Busca por aposentadoria cresce em meio a debate da reforma…

Em uma típica corrida para escapar da reforma da Previdência, 775,6 mil segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pediram aposentadorias por tempo de contribuição no primeiro semestre deste ano. O número é Leia mais »

Ministra de Bolsonaro: ações ligadas a Joesley e Wesley…

Rubens Valente e Catia Seabra – Folha de S.Paulo A futura ministra da Agricultura do governo Jair Bolsonaro (PSL), Tereza Cristina (DEM-MS), concedeu incentivos fiscais ao grupo JBS na mesma época em que manteve uma “parceria pecuária” com a Leia mais »

A reunião da irresponsabilidade fiscal…

No mesmo dia em que anunciou um “momento de regeneração”, Jair Bolsonaro foi a uma esquisita reunião de governadores eleitos copatrocinada pelo paulista João Doria. Nada havia sido combinado com sua equipe. O que muitos governadores Leia mais »

Novembro Azul…

Leia mais »

Venha pra TiConnect….

    Leia mais »

Monthly Archives: março 2018

Fragmento Bíblico…

Aliado diz que ninguém segura denúncia contra Temer…

ÉPOCA

Indicado para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Daniel Vilela (MDB-GO) disse a EXPRESSO que ninguém será capaz de segurar eventual nova denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer se ela for consistente e robusta, após ser questionado sobre a operação Skala, que prendeu amigos de Temer, e se, de fato, assumirá a comissão. Há rumores de que ele poderia ceder o lugar para algum deputado mais próximo do presidente.

Vilela disse ter sido indicado para a função pelo líder do MDB na Câmara, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), cujo pai, Wagner Rossi, ex-ministro da Agricultura, foi preso na operação deflagrada na quinta-feira (29).

Enquanto isso, o ex-presidente José Sarney está preocupado com a candidatura de sua filha, Roseana Sarney, ao governo do Maranhão pelo MDB. Sarney sabe que a legenda do presidente Michel Temer está extremamente desgastada e que isso pode prejudicar as pretensões de Roseana. Sarney tem conversado com políticos do DEM para sondar se ela poderia trocar de legenda.

Mas há um problema. A direção do DEM, no Maranhão, está alinhada com o governador Flávio Dino (PCdoB), que deverá ser o principal adversário de Roseana na disputa. Por isso, as conversas de Sarney são com a cúpula nacional do partido. 

Páscoa e diabetes: uma combinação possível…

Obs.: Para melhor audição, desative momentaneamente a Rádio DS.

Bolsonaro desmente convite para Frota ser seu ministro…

O pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse, durante uma entrevista, que era “brincadeira” o convite que fez para que o ator Alexandre Frota fosse o novo ministro da Cultura, caso vença a eleição presidencial deste ano. Um vídeo que se espalhou nas redes sociais mostra Bolsonaro fazendo a seguinte pergunta para Frota: “Se você quer me ver presidente um dia eu quero te ver ministro da cultura, já imaginou, cara?”. 

“A grande mídia, não é que não me apoia, mas me ataca o tempo todo, agora, o vídeo que eu fiz de brincadeira, uns seis meses atrás com Alexandre frota, sobre possibilidade de ser ministro da Cultura, rindo, brincando com ele, o pessoal disse que eu escolhi o Frota para ser o ministro da cultura”, falou. 

O presidenciável disse que o artista não será seu auxiliar ministerial porque, se comandar o país, vai acabar com o Ministério da Cultura. “Não será o Frota porque nós vamos acabar com o Ministério da Cultura, que vai ser uma secretaria do Ministério da Educação”, justificou.  

Durante a mesma entrevista, Bolsonaro chegou afirmar que, se a eleição for realizada sem o voto impresso, vence o ex-presidente Lula, que aparece em primeiro lugar nas pesquisas eleitorais. “Se for voto impresso, ganho no primeiro tuno essa parada aí”, declarou sem modéstia. (LeiaJá)

Campanha Solidária – Vamos colaborar…

Eleições 2018: Joaquim Barbosa entra no PSB e pode disputar a Presidência…

Por Cristiane Jungblut – O Globo

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa decidiu que vai se filiar ao PSB até o dia 7 de abril e pode disputar a Presidência da República pela legenda. Este é o prazo final para que qualquer pessoa que pretenda concorrer nas eleições deste ano se filie a alguma sigla partidária.

A decisão foi comunicada ao presidente do Partido Socialista Brasileiro, Carlos Siqueira, e ao deputado federal Alessandro Molon (RJ) durante encontro realizado na manhã desta quinta-feira, em uma padaria de Brasília. No entanto, publicamente Siqueira é cauteloso:

—- Avançamos muito na reunião, mas para termos certeza da vinda dele ainda teremos que aguardar mesmo até o dia 7, até que esteja assinado. O PSB conseguiu reverter todas as resistências internas à filiação de Barbosa e ao lançamento de sua candidatura à Presidência.

O ex-deputado Beto Albuquerque (RS) e o ex-ministro Aldo Rebelo já haviam entregado carta à direção se disponibilizando para concorrer ao Palácio do Planalto. Mas o clima de disputa já arrefeceu. Albuquerque deve concorrer ao Senado pelo Rio Grande do Sul e Rebelo demonstrou à cúpula partidária que não criará problemas caso Barbosa realmente queira concorrer ao governo federal.

Baile de Páscoa 2018, em João Alfredo…

21

 

Marília diz que sua candidatura está ‘firme e crescendo’…

LeiaJá

Apesar da dúvida que impera sobre qual o rumo o PT tomará em Pernambuco na eleição deste ano – sobre se a legenda vai apoiar o PSB ou lançar uma candidatura própria -, a vereadora Marília Arraes (PT), em entrevista concedida ao LeiaJá, garantiu que a sua pré-candidatura a governadora de Pernambuco está “firme”. A petista, que tem como vantagem ter o forte sobrenome Arraes, chegou a dizer que a cada dia sua candidatura cresce mais. “A minha pré-candidatura está firme e crescendo cada vez mais”, reiterou com convicção. 

A neta do ex-governador Miguel Arraes contou que, neste momento, a prioridade é defender o direito de Lula disputar a eleição presidencial de outubro. “Porque defender Lula não é defender a pessoa dele, é defender o projeto de Lula e aqui em Pernambuco está muito claro que o partido e o campo político que deve fazer isso é o representado pelo PT”.

“Não acreditamos que outros atores vão fazer essa defesa como nós temos feito junto com toda a base social que tem apoiado a nossa ideia de candidatura própria como os movimentos sociais, os sindicatos, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e tantas outras entidades que estão nos apoiando”, ressaltou a petista.  

Marília também disse acreditar que o povo está cada vez mais consciente sobre a atual situação política do país. “Então, eu acho que por isso, pelo apoio e pela consciência cada vez maior do povo, nossa candidatura tem crescido cada vez mais e ganhado força”. 

Enquanto o grupo da oposição em Pernambuco denominado “Pernambuco quer Mudar”, composto por nomes conhecidos no Estado como os senadores Armando Monteiro Neto (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (MDB), não decide quem será o candidato ao Governo de Pernambuco, Marília Arraes vem ganhando tempo visitando diversos municípios pernambucanos. 

História – Há 54 anos o golpe militar…

Por Orlando Brito – Blog Os Divergentes

Hoje, 31 de março, completam-se 54 anos do golpe militar de 1964 que tirou do poder o presidente João Goulart. A Revolução, como ficou conhecido o movimento, permaneceu no poder até 1985. Com a deposição de Jango, vários marechais e generais sucederam-se no comando do Palácio do Planalto. O primeiro foi o marechal Humberto Castello Branco, seguido pelo também marechal Arthur da Costa e Silva. Depois foi a vez de uma junta militar composta por um general, um brigadeiro e um almirante. Em seguida, os generais Garrastazú Médici, Ernesto Geisel e João Figueiredo presidiram o Brasil.

Durante os 21 anos do regime militar, o Congresso foi fechado duas vezes, houve cassação de mandatos de vários políticos, repressão às pessoas contrárias ao golpe, prisão de líderes, tortura em quartéis, mortes, banimentos, restrição às liberdades de reunião e livre expressão, com censura aos meios de comunicação. No período do general Geisel teve início o processo de distensão e abertura política, concluída nos tempos do general Figueiredo. Assim, muitos exilados do Exterior puderam retornar ao Brasil e reintegrar-se à vida política.

Em 1985, por fim, pudemos viver o período de redemocratização, com os civis voltando ao poder, a ocupar novamente o Palácio do Planalto. Essa imagem do amigo Evandro Teixeira entrou para história como uma das primeiras a dar face ao golpe militar de 1964. Evandro, à época fotógrafo do Jornal do Brasil, nos conta como conseguiu fazê-la:

– O Capitão Leno, que servia no Forte de Copacabana, era meu amigo dos jogos vôlei de praia no Posto 6, onde morávamos. Sabia que estava em curso o movimento para derrubar o governo de Jango. Era ainda a madrugada do dia primeiro de abril quando ele passou em minha casa e disse-me:

– Evandro, golpe está acontecendo nesse momento. Já estou fardado e indo para lá. Se você quiser, ajudo a entrar comigo. Fique do meu lado, quando eu bater continência para a sentinela, você se adianta e entra no quartel. Fique sério porque a situação é grave. Esconda sua câmara sob o colete e seja discreto. E assim fizemos. Antes, porém, de entrar no Forte, ainda no portão, observei essa cena aí, do soldado com fuzil das costas sob a chuva e, em primeiro plano, uma canhão de reboque. Fiz um ou dois clics e tirei o filme. Coloquei outro e entramos.

– Logo depois, já com os primeiros raios de sol, chegava o general Castello Branco, líder do movimento. No comando do quartel, todos queriam fazer uma foto com ele. E o mais interessante é que alguns coronéis, majores e capitães, achando que eu fosse fotógrafo do Exército, pediram que eu registrasse uma pose com o novo presidente do Brasil.

– Assim, que consegui fazer algumas fotos. Porém, por precaução, o meu amigo capitão Leno, deu-me um sinal com uma piscada de olhos, com receio de que eu – fotojornalista e civil – fosse descoberto e com certeza acabasse preso. Entendi o risco que eu corria e, sobretudo, a importância daquele momento. Dei-me por satisfeito e saí discretamente. Eu não podia imaginar que havia feito uma das primeiras imagens do golpe militar que militar que acabou governando o País por 21 anos.

– Só lamento que as fotos do marechal Castello tenham desaparecido nas mudanças de endereço que o JB teve ao longo de sua história. Uma grande perda.

Orlando Brito

Hoje:

31 de março é o 90.º dia do ano no calendário gregoriano (91.º em anos bissextos). Faltam 275 para acabar o ano. 

307 — Depois de se divorciar de sua esposa Minervina, Constantino casa com Fausta, a filha do ex-imperador romano Maximiano;
  • 627 — Início da Batalha da Trincheira, o cerco a Medina por parte dos inimigos de Maomé;

  • 1146 — Bernardo de Claraval prega seu famoso sermão em um campo de Vézelay, ressaltando a necessidade de empreender uma Segunda Cruzada. Luís VII está presente e se junta aos cruzados;

  • 1371 — Celebrado o Tratado de Alcoutim entre os reis D. Fernando e D. Henrique II de Castela, onde o soberano de Portugal compromete-se a manter boas relações com o rei de França;

  • 1492 — Os Reis Católicos, Fernando e Isabel, assinam o decreto de Alhambra ordenando a expulsão de todos os judeus da Espanha a menos que eles se convertessem ao Catolicismo;

  • 1774 — Guerra da Independência dos Estados Unidos: o Reino da Grã-Bretanha ordena que o porto de Boston, Massachusetts seja fechado;

  • Continua…

Reflexão do dia…

Fragmento Bíblico…

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo