1147962_311330

Gilmar Mendes manda soltar Eike Batista…

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes mandou soltar hoje (28) o empresário Eike Batista, preso, no final de janeiro na Operação Eficiência, um desdobramento da Operação Lava Jato. O Leia mais »

Estudantes_Agencia-Brasil-300x205

MEC prorroga em um mês prazo para renovação do Fies…

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou o prazo de renovação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Agora, os estudantes têm até o dia 31 de maio para fazer a renovação semestral dos Leia mais »

204689,475,80,0,0,475,365,0,0,0,0

“Não é normal que o presidente empurre goela abaixo uma retirada de direitos”, diz Renan Calheiros…

Com a aprovação da reforma trabalhista na Câmara, o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), reforçou seu discurso crítico às propostas do governo de Michel Temer, disse que o texto Leia mais »

17124694_774517226046094_1963223324_n

1ª Corrida de João Alfredo…

Leia mais »

1-100

Ministério da Justiça determina que PF investigue envolvidos no jogo Baleia Azul…

Por determinação do ministro da Justiça, Osmar Serraglio, a Polícia Federal (PF) vai investigar o jogo virtual “Baleia Azul”, que pode estar levando jovens a mutilações corporais e até ao suicídio. O Leia mais »

Category Archives: Crônica

Marly Mota: Grêmio Lítero Musical Bonjardinense…

Foto Google imagens
Foto Google imagens

Foto Google imagens

Diário de Pernambuco

Neste inverno, os fortes ventos assoviam, entrando pelas janelas de onde vejo o Capibaribe carregado de baronesas, contornando o bairro de Casa Forte. Refugio-me do outro lado da memória, nas íntimas paisagens das serras, por onde corre o Tracunhaém, margeando as encostas da cidade de Bom Jardim. Nesta crônica, modestamente homenageio o amigo, músico e compositor Bráulio Gomes de Castro. Entre os muitos conterrâneos, ele e eu, somos dessa cidade musical, de fatos reais, fictícios, sociológicos, de usos e de costumes populares da minha convivência, até os meus bens vividos dezesseis anos de idade quando nos mudamos para o Recife. Em Bom Jardim, morávamos na Praça Barão de Lucena, a pouca distância da Igreja Matriz de Santana, e do senhor Ademário Gomes de Castro, fundador, no ano de 1932, do Grêmio Lítero Musical bomjardinense. Amigo e colaborador do velho vigário João Pacífico.

Na sacristia batia o sino em chamadas para as missas às horas do dia, às visitas do bispo da diocese. Contribuía na confecção de hóstias para a comunhão dos fiéis quando à sua porta os meninos da vizinhança se regalavam pedindo as sobras.  O seu neto Bráulio, quando pequeno, com os seus pais José Dácio Gomes de Castro e Maria das Neves (Das Neves), amigos dos meus pais, guardou lembranças da nossa casa, do jasmineiro em flor, das gaiolas com passarinhos, do papagaio, de um bolo “maravilhoso” e alfenins que a nossa ama Sá Ana lhe servia.

Continua…

Fenearte 2016 reduz investimentos, mas mantém estrutura…

1

1

A crise econômica que assola o Brasil não deve afetar a 17ª edição da Feira nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), a maior feira do segmento na América Latina. Com uma redução de R$ 500 mil em investimentos, a exposição não terá estrutura reduzida em  comparação ao ano passado. Pelo contrário, a Fenearte contará com mais 11 mestres artesãos nesta edição. O evento homenageará Mestre Manuel Eudócio e Naná Vasconcelos, mortos neste ano.

Os detalhes da Fenearte foram divulgados durante uma coletiva de imprensa no bairro do Recife na manhã desta quinta-feira (30). O evento está marcado para acontecer entre os dias 7 e 17 de julho no Centro de Convenções, em Olinda. A feira ficará aberta ao público das 14h às 22h, de segunda a sexta-feira, e 10h às 22h, sábado e domingo.

Com investimento de R$ 5 milhões, geração de mais de três mil vagas de empregos temporários e expectativa de movimentação financeira superior a R$ 40 milhões, os organizadores esperam receber mais de 300 mil pessoas.

Continua…

Reinaldo Azevedo: “Supremo vai manter a liminar de Rosa e Zavascki; podem apostar” …

Google Imagens
Google Imagens

Google Imagens

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, deve recorrer nesta sexta contra as liminares concedidas por Rosa Weber e Teori Zavascki contra o rito que ele definiu para a tramitação das denúncias que podem resultar no afastamento de Dilma.

Duvido que seja bem-sucedido, como já afirmei nesta quarta no programa “Os Pingos nos Is”, da Jovem Pan.

Dois votos a favor do que quer o governo estão garantidos, certo? Os de Rosa e Teori. Marco Aurélio Mello já se pronunciou em favor da liminar. Considerando a volúpia com que Roberto Barroso defende que o Supremo atue como legislador, acho que dará com facilidade o quarto voto.

Não tenho dúvida de que Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo, daria o quinto, e talvez Dilma nem precise de Edson Fachin, o mais novo integrante da Corte: Luiz Fux, outro entusiasta do Supremo Legislador, pode se encarregar da tarefa.

Assim, Cunha continuará a ser “o homem” a definir o início ou não da tramitação da denúncia contra Dilma.

E não pensem que as chicanas vão se esgotar aí, não. Caso Cunha resolva deferir um pedido, outras tantas liminares chegarão o Supremo. A turma de Collor atulhou o tribunal com nove recursos em 1992. Perdeu todos.

Os tempos, no entanto, eram outros, e ninguém por lá estava principalmente empenhado em servir. (Reinaldo Azevedo)

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo