnaval e será retomada após a festa, nas cidades da Zona da Mata, do Agreste e do Sertão, de acordo com um cronograma que ainda está sendo preparado.

Coleta itinerante

A ativação do posto, na campanha do desarmamento, contribuiu significativamente para levar Pernambuco ao primeiro lugar no ranking nacional da campanha do desarmamento no ano passado. O posto móvel mantido pela Polícia Militar foi responsável pela coleta de 408 armas de fogo entre os meses de maio a dezembro de 2013.

 

Cronograma das atividades

 

09 e 10 de janeiro – Itapissuma

11 e 12 de janeiro – Itamaracá

16 e 17 de janeiro – Paulista

18 e 19 de janeiro – Olinda

23 e 24 de janeiro – Araçoiaba

25 e 26 de janeiro – Goiana (Pontas de Pedras)

28 e 29 de janeiro – Abreu e Lima

30 e 31 de janeiro – Igarassu

04 e 05 de fevereiro – Moreno

06 e 07 de fevereiro – Jaboatão (centro)

12 e 13 de fevereiro – São Lourenço da Mata

14 e 15 de fevereiro – Camaragibe

18 e 19 de fevereiro – Passira

20 e 21 de fevereiro – Feira Nova

25 e 26 de fevereiro – Gravatá

27 e 28 de fevereiro – Pombos

(Diário de Pernambuco)

É preciso mudar tudo…

images9

Confirmados pelo próprio governo, números divulgados pela turma do “Impostômetro” revelam que o cidadão comum paga 46% de tudo o que recebe, por ano. Quer dizer, trabalha de janeiro ao final de julho para o poder público, seja nacional, estadual ou municipal. Claro que as grandes empresas encontram artifícios para escapar, da mesma forma como os especuladores e demais integrantes da quadrilha há décadas empenhada em burlar o fisco e a nação.

 Se ao menos esse dinheiro arrecadado servisse para minorar as agruras dos menos favorecidos ou contribuir para o aprimoramento social, político e econômico, ainda valeria aceitar o sacrifício. O problema é que o governo ainda precisa fazer mágicas para equilibrar suas contas. Ou dizer que equilibra.

Chocou todo mundo o furo da revista “Isto É”, do fim de semana, denunciando a mais nova tramóia daqueles que pensam deter o poder, mas iludem-se porque representam apenas o papel de bobos. A Caixa Econômica Federal, para fugir do vermelho, apropriou-se indebitamente de 719 milhões de reais das contas de cadernetas de poupança de pessoas que trocaram de endereço, esqueceram seu CPF ou digitaram errado seus dados pessoais. Haverá, também, entre eles, aqueles que já morreram, esqueceram suas economias e até dão de ombros para suas poupanças.

O resultado é que quando a denúncia estourou, a Caixa jogou a culpa no Banco Central e em mil outros artifícios tão a gosto das confusas instituições econômicas que nos regem. A presidente Dilma precisou acionar os decibéis de sua indignação, mas o mal já tinha sido praticado: mais um capítulo na novela dos malfeitos verificados na administração pública.

Cada vez mais, torna-se necessário mudar tudo. Até aqueles que se aproveitam dos recursos nacionais para enriquecer ou manter-se nas boas graças de quantos pensam estar governando o país. (Carlos Chagas)

Um rolezinho…

Reflexão do dia

Realidade…

"Aprendemos a voar...

Aprendemos a voar como os pássaros,

a nadar como os peixes;

mas não aprendemos a simples arte

de vivermos juntos como irmãos”.

(Martin Luther King)

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo