Ricardo Teobaldo enaltece saída dos Ferreiras da Frente Popular…

A posição do governo do Estado em relação à decisão que o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, o deputado estadual André Ferreira e todo seu grupo político tomou mostra que o desespero Leia mais »

Venha pra TiConnect….

19     Leia mais »

Paulo Câmara: ‘Não vou decidir vaga de Senado e vice agora’…

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), afirmou, nesta quinta-feira (21), que não vai decidir vaga para o Senado ou para vice agora, mas “no momento certo”. A fala do gestor ocorre Leia mais »

A crônica de um rompimento anunciado …

Teve fim no dia de ontem a relação entre o grupo Ferreira e a Frente Popular, mas já havia indicativos de que esta aliança não prosperaria. Os Ferreira vinham numa clara ascensão Leia mais »

São João 2018 de Salgadinho- PE…

Leia mais »

Category Archives: Cinema e TV

Audiência em alta…

hora um

Subiu a audiência do novo telejornal da Globo, que entra no ar às 5h da manhã. Ontem, em sua estreiaHora Um da Notícia registrou quatro pontos na Grande São Paulo, de acordo com o Ibope – o dobro da audiência habitual da emissora no horário. Hoje, Hora Um da Notíciaalcançou cinco pontos. No mesmo horário, com programação religiosa, a Record cravou 0,4 ponto. No Rio de Janeiro, o ibope também foi de cinco pontos.

Por Lauro Jardim

Cúpula da Globo enfim se mexe para não perder o reinado…

Globo-Logo

A Globo sempre teve uma situação confortável no Ibope. Por isso, durante décadas, a direção da emissora adotou uma política pouco dinâmica.

Mudanças relevantes na programação eram decididas e implementadas somente após meses ou até anos de estudos e testes.

A hegemonia e a liderança isolada acabaram. Hoje há concorrência forte de outros canais. E a internet, grande vilã da televisão, se impôs de maneira imperativa e com perspectiva dominante sobre o velho veículo de comunicação que até pouco tempo parecia imbatível.

O canal da família Marinho ainda ostenta a maior audiência, mas perde para a Record e o SBT em alguns horários. Ver a poderosa Globo em terceiro lugar no ranking de Ibope era impensável até o início dos anos 2000.

O diretor-geral, Carlos Henrique Schroder, no cargo desde janeiro de 2013, finalmente conduz a emissora à realidade, após gestões burocráticas que a deixaram parada no tempo.

O executivo, que é jornalista de formação, aposta nas notícias ao vivo para salvar a combalida manhã do canal. A partir de dezembro serão quatro horas ininterruptas de telejornalismo, das 5h às 9h.

É uma resposta à boa audiência de programas da Record como Balanço Geral Manhã e Fala Brasil, e ao crescimento do Ibope do Notícias da Manhã, do SBT.

Schroder acredita, assim como muitos teóricos da televisão, que oferecer atrações ao vivo é uma maneira de interromper (e até reverter) a sangria de audiência da TV aberta para canais pagos e a web.

Surge agora a confirmação de que as manhãs de sábado, preenchidas com desenhos, terão edições especiais do Mais Você, Bem-Estar e Encontro com Fátima Bernardes. Mais uma tentativa de buscar reação no Ibope.

Estuda-se ainda uma reformulação nas tardes globais. A Sessão da Tarde, exibida desde 1974, dará lugar a um programa de variedades com auditório.

As sessões Tela Quente, às segundas, e Temperatura Máxima, aos domingos, também poderão (e deveriam) ser extintas. É inadmissível que uma das maiores produtoras de conteúdo do planeta ainda recorra aos ‘enlatados’ para ocupar importantes horários de sua grade.

O filé da Globo, a teledramaturgia, atravessa um período novo. Comitês formados por medalhões da casa (autores e diretores) passaram a estudar e indicar os melhores projetos para novelas, séries e novos programas de entretenimento. O objetivo é claro: fazer a emissora errar menos na escolha do que será produzido.

Outra alteração nesta área é relativa ao elenco. A direção da Globo quer desmontar o cabide de empregos, com centenas de contratados a peso de ouro — atores, autores e diretores — que ficam longos períodos sem trabalhar. A maioria dos acordos passa a ser por obra. Ou seja, o profissional ganha salário apenas enquanto está com um trabalho no ar.

Com essa nova política, a cúpula da Globo pretende modernizar a empresa, aumentar o lucro e garantir a liderança entre as emissoras do sinal aberto. Às vésperas de completar 50 anos, a emissora percebeu a necessidade urgente de se renovar em velocidade de banda larga. (Terra)

 

Jô Soares volta a gravar programa em 8 de setembro…

celebridades-tv-globo-jo-soares-20100810-014-size-598

A volta do apresentador Jô Soares à bancada do Programa do Jô já tem data marcada: 8 de setembro, segundo o site GShow, da Globo. Jô está afastado da atração desde o final de julho, quando foi internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para tratar uma infecção pulmonar. Ele recebeu alta após 22 dias de tratamento, em meados de agosto, mas continuou longe das câmeras e ficou descansando em casa.

O retorno do apresentador à televisão foi confirmado pelo diretor do Programa do Jô, Willem van Weerelt. “Está batido o martelo”, disse, acrescentando que a volta de Jô é comemorada nos bastidores. “O clima é de alegria na produção com a volta às gravações.” Durante a internação de Jô, seu programa de entrevistas reprisou alguns episódios, o que vai continuar a acontecer até o final da semana. (Veja)

Diretor de programa garante que Jô Soares não tem câncer de pulmão. Apresentador já teve alta…

20140815151741206880e

Os rumores que apontavam diagnóstico de câncer no pulmão do apresentador Jô Soares foram desmentidos nesta sexta-feira (15) pelo diretor do Programa do Jô, Willem Van Weerelt.

Em entrevista ao site oficial do programa, o profissional responsável pela atração na Rede Globo garantiu que “ele está ótimo”. O apresentador teve alta nesta sexta-feira, de acordo com o Estadão.

Os boatos que circularam durante a semana através da internet davam conta de um quadro grave na saúde do apresentador, que teria perdido 10 kg durante a internação.

O médico Dráuzio Varella, especialista em oncologia, teria sido chamado às pressas para auxiliar no tratamento de Jô Soares. Weerelt desmente: “O Dráuzio só está lá porque eles são amigos há muito tempo e é um ótimo médico”. O único boletim médico divulgado pelo Hospital Sírio Libanês data de 28 de julho e confirma o diagnóstico de pneumonia, esclarecendo que o tratamento se dá por meio de antibióticos. 

Ainda segundo Willem, não há previsão exata de quando o artista volta às gravações de sua atração. A Globo segue reprisando episódios dePrograma do Jô. (Estado de Minas)

Zé Henrique não se mete na briga de Zilu e Zezé: “Coloco no colo, mas não falo sobre o assunto”…

10402818_10152211471381638_4323811047241323157_n
Zé Henrique não se mete na briga de Zilu e ZezéReprodução/Instagram

Depois que Zilu veio a público contar os detalhes da separação de Zezé Di Camargo, com quem teve três filhos — Wanessa, Camilla e Igor —, o ex-casal passou a se alfinetar publicamente. Zezé diz que achou a entrevista desnecessária, a ex vai lá e diz que o sertanejo deveria assumir a atual namorada. Depois, ele diz que está imensamente feliz, ela vai lá e arma um flagra com o novo namorado. E por aí vai.   

Do lado de fora, apesar de ser o novo parceiro de Zilu, Zé Henrique, da dupla Zé Henrique & Gabriel, prefere não palpitar na briga e nas conversas de Zezé com a ex. O sertanejo revela ao R7 que se limita a dar amor à nova namorada.  

— Eu não me meto, porque é uma situação que ela tem que resolver com ele [Zezé]. Meu papel é quando ela está tristinha, coloco no colo e dou carinho. Mas não falo nada sobre o assunto. É algo de família.  

O assunto é mais de família do que deveria. Zezé desmentiu a entrevista da ex à Veja SP, dizendo que ainda não está oficialmente separado da ex. Mesmo com a namorada ainda casada com o cantor do É o Amor, Zé Henrique diz não se importar.  

— Eu sei que está rolando a negociação e o processo de divórcio, mas eu não procuro saber.  

Veja as outras quatro partes da entrevista com Zé Henrique sobre Zilu

Zé Henrique assume os riscos para ficar com Zilu: “Estávamos preparados paras críticas” 
Zé Henrique, affair de Zilu, acha comparação com Zezé forçada: “Não me pareço com ele fisicamente”
Zilu já se enturmou com a família de Zé Henrique, mas ele ainda não conheceu os Camargo
Zé Henrique nega que namoro seja por interesse e revela o que o encantou em Zilu

(R7) 

 

Filho de Ivete Sangalo roubou a cena no Faustão…

ivete-e-filho

Ivete Sangalo não conseguiu conter as lágrimas neste domingo durante o programa Domingão do Faustão. Em pleno Dia das Mães, a cantora recebeu uma mensagem gravada do filho Marcelo e caiu no choro. “Eu já tentei subir no palco com minha mãe, mas ela não deixou. Botei chapéu de rapper, cordão de ouro, segurei a guitarra, mas ela ainda não deixou. Eu adoro fazer tudo com ela, mas na hora de almoçar, só se ela me colocar no sofá para assistir um filme”, contou o pequeno.

ivete

Supermãe, Ivete se emociona ao falar sobre o filho, Marcelo. “Tudo que falo para o meu filho eu falo para que ele compreenda. É um filho maravilhoso, que só me dá alegrias, tem uma personalidade linda, ele não discrimina. É um menino que Deus me deu, deu para uma mãe sedenta de amor. Sou uma mãe muito feliz”, disse  a cantora. Emocionada, Ivete teve dificuldades para cantar após a homenagem. Confira o vídeo gravado pelo filho de Ivete clicando aqui.

Morre o ator José Wilker…

jose-wilker-3

O ator José Wilker morreu na manhã deste sábado (5) no Rio de Janeiro. Ainda não há informações oficiais sobre a causa da morte, mas suspeita-se que ele tenha sofrido um infarto.

A última participação do ator em novelas foi em 2013, em “Amor à Vida”, de Walcyr Carrasco, na qual interpretou o médico Herbert. Em 2012, ele foi o coronel Jesuíno no remake de “Gabriela”, baseado no livro “Gabriela Cravo e Canela”,  de Jorge Amado. Em 2008, na novela Duas Caras, o ator fez o papel do professor Fernando Macieira.

Começo
De acordo com seu perfil no site Memória Globo, José Wilker de Almeida nasceu em Juazeiro do Norte no dia 20 de agosto de 1946 e se mudou com a família, ainda criança, para o Recife. A mãe, Raimunda, era dona de casa e o pai, Severino, caixeiro viajante.

Sua carreira no teatro começou no Movimento Popular de Cultura (MPC) do Partido Comunista, onde ele dirigiu espetáculos pelo sertão e realizou documentários sobre cultura popular.

Em 1967, Wilker se mudou para o Rio para estudar Sociologia na PUC, mas abandonou o curso para se dedicar exclusivamente ao teatro.

Em 1970, após ganhar o prêmio Molière de Melhor Ator pela peça “O Arquiteto e o Imperador da Assíria”, foi convidado pelo escritor Dias Gomes o para o elenco de “Bandeira 2” (1971), sua primeira novela.

Wilker interpretou o primeiro protagonista em 1975: foi Mundinho Falcão em “Gabriela”, adaptação de Walter George Durst do romance de Jorge Amado, um marco na história da teledramaturgia brasileira.

Personagens conhecidos
Wilker tem em seu currículo personagens memoráveis, como o jovem Rodrigo, protagonista da novela “Anjo Mau” (1976), de Cassiano Gabus Mendes. Em 1985, viveu Roque Santeiro, personagem central da trama homônima escrita por Dias Gomes e Aguinaldo Silva. Em 2004 interpretou o ex-bicheiro Giovanni Improtta, de “Senhora do Destino”, de Aguinaldo Silva, um personagem com diversos bordões como “felomenal” e “o tempo ruge e a Sapucaí é grande”.

O artista dirigiu o humorístico “Sai de Baixo” (1996) e as novelas “Louco Amor” (1983), de Gilberto Braga, e “Transas e Caretas” (1984), de Lauro César Muniz. Durante uma rápida passagem pela extinta TV Manchete, acumulou direção e atuação em duas novelas: “Carmem” (1987), de Gloria Perez, e “Corpo Santo” (1987), de José Louzeiro.

Apaixonado pelo cinema, o ator participou de filmes como “Xica da Silva” (1976) e “Bye Bye, Brasil” (1979), ambos de Cacá Diegues, e foi o personagem Antônio Conselheiro em “Guerra de Canudos” (1997), de Sérgio Rezende.

Wilker também se destacou em minisséries como “Anos Rebeldes” (1992), de Gilberto Braga; “Agosto” (1993), adaptada da obra de Rubem Fonseca; e “A Muralha” (2000), escrita por Maria Adelaide Amaral e João Emanuel Carneiro. Em 2006, interpretou o presidente Juscelino Kubitschek na minissérie “JK”, de Maria Adelaide Amaral e Alcides Nogueira.

O artista ainda escreveu textos para revistas e jornais e comentou a cerimônia do Oscar durante vários anos. (G1)

Humorista Canarinho, de ‘A praça é nossa’, morre aos 86 anos…

canarinho2005

Morreu o humorista Canarinho, conhecido pelo programa “A praça é nossa”. A morte foi confirmada pela assessoria do SBT.

Aloísio Ferreira Gomes, de 86 anos, morreu no início da tarde desta sexta-feira (21). Ele sofreu um infarto agudo do miocárdio no domingo (16), e estava internado no Hospital Santana, em Mogi das Cruzes (SP).

O comediante nasceu em Salvador e começou a atuar aos 17 anos. Trabalhou no rádio,cinema e televisão. Em 1987, ganhou destaque como o personagem Canarinho no programa “A praça é nossa”, do SBT. Em suas participações no humorístico, Canarinho costumava usar o telefone próximo de outras pessoas, falando alto. Ele se intrometia nas conversas alheias, e sempre tinha que correr para não apanhar no final da esquete.

“Lamentamos a perda do humorista e deixamos nossos sentimentos aos familiares, amigos, admiradores e colegas de trabalho de Canarinho”, disse a emissora, por meio de comunicado divulgado para a imprensa. O corpo do humorista será cremado. Ainda não há informações sobre velório. (G1)

Renato Aragão passa bem…

images

Para alívio dos fãs, Renato Aragão já recebeu alta e passa bem. O ator participou ao vivo, por telefone, do programa Mais Você (TV Globo), de ontem. De acordo com a conversa que Aragão teve com a apresentadora Ana Maria Braga, o humorista avisa que já está em casa e afirma que “estou melhor do que antes”.  

Renato ainda afirmou que não foi nada demais. “Não aconteceu nada demais. Foi só um susto. Poderia ter sido muito pior”, contou. “Já posso jogar futebol de novo”, comemorou o ator. 

O humorista Renato Aragão, de 78 anos, deu entrada no hospital Barra D’Or, na Zona Oeste do Rio, com uma crise hipertensiva no início da tarde do último sábado (15).  

O artista, famoso por interpretar o personagem Didi Mocó, teria começado a passar mal depois da festa de 15 anos da filha, Livian, na noite de sexta.

 

 DIARIOdePERNAMBUCO.com

Renato Aragão sofre infarto do miocárdio; condição é estável…

01obituariorenato-aragao

Renato Aragão sofreu infarto agudo do miocárdio, informou o boletim médico do ator deste domingo (16). O humorista, que deu entrada no hospital Barra D’Or, no Rio de Janeiro, por volta das 12h40 de sábado (15), foi submetido a uma angioplastia e internado na Unidade Coronariana, onde permanece até o momento.

Ainda segundo o boletim, “o paciente encontra-se estável hemodinamicamente”.Na noite de sexta-feira (14), Renato se emocionou muito ao comemorar o aniversário de 15 anos da filha Lívian. Após o pai ser internado, a atriz o visitou no hospital, chegando escoltada ao local por vários seguranças. (Terra)

Morre o ator Paulo Goulart…

20140313143902818609o

O ator Paulo Goulart, de 81 anos, faleceu nesta quinta-feira (13), em São Paulo. A família ainda não autorizou a divulgação da causa da morte,mas sabe-se que o artista fazia um tratamento contra um câncer na região do pulmão, desde 2012. Paulo estava internado em um hospital no centro de São Paulo. 

O velório vai ocorrer a partir das 20h desta quinta-feira, no Funeral Home, em São Paulo. O enterro está marcado para sexta-feira (14) no Cemitério da Consolação, também em São Paulo.

Marido da também atriz Nicette Bruno e pai dos atores Paulo Goulart Filho, Beth Goulart e Bárbara Bruno, Paulo Afonso Miessa nasceu em Ribeirão Preto, São Paulo. O sobrenome artístico Goulart foi adotado por causa de um tio, Airton Goulart, que era radialista. 

É que, enquanto estudava Química Industrial em Ribeirão Preto, acalentava o sonho de ser locutor de rádio. E conseguiu chegar nas ondas curtas. Paulo estreou como ator nas radionovelas em 1951. Um anos depois, estreava na televisão na novela Helena

Trabalhou ainda em Uma rosa com amor (1972), Plumas e paetês (1980), O dono do mundo (1991),Mulheres de areia (1993), e tantos outros trabalhos. No cinema, fez filmes como Rio zona norte (1957), O grande momento (1958), Gabriela, cravo e canela (1983) e Para viver um grande amor (1983). 

Ao fazer um balanço sobre sua carreira, no ano passado, a convite do programa Arquivo N (GloboNews), Paulo Goulart ressaltou a necessidade de contribuir com o mundo. “O importante para mim é ser útil ao próximo dentro do meu ofício”. (Diário de Pernambuco)

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo