Dilma diz ser “estarrecedor” envolvimento de Costa…

Dilma-entrevista-estadão

A presidente e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, afirmou ontem (08) que é “estarrecedor” o fato de um funcionário de carreira da Petrobras, no caso o ex-diretor Paulo Roberto Costa, ter declarado estar envolvido em corrupção dentro da estatal. Questionada se seu tempo na cúpula da Petrobras havia permitido a Dilma identificar suspeitas de irregularidades, ela disse que em “nenhum momento”.

“É interessante que a gente lembre que esse diretor é um quadro de carreira, o que é mais estarrecedor”, disse, durante a série Entrevistas Estadão, realizada no Palácio da Alvorada.

Segundo Dilma, as denúncias envolvendo a Petrobras “não têm a ver com gestão”. “É de fato surpreendente que ele faça isso. Não é típico dos quadros da Petrobras”, afirmou. A presidente voltou a afirmar que é preciso fortalecer as instituições, como a Polícia Federal, pois é ela que investiga, inclusive a Petrobras. “Tivemos uma série de investimentos no sentido de fortalecer as instituições, demos autonomia para a PF”, afirmou.

Dilma disse ainda que acredita que só é possível acabar com a corrupção no Brasil “se acabar a impunidade”. “A impunidade é o câncer que corrói e deixa a corrupção permanecer sistematicamente”, disse. Ao comentar o atraso da regulamentação da Lei anticorrupção, Dilma afirmou que, para que ela seja regulamentada, é preciso “descer a detalhes mais complexos do que estão na lei”.

(Estadão Conteúdo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo