Gás sobe e preço do botijão pode passar de R$ 100 nas próximas semanas…

O gás de cozinha, que já está com um preço indigesto, deve ficar ainda mais caro. Além dos ajustes promovidos pela Petrobras, o aumento de salário dos trabalhadores das revendas e distribuidoras, Leia mais »

Haddad chega ao Recife e segue em caminhada pelo Centro da cidade…

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, chegou ao Recife e está caminhando pelas ruas do Centro da cidade, cercado pela militância. O semblante de Haddad ora fica alegre, Leia mais »

Paulo diz que é do “lado do povo” no Ibura…

O candidato ao Governo de Pernambuco da Frente Popular, Paulo Câmara (PSB), fala em “lado do povo”, em caminhada no bairro do Ibura. “Essa eleição tem uma importância diferente. Ela nos dará a Leia mais »

Bolsonaro diz em rede social que conhecer país apenas em períodos eleitorais é oportunismo político…

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, disse em postagem em uma rede social na manhã deste sábado (22), que conhecer o país apenas em períodos eleitorais é oportunismo Leia mais »

Marina atribui posição nas pesquisas a ‘eleitor livre’ e diz que não se rende a discurso fácil, quer ‘ganhar ganhando’…

A candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva, afirmou na noite desta sexta-feira (21) em entrevista ao Jornal da Globo que seu eleitor “é o mais livre”, ao ser questionada sobre a Leia mais »

Category Archives: Pesquisa

Pesquisa Datafolha para o Senado em Pernambuco: Jarbas, 36%; Mendonça, 31%; Humberto, 30%…

G1 PE

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (20) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o Senado em Pernambuco:

  • Jarbas (MDB): 36%
  • Mendonça Filho (DEM): 31%
  • Humberto Costa (PT): 30%
  • Bruno Araújo (PSDB): 12%
  • Silvio Costa (Avante): 11%
  • Pastor Jairinho (Rede): 6%
  • Adriana Rocha (Rede): 3%
  • Hélio Cabral (PSTU): 2%
  • Lídia Brunes (Pros): 2%
  • Albanise (PSOL): 1%
  • Eugênia (PSOL): 1%
  • Alex Lima Rola (PCO): 1%
  • Em branco/nulo/nenhum para a 1ª vaga: 20%
  • Em branco/nulo/nenhum para a 2ª vaga: 28%
  • Não sabe para a 1ª vaga: 6%
  • Não sabe para a 2ª vaga: 10%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

No levantamento anterior, feito de 4 a 6 de setembro, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes:

  • Jarbas (MDB): 38%
  • Humberto Costa (PT): 28%
  • Mendonça Filho (DEM): 27%
  • Silvio Costa (Avante): 10%
  • Bruno Araújo (PSDB): 6%
  • Pastor Jairinho (Rede): 5%
  • Adriana Rocha (Rede): 3%
  • Hélio Cabral (PSTU): 2%
  • Eugênia (PSOL): 1%
  • Albanise Pires (PSOL): 1%
  • Lídia Brunes (PROS): 1%
  • Alex Rola (PCO): 0%
  • Em branco/nulo/nenhum para a 1ª vaga: 22%
  • Em branco/nulo/nenhum para a 2ª vaga: 38%
  • Não sabe para a 1ª vaga: 7%
  • Não sabe para a 2ª vaga: 10%

A Datafolha também ouviu eleitores em Pernambuco a respeito da disputa para o governo.

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

  • Quem foi ouvido: 1.232 eleitores de 50 municípios do Estado, com 16 anos ou mais

  • Quando a pesquisa foi feita: 18 e 19 de setembro

  • Registro no TSE: PE 09351/2018

  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Pesquisa Datafolha em Pernambuco: Paulo Câmara, 35%; Armando Monteiro, 31%…

G1 PE

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (20) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo de Pernambuco: (Veja vídeo acima)

  • Paulo Câmara (PSB): 35%
  • Armando Monteiro (PTB): 31%
  • Julio Lossio (Rede): 3%
  • Ana Patrícia Alves (PCO): 2%
  • Maurício Rands (Pros): 2%
  • Dani Portela (PSOL): 1%
  • Simone Fontana (PSTU): 1%
  • Branco/nulo: 19%
  • Não sabe: 6%

Os candidatos Paulo Câmara e Armando Monteiro estão empatados tecnicamente.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. É o terceiro levantamento Datafolha realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

No levantamento anterior, feito de 4 a 6 de setembro, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes:

  • Paulo Câmara (PSB): 34%
  • Armando Monteiro (PTB): 25%
  • Julio Lossio (Rede): 2%
  • Maurício Rands (PROS): 2%
  • Ana Patrícia Alves (PCO): 1%
  • Simone Fontana (PSTU): 1%
  • Dani Portela (PSOL): 1%
  • Branco/nulo: 26%
  • Não sabe: 6%

Sobre a pesquisa desta quinta-feira, 20

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 1.232 eleitores de 50 municípios de Pernambuco, com 16 anos ou mais
  • Quando a pesquisa foi feita: 18 e 19 de setembro
  • Registro no TSE: PE-09351/2018
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa Datafolha (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

  • Paulo Câmara (PSB): 19%
  • Armando Monteiro (PTB): 13%
  • Outros: 10%
  • Branco/nulo/nenhum: 19%
  • Não sabe: 39%

Rejeição

A Datafolha também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome, por isso, os resultados somam mais de 100%. Veja os índices:

  • Simone Fontana (PSTU): 33%
  • Dani Portela (PSOL): 32%
  • Paulo Câmara (PSB): 31%
  • Julio Lossio (Rede): 31%
  • Ana Patrícia Alves (PCO): 30%
  • Maurício Rands (PROS): 29%
  • Armando Monteiro (PTB): 23%
  • Rejeita todos/não votaria em nenhum: 10%
  • Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 1%
  • Não sabe: 9%

Simulações de segundo turno

• Paulo Câmara (PSB): 42% x 39% Armando Monteiro (PTB) (branco/nulo: 15%; não sabe: 4%)

Datafolha: Bolsonaro 28%; Haddad, 16%; Ciro, 13%…

Ricardo Balthazar – Folha de S.Paulo

Afastado da campanha nas ruas há duas semanas, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança da corrida presidencial, de acordo com uma nova pesquisa feita pelo Datafolha.

Conforme o levantamento, concluído nesta quarta (19), o capitão reformado do Exército oscilou dois pontos para cima e alcançou 28% das intenções de voto, mantendo a trajetória de crescimento observada desde o início da campanha.

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT), que cresce desde sua confirmação como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida, atingiu 16% das preferências, três pontos a mais do que na semana passada.

O candidato petista continua tecnicamente empatado com Ciro Gomes(PDT), que ficou estagnado, com 13%. 

O instituto entrevistou 8.601 eleitores de 323 municípios na terça e na quarta (19). A margem de erro é de dois pontos percentuais. A pesquisa foi contratada pela Folha e pela TV Globo.

As menções espontâneas a Bolsonaro também cresceram nos últimos dias, assim como as citações a Haddad. 

Bolsonaro cresceu no Sudeste, Norte e Sul, onde atingiu sua melhor marca (37%), e ganhou pontos entre jovens e até entre mulheres, apesar da grande rejeição no segmento. 

O petista cresceu no Sudeste e no Nordeste —onde alcança a melhor pontuação (26%) e única região em que está à frente de Bolsonaro.

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), que tem quase metade do tempo de TV, está estagnado na pesquisa, com 9%.

O tucano aparece empatado com Marina Silva (Rede), que agora soma 7% das preferências, menos da metade do que tinha no início da campanha.

As simulações do Datafolha para segundo turno mostram que Ciro é o único candidato que venceria todos os rivais.

Ele bateria Bolsonaro com 45% das intenções, vantagem de 6 pontos sobre o capitão. Nos outros cenários, Bolsonaro empata com Haddad, Alckmin e Marina. 

A rejeição a Bolsonaro continua alta, e a de Haddad cresceu. Segundo a pesquisa, 43% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum no capitão e 29% rejeitam o petista. 

Os eleitores de Bolsonaro e Haddad são os mais convictos. Apenas um de cada quatro apoiadores dos candidatos admite escolher outro nome.

No conjunto do eleitorado, 40% dizem que podem mudar o voto. Entre eles, 15% indicam Ciro como segunda opção, 13% apontam Marina, 12% optam por Haddad e Alckmin e 11% indicam Bolsonaro. 

Os eleitores de Ciro, Alckmin e Marina são os menos decididos. Mais da metade admite escolher outro candidato, e muitos têm trocado de camisa nas últimas semanas.

O instituto também perguntou aos entrevistados se sabem o número de seu candidato. Responderam corretamente 48%, e 42% não souberam dizer o número certo.

Ibope indica segundo turno entre Bolsonaro e Haddad…

Do G1

O Ibope divulgou, hoje, o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo e hoje.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 28%

  • Fernando Haddad (PT): 19%

  • Ciro Gomes (PDT): 11%

  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%

  • Marina Silva (Rede): 6%

  • Alvaro Dias (Podemos): 2%

  • João Amoêdo (Novo): 2%

  • Henrique Meirelles (MDB): 2%

  • Cabo Daciolo (Patriota): 1%

  • Vera Lúcia (PSTU): 0%

  • Guilherme Boulos (PSOL): 0%

  • João Goulart Filho (PPL): 0%

  • Eymael (DC): 0%

  • Branco/nulos: 14%

  • Não sabe/não respondeu: 7%

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado na terça-feira (11):

  • Jair Bolsonaro oscilou positivamente dois pontos, indo de 26% para 28%;

  • Haddad cresceu 11 pontos percentuais, passando de 8% para 19%;

  • Ciro manteve os mesmos 11%;

  • Alckmin oscilou negativamente, indo de 9% para 7%;

  • Marina foi de 9% para 6%;

  • Os indecisos se mantiveram em 7% e os brancos ou nulos caíram de 19% para 14%.

Rejeição

O Instituto também perguntou: “Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?”.

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Os resultados foram:

  • Bolsonaro: 42%

  • Haddad: 29%

  • Marina: 26%

  • Alckmin: 20%

  • Ciro: 19%

  • Meirelles: 12%

  • Cabo Daciolo: 11%

  • Eymael: 11%

  • Boulos: 10%

  • Alvaro Dias: 10%

  • Vera: 9%

  • Amoêdo: 9%

  • João Goulart Filho: 8%

  • Poderia votar em todos: 2%

  • Não sabe/não respondeu: 9%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

  • Entrevistados: 2.506 eleitores em 177 municípios

  • Quando a pesquisa foi feita: 16 e 18 de setembro

  • Registro no TSE: BR-09678/2018

  • Nível de confiança: 95%

  • Contratantes da pesquisa: TV Globo e “O Estado de S.Paulo”

O quadro da disputa após o Ibope a 19 dias da eleição …

A pesquisa Ibope trouxe a terceira rodada de levantamentos sobre a disputa pelo Palácio do Campo das Princesas. Nela, um sinal de alerta para o PSB e outro de alívio para o PTB, pois Paulo Câmara ficou com os mesmos 33% do dia 5 de setembro, enquanto Armando Monteiro oscilou positivamente dentro da margem de erro. Havia uma expectativa que Paulo Câmara pudesse ampliar sua vantagem para doze pontos, fato que não se confirmou, o que deu a Armando Monteiro uma nova chance de evitar que a fatura seja liquidada no próximo dia 7 de outubro.

No caso de Paulo Câmara, está latente a necessidade de associar a imagem do governador a de Geraldo Julio, prefeito que comanda o maior colégio eleitoral do estado e possui significativa aprovação, sendo um eleitor imprescindível na disputa pelo Palácio do Campo das Princesas. Quanto mais Paulo Câmara associar sua imagem a Geraldo Julio, melhores serão suas chances de vitória. Como o guia eleitoral tem impacto na Região Metropolitana, talvez fosse pertinente colocar no guia os prefeitos Lula Cabral, Junior Matuto e Professor Lupercio, uma vez que eles têm representatividade em seus respectivos municípios, e podem convencer quem lhe aprova a votar no atual governador.

Para Armando Monteiro, que está latente que suas chances de vitória passam por um eventual segundo turno, ele depende fortemente do empenho dos prefeitos Anderson Ferreira, Raquel Lyra, Miguel Coelho, Edson Vieira, Demóstenes Meira, Célia Sales, Bruno Pereira e Mario Ricardo que comandam eleitorados importantes. Atos nestas cidades precisam ficar cada vez mais corriqueiros nesta reta final para fazer de Armando um nome com perspectivas de chegar a uma segunda etapa.

Nestes pouco mais de quinze dias para o pleito, teremos debates, atos mais volumosos, troca de farpas no guia eleitoral, dentre outros, porque com esta pesquisa Paulo Câmara precisará redobrar o empenho para vencer a eleição no próximo dia 7, enquanto Armando Monteiro que estava desacreditado pelos seus próprios aliados ganha um fôlego a mais para tentar reverter o favoritismo de Paulo Câmara pois num eventual segundo turno todo mundo sabe que é nova eleição, e as suas chances de vitória aumentam consideravelmente. (Edmar Lyra)

Pesquisa Ibope para o Senado em Pernambuco: Jarbas, 34%; Humberto, 31%; Mendonça, 22%…

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (17) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o Senado em Pernambuco:

  • Jarbas (MDB): 34%
  • Humberto Costa (PT): 31%
  • Mendonça Filho (DEM): 22%
  • Silvio Costa (Avante): 10%
  • Bruno Araújo (PSDB): 8%
  • Pastor Jairinho (Rede): 4%
  • Adriana Rocha (Rede): 2%
  • Eugênia (PSOL): 1%
  • Hélio Cabral (PSTU): 1%
  • Albanise Pires (PSOL): 1%
  • Lídia Brunes (Pros): 1%
  • Alex Rola (PCO): 0%
  • Brancos/nulos – Vaga 1: 22%
  • Brancos/nulos – Vaga 2: 34%
  • Não sabe/não respondeu: 28%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo “Jornal do Commercio”. É o terceiro levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

No levantamento anterior, feito entre os dias 2 e 4 de setembro, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes:

  • Jarbas (MDB): 33%

  • Humberto Costa (PT): 30%

  • Mendonça Filho (DEM): 23%

  • Silvio Costa (Avante): 12%

  • Bruno Araújo (PSDB): 8%

  • Pastor Jairinho (Rede): 5%

  • Adriana Rocha (Rede): 2%

  • Eugênia (PSOL): 1%

  • Hélio Cabral (PSTU): 1%

  • Albanise Pires (PSOL): 1%

  • Alex Rola (PCO): 1%

  • Lídia Brunes (Pros): 1%

  • Brancos/nulos – Vaga 1: 22%

  • Brancos/nulos – Vaga 2: 35%

  • Não sabe/não respondeu: 24%

Sobre a pesquisa divulgada nesta segunda, 17

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

  • Quem foi ouvido: 1.204 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais

  • Quando a pesquisa foi feita: 14 a 16 de setembro

  • Registro no TRE: PE-02931/2018

  • Registro no TSE: BR-01251/2018

  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

  • 0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa Ibope (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

  • Jarbas (MDB): 12%

  • Humberto Costa (PT): 10%

  • Mendonça Filho (DEM): 6%

  • Bruno Araújo (PSDB): 2%

  • Silvio Costa (Avante): 2%

  • Adriana Rocha (Rede): 0%

  • Albanise Pires (PSOL): 0%

  • Eugênia (PSOL): 0%

  • Hélio Cabral (PSTU): 0%

  • Pastor Jairinho (Rede): 0%

  • Alex Rola (PCO): –

  • Lídia Brunes (Pros): –

  • Outros: 2%

  • Brancos/nulos: 31%

  • Não sabem/preferem não opinar: 55%

Pesquisa Ibope em Pernambuco: Paulo, 33%; Armando, 25%…

G1 PE

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (17) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo de Pernambuco:

  • Paulo Câmara (PSB): 33%

  • Armando Monteiro (PTB): 25%

  • Julio Lossio (Rede): 2%

  • Maurício Rands (PROS): 2%

  • Ana Patrícia Alves (PCO): 1%

  • Simone Fontana (PSTU): 1%

  • Dani Portela (PSOL): 1%

  • Brancos/nulos: 24%

  • Não sabe/não respondeu: 10%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo “Jornal do Commercio”. É o terceiro levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

No levantamento anterior, feito entre os dias 2 e 4 de setembro, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes:

  • Paulo Câmara (PSB): 33%

  • Armando Monteiro (PTB): 24%

  • Julio Lossio (Rede): 3%

  • Maurício Rands (PROS): 2%

  • Ana Patrícia Alves (PCO): 1%

  • Simone Fontana (PSTU): 1%

  • Dani Portela (PSOL): 1%

  • Brancos/nulos: 24%

  • Não sabe/não respondeu: 11%

Sobre a pesquisa desta segunda-feira, 17

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

  • Quem foi ouvido: 1.204 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais

  • Quando a pesquisa foi feita: 14 a 16 de setembro

  • Registro no TRE: PE-02931/2018

  • Registro no TSE: BR‐01251/2018

  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

  • 0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa Ibope (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte, no levantamento feito entre 14 e 16 de setembro:

  • Paulo Câmara (PSB): 18%

  • Armando Monteiro (PTB): 12%

  • Julio Lossio (Rede): 1%

  • Dani Portela (PSOL): 0%

  • Maurício Rands (PROS): 0%

  • Simone Fontana (PSTU): 0%

  • Ana Patrícia Alves (PCO): –

  • Outros: 3%

  • Branco/nulo: 25%

  • Não sabe/não respondeu: 40%

Rejeição

O Ibope também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os índices no levantamento feito entre 14 e 16 de setembro:

  • Paulo Câmara (PSB): 30%

  • Armando Monteiro (PTB): 24%

  • Simone Fontana (PSTU): 22%

  • Dani Portela (PSOL): 21%

  • Julio Lossio (Rede): 21%

  • Ana Patrícia Alves (PCO): 20%

  • Maurício Rands (PROS): 18%

  • Poderia votar em todos: 3%

  • Não sabe/não respondeu: 20%

Simulação de segundo turno

  • Paulo Câmara 41% x 37% Armando Monteiro (branco/nulo: 17%; não sabe: 6%)

CNT/MDA: Haddad distancia-se de Ciro e se consolida no 2º turno…

247

Pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira (17) aponta o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) na liderança com 28,2% das intenções de votos na modalidade estimulada (quando são apresentados os nomes dos candidatos). Fernando Haddad (PT) aparece na segunda posição, com 17,6%, seguido por Ciro Gomes, do PDT (10,8%).

Geraldo Alckmin (PSDB) alcança 6,1% e Marina Silva (Rede), 4,1%. Na sequência estão João Amoêdo, do Partido Novo (2,8%), Alvaro Dias (Podemos), com 1,9%, seguido por Henrique Meirelles (MDB), com 1,7%.

Cabo Daciolo e Guilherme Boulos (Psol) têm 0,4% cada. Vera Lúcia (PSTU) alcança 0,3%. Eymael (DC) não pontuou. Brancos e nulos somam 13,4%, e indecisos, 12,3%.

Confira o levantamento:

A 138ª Pesquisa CNT/MDA, divulgada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) nesta segunda-feira (17), aborda as eleições de 2018. O levantamento traz as preferências dos entrevistados em cenários de primeiro e segundo turnos e o limite de voto nos candidatos. Além disso, trata sobre o grau de interesse nas eleições e o acompanhamento das campanhas eleitorais.

Traz, ainda, a avaliação pessoal e do governo do presidente Michel Temer e a expectativa dos brasileiros para os próximos seis meses sobre temas, como economia, saúde, segurança e educação.

A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 15 de setembro de 2018. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob o número BR-04362/2018.

Continua…

Jair Bolsonaro dispara, vai a 33% e derrota todos no segundo turno…

Jair Bolsonaro (PSL) despontando no primeiro lugar tanto nos cenários de voto espontâneo quanto estimulado e uma ascensão nas intenções de voto do candidato Fernando Haddad (PT), após ele ser oficializado como o nome do partido na última terça-feira (11).

É o que mostra a mais recente pesquisa FSB/BTG Pactual, divulgada nesta segunda-feira (17) e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-06478/2018. O levantamento foi realizado entre os dias 15 e 16 de setembro com 2000 eleitores e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

No cenário espontâneo, a intenção de voto de Bolsonaro passou de 26% para 30%, de uma semana para outra, enquanto neste último levantamento apenas 6% votariam no ex-presidente Lula, ante 12% da pesquisa anterior. Já Fernando Haddad saltou de apenas 3% para 12%, ultrapassando Ciro Gomes (PDT), que de 7% oscilou positivamente para 8%. João Amoêdo (Novo) se manteve em 3%, enquanto Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) oscilaram negativamente de 3% para 2%.

Álvaro Dias (PODE) oscilou negativamente de 2% para 1%, Henrique Meirelles passou a pontuar com 1%, enquanto os demais não pontuaram. Não sabem ou não responderam seguiram em 22%, não votariam em ninguém foram de 13% para 8%, enquanto brancos e nulos seguiram em 4% em uma semana.

Já na intenção de votos estimulada – em que há o cenário apenas com Fernando Haddad como substituto de Lula, uma vez que o ex-presidente petista teve a sua candidatura barrada -, Jair Bolsonaro passou de 30% de intenção de voto no levantamento anterior para 33%. Enquanto isso, Haddad ultrapassou Ciro Gomes numericamente com um salto de 8% para 16%, mas empatado ainda tecnicamente com o candidato do PDT, que foi de 12% para 14% em uma semana.

Alckmin oscilou para baixo no limite da margem de erro, de 8% para 6%, empatado tecnicamente com Marina Silva, que novamente teve queda e foi de 8% para 5%. Amoêdo voltou aos 4% ante 3% da semana anterior, enquanto Alvaro Dias viu sua intenção de voto oscilar para baixo, de 3% para 2%. Meirelles tem 2% dos votos neste cenário, ante 1% de Cabo Daciolo (PATRI). A porcentagem de quem não votaria em ninguém caiu de 13% para 9%, branco/nulo somam 2%, enquanto não sabe/não responderam foi de 8% para 5%.

Os eleitores de Bolsonaro também são aqueles cuja certeza do voto é maior. Para 82% deles, a decisão de voto é definitiva, sendo seguido pelos de Haddad (81%), Amoêdo (73%), Daciolo (69%), Alvaro Dias (57%), Ciro (48%) e Meirelles (48%), Alckmin (44%) e Marina (43%). Vale destacar que 71% dos que disseram votar branco/nulo apontaram ter certeza do seu voto.

O apoio de Lula a Haddad também mostrou um aumento em sua importância. O número de pessoas que não votaria de jeito nenhum em Haddad caso Lula apoiasse o ex-prefeito paulistano caiu de 63% para 57%, enquanto o número dos que votariam com certeza subiu de 20% para 30%. Os que poderiam votar oscilou para baixo, de 12% para 11% de uma semana para outra.

Segundo turno

Pela primeira vez, o levantamento fez uma simulação de segundo turno (todas com Bolsonaro) e, ao contrário da pesquisa Datafolha da última sexta-feira, por exemplo, mostrou o candidato do PSL em vantagem no segundo turno contra Marina, Alckmin e Haddad e empatando com Ciro Gomes.

Quando o cenário é Bolsonaro contra Ciro, ambos aparecem com 42%, 5% dizem votar branco, 8% em ninguém e 3% não sabem ou não responderam. Entre Bolsonaro e Haddad, 46% disseram votar no candidato do PSL ante 38% que votariam no petista e, quando confrontado com Alckmin, Bolsonaro aparece com 43% ante 36% do tucano. A maior diferença é contra Marina Silva: 48% do candidato do PSL ante 33% da ex-senadora da Rede.

Potencial de voto X rejeição

Com relação ao potencial de voto (porcentagem dos que poderiam votar em um determinado candidato), Bolsonaro aparece na frente com 48%, forte alta ante 40% do levantamento anterior, sendo seguido por Ciro, que subiu de 36% para 45%.

Já Alckmin subiu de 30% para 39% de uma semana para outra, sendo seguido por Marina, que subiu de 29% para 36%. Haddad aparece empatado com a candidata da Rede, subindo de 24% para 36%. Alvaro Dias teve alta de 19% para 22%, mesmo percentual de Meirelles,que subiu ante os 19% de potencial de voto da semana passada, enquanto Amoêdo subiu de 12% para 16%. Cabo Daciolo e Guilherme Boulos (PSOL) têm 8% de potencial de voto, seguido por João Goulart Filho (PPL), com 7%, enquanto José Maria Eymael (DC) registra 6% de potencial de voto e Vera Lúcia (PSTU) tem 5%.

Já Marina Silva segue na dianteira na lista de maior rejeição –  ou seja, a porcentagem de quem não votaria “de jeito nenhum” no candidato/candidata -, mas caindo de 64% para 58%. Alckmin caiu em termos de rejeição, passando de 61% para 53%, mas segue sendo o segundo mais rejeitado. O tucano é seguido por Meirelles, que teve queda de 52% para 48%, mesmo percentual de Haddad, que também caiu de 52% para 48%, e Eymael. Ciro Gomes viu sua rejeição cair de 51% para 46%, enquanto Bolsonaro viu sair de rejeição de 51% dos eleitores para 45%. (Edmar Lyra)

Ibope: Bolsonaro soma 26%, e 2º lugar tem quatro candidatos empatados…

O Instituto Ibope divulgou nesta terça (11) nova pesquisa de intenção de votos para os candidatos a presidente. De acordo com a pesquisa, Jair Bolsonaro (PSL) tem 26% das intenções de voto. Na sequência, há quatro candidatos tecnicamente empatados disputando o segundo lugar: Ciro Gomes (PDT) com 11%; Marina Silva (Rede), 9%; Geraldo Alckmin (PSDB), 9%; e Fernando Haddad (PT), 8%.

Após esse grupo, seguem tecnicamente empatados com 3% das intenções de voto: Alvaro Dias (Podemos); João Amoêdo (Novo); e Henrique Meirelles (MDB). Vera Lúcia (PSTU) e Cabo Daciolo (Patriota) foram indicados por 1% dos eleitores.

Segundo o Ibope, Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. O percentual de votos em branco ou nulos é de 19%. Sete por cento dos entrevistados não sabem ou não quiseram responder.

Entre as duas pesquisas Álvaro Dias e João Amoêdo mantiveram 3% das intenções de voto, e Henrique Meirelles oscilou de 2% para 3%. A proporção de votos nulos ou em branco caiu de 21% para 19%. O percentual de quem não sabe ou não quis declarar a intenção de voto manteve-se em 7%.

A pesquisa tem margem de confiança de 95%. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos de cada resultado apurado.

A pesquisa foi feita entre 8 e 10 de setembro, dois dias após o ataque a faca contra Jair Bolsonaro em Juiz de Fora (MG). Foram ouvidos 2.002 eleitores. Não foi informado o número de municípios. Conforme registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a pesquisa é iniciativa do próprio Ibope Inteligência Pesquisa e Consultoria Ltda e tem o número BR-05221/2018.

Comparação
Os resultados obtidos pela pesquisa foram comparados com os dados colhidos no levantamento realizado entre 1º e 3 de setembro pelo Ibope. Na comparação, Bolsonaro oscilou de 22% para 26%. Ciro Gomes caiu de 12% para 11% e Marina de 12% para 9%. Geraldo Alckmin manteve-se com 9% das intenções de voto e Fernando Haddad subiu de 6% para 8%.

Entre as duas pesquisas, Álvaro Dias e João Amoêdo mantiveram 3% das intenções de voto, e Henrique Meirelles oscilou de 2% para 3%. A proporção de votos nulos ou em branco caiu de 21% para 19%. Vera Lúcia manteve 1% das intenções de voto nas duas pesquisa. Cabo Daciolo subiu de 0% para 1%. Já Guilherme Boulos e João Goulart Filho passaram de 1% para sem pontuar. Eymael não pontuou nas duas pesquisas.

O percentual de quem não sabe ou não quis declarar a intenção de voto manteve-se em 7%.  (Agência Brasil)

Paulo Câmara também lidera na pesquisa IPESPE…

O governador Paulo Câmara (PSB) cresceu cinco pontos percentuais e aparece isolado na liderança, na segunda pesquisa de intenção de voto realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (IPESPE), em parceria com a Folha de Pernambuco. Na disputa pelo Governo do Estado, Paulo aparece com 35%, seguido do senador Armando Monteiro Neto (PTB), que oscilou um ponto percentual dentro da margem de erro, chegando a 25%. O levantamento foi feito entre os dias 6 e 8 de setembro.

A pesquisa ouviu 800 entrevistados, usando uma metodologia face a face, e contempla critérios de sexo, idade, instrução, renda e pela condição do município. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,45%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números de protocolo BR-05453/2018 e PE-05575/2018.

A primeira pesquisa realizada pela parceria IPESPE/Folha ocorreu entre os dias 11 e 13 de agosto, servindo como base comparativa para o levantamento atual. O número de indecisos aumentou de 8% para 11%, enquanto o número de Brancos e Nulos caiu, de 27% para 23%.

O candidato do Pros, o ex-deputado federal Maurício Rands oscilou negativamente dentro da margem de erro e aparece com 2%. O ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (Rede), também oscilou negativamente, surgindo com 2% das intenções de voto no estudo mais recente. A candidata do Psol, Dani Portela, registrou apenas 1%. Já Ana Patrícia Alves (PCO), que não apareceu na primeira escuta, obteve 1% das menções. (Folha de Pernambuco)

Bolsonaro segue na liderança no primeiro turno com 24%, diz Datafolha…

O deputado Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança da corrida presidencial após o início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão e o atentado que sofreu na semana passada, de acordo com a nova pesquisa realizada pelo instituto Datafolha. 

Segundo o levantamento, Bolsonaro tem 24% das intenções de voto. O presidenciável foi esfaqueado quando atravessava uma multidão em evento de campanha em Juiz de Fora (MG) na quinta (6) e está internado no Hospital Albert Einstein, onde se recupera da cirurgia sofrida após o ataque.

Na pesquisa anterior do Datafolha, realizada em 20 e 21 de agosto, antes do início do horário eleitoral, Bolsonaro tinha 22% das intenções de voto. A oscilação observada desde então está dentro da margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Quatro candidatos aparecem empatados em segundo lugar, dentro da margem de erro. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) tem 13% das intenções de voto, a ex-senadora Marina Silva (Rede) está com 11%, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) aparece com 10% e o ex-prefeito Fernando Haddad (PT), com 9%.

Vice da chapa inscrita pelo PT com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato a presidente, Haddad deve ser indicado como seu substituto nesta semana. O Tribunal Superior Eleitoral vetou a candidatura de Lula e estabeleceu prazo até esta terça (11) para que o PT o substitua.

O nome de Lula, que apareceu à frente nos levantamentos anteriores do Datafolha, não foi incluído desta vez nos cartões da pesquisa estimulada, em que os pesquisadores exibem aos entrevistados a lista de candidatos.

Na pesquisa espontânea, em que os eleitores expressam sua preferências sem estímulos dos entrevistadores, o apoio a Lula caiu de 20% para 9% após o início da propaganda na televisão, em que o PT só foi autorizado a apresentá-lo como apoiador. 

Condenado pelo juiz Sergio Moro e pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro e preso desde abril em Curitiba para cumprir pena, Lula está impedido pela Lei da Ficha Limpa de concorrer às eleições. 

O PT ainda discute a condenação nos tribunais superiores e recorreu ao Supremo Tribunal Federal contra a decisão do TSE, mas há pouca esperança no partido de obter uma decisão favorável ao ex-presidente.

O Datafolha entrevistou 2.804 eleitores de 197 municípios nesta segunda (10). A pesquisa foi realizada em parceria com a TV Globo. O primeiro turno das eleições está marcado para 7 de outubro, daqui a quatro semanas.

O novo levantamento mostra que Bolsonaro é o candidato com maior rejeição hoje. Segundo o Datafolha, 43% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum no capitão reformado do Exército. A resistência é maior entre as mulheres (49%), entre os mais jovens (55%), entre eleitores com curso superior (48%) e no Nordeste (51%). 

A alta rejeição explica o mau desempenho de Bolsonaro nas simulações feitas pelo Datafolha para o segundo turno da disputa. De acordo com os cenários estudados, ele perderia para Alckmin, Marina e Ciro e chegaria à segunda rodada da eleição empatado com Haddad se ela fosse realizada hoje. 

A pesquisa mostra também que a vantagem de seus adversários sobre ele em algumas dessas simulações aumentou. Se o segundo turno fosse hoje, Alckmin e Marina teriam 43% no confronto com Bolsonaro, Ciro alcançaria 45% e o capitão oscilaria entre 34% e 37%. 

A disputa seria mais acirrada se Bolsonaro chegasse ao segundo turno com Haddad. Se fosse hoje, o candidato petista teria 39% e seu adversário, 38%. A pesquisa está registrada no TSE com o número: BR 02376/2018. O nível de confiança é de 95%. (Folhapress)

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo