Proclamação da República…

InfoEscola A Proclamação da República Brasileira aconteceu no dia 15 de novembro de 1889. Resultado de um levante político-militar que deu inicio à República Federativa Presidencialista. Fica marcada a figura de Marechal Deodoro da Fonseca como Leia mais »

Júnior de Dezim esclarece sua saída da chapa para a eleição da Câmara Municipal de João Alfredo…

A propósito da matéria publicada neste blog acerca da movimentação em torno da eleição para a renovação da mesa diretora da Câmara Municipal de João Alfredo, biênio 2019/2020, o vereador Júnior de Leia mais »

Cuba abandona programa Mais Médicos após declarações de Bolsonaro…

Veja O governo de Cuba informou nesta quarta-feira que está saindo do programa Mais Médicos devido às declarações “ameaçadoras e depreciativas” do presidente eleito Jair Bolsonaro, que anunciou mudanças “inaceitáveis” ao projeto governamental. O país caribenho tomou a Leia mais »

Decisão Futsal sub-14: Náutico x João Alfredo…

O esporte no município de João Alfredo tem crescido a cada dia. E o trabalho com as categorias de base tem sido um diferencial. O exemplo maior está na Seleção de Futsal Leia mais »

Diogo Prado tem recurso negado e perde cadeira de vereador em Carpina…

O vereador carpinense Diogo Prado (PSC) teve recurso negado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) na manhã dessa quarta (14). O parlamentar, que teve o mandato cassado pelo TRE por infidelidade Leia mais »

Category Archives: Atualidade

Proclamação da República…

InfoEscola

Proclamação da República Brasileira aconteceu no dia 15 de novembro de 1889. Resultado de um levante político-militar que deu inicio à República Federativa Presidencialista. Fica marcada a figura de Marechal Deodoro da Fonseca como responsável pela efetiva proclamação e como primeiro Presidente da República brasileira em um governo provisório (1889-1891).

Marechal Deodoro da Fonseca foi herói na guerra do Paraguai (1864-1870), comandando um dos Batalhões de Brigada Expedicionária. Sempre contrário ao movimento republicano e defensor da Monarquia como deixa claro em cartas trocadas com seu sobrinho Clodoaldo da Fonseca em 1888 afirmando que apesar de todos os seus problemas a Monarquia continuava sendo o “único sustentáculo” do país, e a república sendo proclamada constituiria uma “verdadeira desgraça” por não estarem, os brasileiros, preparados para ela.

A crise no Império

O ultimo gabinete ministerial do Império, o “Gabinete Ouro Preto”, sob a chefia do Senador pelo Partido Liberal Visconde do Ouro Preto, assim que assume em junho de 1889 propõe um programa de governo com reformas profundas no centralismo do governo imperial. Pretendia dar feição mais representativa aos moldes de uma monarquia constitucional, contemplando aos republicanos com o fim da vitaliciedade do senado e adoção da liberdade de culto. Ouro Preto é acusado pela Câmara de estar dando inicio à República e se defende garantindo que seu programa inutilizaria a proposta da República. Recebe críticas de seus companheiros do Partido Liberal por não discutir o problema do Federalismo.

Os problemas no Império estavam em várias instâncias que davam base ao trono de Dom Pedro II:

  • A Igreja Católica: Descontentamento da Igreja Católica frente ao Padroado exercido por D. Pedro II que interferia em demasia nas decisões eclesiásticas.

  • O Exército: Descontentamento dos oficiais de baixo escalão do Exército Brasileiro pela determinação de D. Pedro II que os impedia de manifestar publicamente nos periódicos suas críticas à monarquia.

  • Os grandes proprietários: Após a Lei Áurea ascende entre os grandes fazendeiros um clamor pela República, conhecidos como Republicanos de 14 de maio, insatisfeitos pela decisão monárquica do fim da escravidão se voltam contra o regime. Os fazendeiros paulistas que já importavam mão de obra imigrante, também estão contrários à monarquia, pois buscam maior participação política e poder de decisão nas questões nacionais.

  • A classe média urbana: As classes urbanas em ascensão buscam maior participação política e encontram no sistema imperial um empecilho para alcançar maior liberdade de econômica e poder de decisão nas questões políticas.

A Proclamação da República

A República Federativa Brasileira nasce pelas mãos dos militares que se veriam a partir de então como os defensores da Pátria brasileira. A República foi proclamada por um monarquista. Deodoro da Fonseca assim como parte dos militares que participaram da movimentação pelas ruas do Rio de Janeiro no dia 15 de Novembro pretendiam derrubar apenas o gabinete do Visconde de Ouro Preto. No entanto, levado ao ato da proclamação, mesmo doente, Deodoro age por acreditar que haveria represália do governo monárquico com sua prisão e de Benjamin Constant, devido à insurgência dos militares.

A população das camadas sociais mais humildes observam atônitos os dias posteriores ao golpe republicano. A República não favorecia em nada aos mais pobres e também não contou com a participação desses na ação efetiva. O Império, principalmente após a abolição da escravidão tem entre essas camadas uma simpatia e mesmo uma gratidão pela libertação. Há então um empenho das classes ativamente participativas da República recém-fundada para apagar os vestígios da monarquia no Brasil, construir heróis republicanos e símbolos que garantissem que a sociedade brasileira se identificasse com o novo modelo Republicano Federalista.

Continua…

Hoje:

15 de novembro é o 319.º dia do ano no calendário gregoriano (320.º em anos bissextos). Faltam 46 para acabar o ano.

  • 1777 — Depois de 16 meses de debate, o Congresso Continental aprova os Artigos da Confederação na temporária capital localizada em York, na Pensilvânia. Entre outras diretrizes esse artigo oficializa o nome da Confederação em Os Estados Unidos da América.

  • 1884 — Início da Conferência de Berlim: a repartição das colônias europeias na África.

  • 1889 — Proclamação da República brasileira. Rui Barbosa assina o primeiro decreto do governo provisório.

  • 1942 — Segunda Guerra Mundial: fim da Batalha de Guadalcanal.

  • 1945 — Venezuela é admitida como Estado-Membro da ONU.

  • 1982 — São realizadas as primeiras eleições diretas no Brasil desde o golpe de 1964 (exceto para presidente).

  • 1983 — O Estado Federado Turco do Chipre se autoproclama República Turca de Chipre do Norte.

  • 1988

    • Yasser Arafat, no exílio, proclama o Estado da Palestina.

    • Único lançamento do ônibus espacial soviético Buran.

  • 1989 — Realizada, em meio às comemorações dos cem anos da República brasileira, a primeira eleição presidencial direta em quase trinta anos. O resultado é prorrogado para um segundo turno.

Júnior de Dezim esclarece sua saída da chapa para a eleição da Câmara Municipal de João Alfredo…

Vereador Júnior de Dezim (PSD)

A propósito da matéria publicada neste blog acerca da movimentação em torno da eleição para a renovação da mesa diretora da Câmara Municipal de João Alfredo, biênio 2019/2020, o vereador Júnior de Dezim (PSD) informa que retirou o seu nome da cabeça da chapa inscrita no dia 6 de novembro passado em virtude de propiciar uma possível vantagem do seu substituto Keinho (PP), caso a votação termine empatada.

Pela Lei Orgânica Municipal, em caso de empate, será considerado vencedor o vereador mais idoso entre os disputantes. Neste caso, Keinho levaria vantagem em relação ao oponente Oim (PSB). “Se o vereador Erivaldo Vieira tivesse continuado em minha chapa, venceríamos o pleito tranquilamente. Mas como ele, por motivos particulares que eu respeito, resolveu retirar o seu nome, tive que me reunir com o restante do grupo visando encontrar a melhor alternativa, que, no caso, foi a minha substituição pelo companheiro Keinho (PP) e a inclusão da vereadora Joanna Amélia (PSB) no lugar do vereador Erivaldo na 1ª secretaria. Com humildade tomei esta atitude visando o melhor para a nossa chapa, e reafirmo o meu total apoio ao vereador Keinho e o restante dos companheiros”, pontuou Júnior de Dezim.

Eleição

A eleição para a renovação da Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Alfredo será realizada a partir das 9 horas da próxima quarta-feira (21), com duas chapas na concorrência, encabeçadas pelos vereadores Oim (PSB) e Keinho (PP). O detalhe é que ambas as chapas são compostas por vereadores da oposição e da situação à atual prefeita Maria Sebastiana (PSD). Só que o futuro presidente da CMJA, biênio 2019/2020, eleito na próxima quarta-feira, será de um dos grupos de oposição à atual mandatária municipal. 

Decisão Futsal sub-14: Náutico x João Alfredo…

O esporte no município de João Alfredo tem crescido a cada dia. E o trabalho com as categorias de base tem sido um diferencial. O exemplo maior está na Seleção de Futsal de João Alfredo Sub 14. Hoje, os meninos entram em quadra para a partida semifinal da Copa Pernambuco Sub 14.

A equipe enfrenta o Náutico, a partir das 20h, na quadra da Escola Santos Dumont, no Recife. A competição é realizada pela Federação Pernambucana de Futsal (FPFS) e conta pela primeira vez com um representante de João Alfredo. Parabéns aos nossos atletas e equipe técnica. 

Equipe de João Alfredo (sub-14 de futsal)

Diogo Prado tem recurso negado e perde cadeira de vereador em Carpina…

O vereador carpinense Diogo Prado (PSC) teve recurso negado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) na manhã dessa quarta (14). O parlamentar, que teve o mandato cassado pelo TRE por infidelidade partidária, apresentou solicitação para continuar no cargo enquanto recorria da decisão. A Corte Eleitoral negou o pedido de forma unânime. Com isso, o parlamentar ficará fora do cargo enquanto recorre ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O pedido de cassação foi apresentado pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), alegando que o vereador teria se desfilado antes do prazo regular. Diogo Prado foi o vereador mais votado em 2016, quando disputou o cargo pelo PCdoB. No primeiro semestre deste ano, ele saiu do partido e ingressou no Partido Social Cristão (PSC) para disputar uma cadeira de deputado estadual, ficando na suplência. Ele será substituído pelo suplente Marcinho do Pastel (PCdoB). A posse acontecerá na próxima segunda (19), às 10h, em solenidade na Câmara de Vereadores. (Blog do Agreste/Imagem | Divulgação)

Gleide Ângelo x Janaína Paschoal. Estudo compara desempenhos das urnas…

Gleide Ângelo

Um recorte do levantamento realizado pelo professor Maurício Romão, Ph.D em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostrou que o desempenho das urnas da deputada estadual eleita, Gleide Ângelo (PSB), quase conquista a melhor performance eleitoral entre os parlamentares estaduais do Brasil proporcionalmente.

Para considerar o critério da proporcionalidade, Maurício Romão levou em consideração o percentual de cada votação individual em relação ao total de votos válidos do pleito. “É o método apropriado de comparar votações, seja ao longo do tempo, seja entre estados numa mesma eleição. Ao longo do tempo porque de uma eleição para outra as variáveis demográficas (tamanho da população, faixa etária, etc.) e eleitorais (eleitorado, abstenção, votos nulos, etc.) se modificam. De um estado para outro numa mesma eleição porque suas populações e eleitorados são diferentes”, diz seu estudo.

Portanto, a delegada Gleide Ângelo, que obteve 412.636 votos, o equivalente a 9,15% dos votos válidos, tornou-se a mais bem votada da história no Estado. Quando comparada a perfomance da pernambucana à deputada estadual eleita por São Paulo, Janaína Paschoal (PSL), que teve 2.060.786 votos, obteve 9,88% dos votos válidos da eleição paulista, sendo considerada a mais bem votada do Brasil em todos os tempos, nominal e proporcionalmente.

Para desbancar Janaína, Gleide Ângelo necessitaria atingir marca dos 446 mil votos, ou seja, ela teria 33.364 votos a mais. 

Porém, vale continuar destacando o surpreendente desempenho de Gleide Ângelo em Pernambuco, que desbancou o deputado Cleiton Collins (PP), em 2014, com os 216.874 votos, ou 4,71% dos votos válidos (desbancando João Coelho que, em 1986, tivera 77.924 votos, na época, 4,31% dos votos válidos).

Janaína Paschoal

(Jairo Lima/Folha de Pernambuco)

 

Fôlego de gato: Renan rumo à presidência do Senado…

As idas e vindas da equipe de Jair Bolsonaro (PSL) acabaram fortalecendo o lobby em torno da candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL) à presidência do Senado.

A articulação extrapolou as fileiras de seu partido e ganhou adesões de veteranos do PSD e do PSDB, por exemplo, além de nomes do Judiciário.

O favoritismo cresce à medida que as oscilações do grupo bolsonarista ampliam a sensação de que a próxima gestão será instável. Renan agora é vendido como o “anteparo de crises”. (Painel)

Dirceu e Bolsonaro: um Brasil que PT precisar entender…

É adversário – e sabe – José Dirceu, ex-comandante do PT, ministro de Lula e Dilma – “capitão do time”, como Lula o chamava – diz que Bolsonaro terá base social, força e tempo para governar. Dirceu falou anteontem, ao lançar seu livro de memórias. “Há um Brasil profundo que se manifestou democraticamente e que o PT precisa entender.

O PT não foi derrotado apenas eleitoralmente nas eleições, mas ideologicamente”. Citou a questão da segurança pública: “Onde estava o PT quando o filho de uma mulher pobre chegava em casa sob efeito de drogas, ou em outros momentos igualmente trágicos na vida do brasileiro?” Aos poucos, disse, o PT se afastou “do dia a dia do povo”. E Bolsonaro, completou, “avançou sobre a base da qual o PT se afastou durante seus quatro mandatos”. (Carlos Brickmann)

Câmara Municipal: OIM x KEINHO na disputa em João Alfredo…

O prazo para as inscrições de chapas para concorrerem à eleição para a renovação da Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Alfredo, biênio 2019/2020, foi encerrado às 13h desta terça-feira (13). O pleito está previsto para as 9h do dia 21 do corrente mês (quarta-feira), no Plenário Vereador Antônio Guilhermino dos Santos da CMJA. 

Houve considerável mudança no cenário anteriormente divulgado, pois os vereadores Júnior Dezim (PSD) e Erivaldo Vieira (PSB) desistiram de disputar o pleito pela chapa até então registrada, como presidente e 1º secretário, respectivamente. Mas a movimentação não parou por aí.

Vereador Oim (PSB)

Indiferente às defecções no grupo que estava inscrito, o vereador Oim (PSB) efetuou o registro de uma chapa encabeçada por ele (presidente) e os vereadores Adriano Santos (PSD) – 1º vice presidente, Alexandre Mendes (PTB) – 2º vice presidente, David Santos (PSD) – 1º secretário e Leide da Melancia (PSD)- 2ª secretária

Vereador Keinho (PP)

Já se aproximava o esgotamento do prazo regimental para inscrições, quando outra chapa foi inscrita em substituição à primeira, composta pelos vereadores Keinho (PP) – presidente, André Xavier (PSD) – 1º vice presidente, Jozivan Guedes (PP) – 2º vice presidente, Joanna Amélia (PSB) – 1ª secretária e Walque Dutra (PSD) – 2º secretário.  

Sendo uma peleja que tem a participação de apenas 13 eleitores, praticamente 1 voto será decisivo para a eleição do comandante do Poder Legislativo joãoalfredense, no biênio 2019/2020. Ambas as chapas cantam vitória, sendo que o vereador Keinho por ser mais idoso do que o vereador Oim leva a vantagem caso haja um empate. Desta forma, o corre corre em busca deste valioso voto é intenso.  (fotos arquivo)

Vestibular FACAL 2019…

Dê um clik para ampliar esta imagem

Debate eleitoral ficou muito aquém do que o País precisa…

Acabamos de sair de uma eleição presidencial sem que os temas que afetam diretamente a vida do povo tenham sido discutidos com a profundidade que se esperava. Perdeu-se muito tempo com a mudança no Estatuto do Desarmamento, a redução da maioridade penal e se a democracia estaria ou não em jogo com a vitória de Jair Bolsonaro. Mas não se teve o cuidado de explicar didaticamente à população a necessidade da reforma previdenciária, da reforma tributária e de um novo acordo federativo que tire os estados e municípios da situação de penúria em que se encontram. Essa crise vai desembocar nas costas do contribuinte, que será chamado a pagar as contas do Rio Grande do Sul, do Rio Grande do Norte, do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, para citar apenas esses quatro que se encontram quebrados do ponto de vista fiscal. Ou alguém admite que a União vai ficar assistindo, passivamente, três dos quatro mais importantes estados do país ficarem sem ter condições sequer de pagar a folha dos seus servidores? Fala-se que o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende reunir-se em Brasília hoje com todos os 27 governadores para discutir a dívida dos seus estados, que já foi renegociada em 2016 pelo governo Dilma Rousseff. Mas pelo menos os do Nordeste não pretendem comparecer por enxergar caráter “político” no encontro, e não “institucional-administrativo”. O fato é que vamos começar 2019 com mais da metade dos governadores extrapolando o limite de gastos com a folha de pessoal e sem saber quando e se receberão ajuda para superação desse problema. (Inaldo Sampaio)

Hoje:

14 de novembro é o 318.º dia do ano no calendário gregoriano (319.º em anos bissextos). Faltam 47 para acabar o ano.

  • 1922 – Início da construção da ponte Hercílio Luz, em Florianópolis.

  • 1932 – Inaugurada a primeira linha de bondes ligando o bairro de Harlem ao centro de Nova York nos Estados Unidos.

  • 1945 – Bolívia é admitida como Estado-Membro da ONU.

  • 1975 – No Brasil o Presidente Ernesto Geisel cria o Programa Nacional do Álcool para enfrentar a crise do petróleo.

  • 2003 – Descoberta do planetoide Sedna.

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo