Sisu abre inscrições amanhã; vagas estão disponíveis para consulta…

Começam amanhã (29) as inscrições para a segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As vagas estão disponíveis para consulta na página do Sisu. As inscrições vão até dia 1º de Leia mais »

Espaço aéreo: conheça as regras para drones, aeromodelos e balões…

A aprovação, pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), de regras para o uso civil de drones, no começo de maio, trouxe à tona dúvidas sobre a regulamentação e uso do espaço Leia mais »

Mais brasileiros estão tirando o dinheiro da poupança para pagar despesas…

Mais da metade da população brasileira (65%) não tinham uma reserva financeira em março último, taxa ligeiramente acima da registrada no mês anterior (60%), segundo o Indicador de Reserva Financeira, do Serviço Leia mais »

Temer tenta juntar forças diante de tempestade política no País…

A crise no Brasil viveu um momento de tranquilidade ontem (26) diante das batalhas que nas próximas semanas poderão decidir o destino do presidente Michel Temer, que enfrenta denúncias de corrupção. O Leia mais »

Contas de luz de junho terão bandeira verde, sem acréscimo na tarifa…

A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz no mês de junho será a verde, o que significa que não haverá custo extra para o consumidor. Segundo a Agência Nacional Leia mais »

Monthly Archives: dezembro 2016

Fragmento Bíblico

feliz-ano-novo-2017

Celebrar a paz, sonho possível…

1111917_295652

Felipe Magalhães*

Tudo é relativo, só Deus é absoluto! Essa fala carrega muito sentido para os que creem. O Deus absoluto, que quis se relativizar na história humana, para fazer comunhão com o mundo, ensina-nos a não absolutizar nada, pois tudo está em relação. Ele próprio, revelado e compreendido como Trindade, é só relação: o absoluto que, por força do amor que o define e move, doa-se infinitamente.

O ser humano, entretanto, busca absolutizar-se e absolutizar muitas coisas. É o pecado da idolatria. Tornar coisas absolutas, além de criar outros deuses, rompe com toda a possibilidade da paz: religiões absolutizadas, ideologias absolutizadas, culturas absolutizadas, entre outras coisas, geram desarmonia, violência, intolerância. Como cidadãos do mundo, precisamos cultivar a cultura da paz. Como cristãos, precisamos viver e testemunhar a paz.

O próximo dia 1º, além de marcar o início de um novo ano, o de 2017, é o dia da Confraternização Universal – Dia Mundial da Paz –, como convite à solidariedade humana, em e entre todos os povos, numa adesão de paz. Muitos sinais de morte, violência e desumanização acontecem todos os dias, no mundo inteiro. Mas é preciso, esperando contra toda a esperança, fazer opção pela paz, realidade possível.

O artigo Qual a paz que queremos?, do Pe. Rodrigo Ferreira da Costa, SDN, traz um esboço do significado da paz, que está para além da inexistência dos conflitos. Denunciando os falsos significados da paz, carregados de injustiça e violência, muitas vezes silenciosas, o autor nos ajuda a refletir sobre a importância da paz, de modo profundo, como fruto da justiça, tal como nos inspira a Escritura.

Esses falsos significados da paz, como verdadeiros empecilhos para a realização da justiça, alcançam os pobres do mundo, cotidianamente, desde as guerras do Oriente Médio às políticas desumanas realizadas em nosso país, nos últimos meses. É o que nos ajuda a refletir o artigo: Celebrar a paz em tempos de ódio, do Ms. Pe. Antônio Ronaldo Vieira Nogueira. Os sinais de morte, presentes no mundo, não nos podem tirar a esperança e o protagonismo que busca a paz, verdadeiro shalom para o mundo.

No mundo, bilhões de pessoas professam alguma fé. Sem o papel fundamental das religiões, a paz não será uma realidade possível. O terceiro artigo de nossa matéria especial, Paz entre as religiões: uma utopia possível e, cada vez mais, necessária, do Drdo. Edward Neves Monteiro de Barros Guimarães, aborda essa fundamental questão, do protagonismo religioso na busca e concretização da paz, possibilidade de dignificação e humanização da pessoa e de toda a vida criada.  

Sejamos construtores da paz! Que 2017 seja, de fato, um ano que agrade ao Senhor!

*Felipe Magalhães Francisco é mestre em Teologia, pela Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia. Coordena a Comissão Arquidiocesana de Publicações, da Arquidiocese de Belo Horizonte. Articula a Editoria de Religião deste portal. É autor do livro de poemas Imprevisto (Penalux, 2015).

Um ano marcado pela busca do emprego…

17338147580004753650000

Em 2016, mais e mais brasileiros experimentaram a condição de desempregado. O número de pessoas sem trabalho nunca foi tão alto – eram 12,1 milhões até novembro, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E a busca por uma vaga tornou-se uma verdadeira maratona. Milhões de pessoas passaram o ano inteiro, em vão, atrás de um emprego. 

Apesar de os índices de desemprego terem crescido, os problemas no mercado de trabalho não são novidade. Caso se confirme a previsão do mercado financeiro, expressa no Relatório Focus, divulgado na segunda-feira, 26, de queda de 3,5% do Produto Interno Bruto de 2016, serão dois anos de resultados negativos consecutivos e um acúmulo de 7,29% de perdas. 

Segundo o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo, os dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) são apenas um reflexo do movimento da retração econômica. “Em um ano, a população ocupada caiu 1,9 milhão, em torno de 2,1%. Mas essa é uma comparação com 2015, que já tinha um nível de ocupação baixo”.

A crise foi tão agressiva que desconfigurou até mesmo o movimento sazonal, ou seja, nem vagas temporárias, típicas do fim de ano, apareceram. “Em outubro de 2013, período anterior à crise econômica, o total de desocupados era de 5,6 milhões a menos do que agora”, observa Azeredo.

Continua…

Otimismo, sempre…

video-de-mensagem-de-feliz-2017-para-enviar-a-todos-amigos-do-whatsapp

Não coube tudo em 2016 e 2017 nasce velho…

politica-brasileira

Renata Bezerra de Melo

Folha de Pernambuco

O primeiro semestre de 2017 pode dar saudade de 2016. É o que apostam alguns membros do Congresso Nacional. O ano em que escancarou-se o “Setor de Operações Estruturadas” da Odebrecht, vulgo “departamento de propinas”, não foi suficiente para comportar todo o maremoto, que desaguou no impeachment de uma presidente da República, no afastamento e cassação de um presidente da Câmara Federal e no quase afastamento de um presidente do Senado. Esse brevíssimo resumo dos fatos coube em menos de 366 dias, bem menos. E ainda restou um passivo, arrastado para o novo ano, que já nasce velho. Nos corredores da Câmara Federal e do Senado, a virada se dá sob expectativa da delação premiada de Eduardo Cunha, a qual, para muitos, significa que nada está tão ruim que não possa piorar.

No ano em que o legislativo apareceu judicializado e o judiciário politizado, ex-auxiliares de Dilma Rousseff acabaram absorvidos pela gestão Michel Temer, que, em seis meses, perdeu seis ministros. A Reforma da Previdência acabou empurrada para o ano que entra, o qual, em tese, deveria servir de palco para presidenciáveis, cotados para 2018. No entanto,

pode não interessar a eles tanta vitrine, no momento que estão, desde já, no mesmo barco, capaz de naufragar a qualquer hora, resultando apenas em terra arrasada. A economia segue carecendo de confiança em cenário desfavorável. E um dos principais motes das críticas disparadas contra a ex-presidente Dilma Rousseff, a falta de relação com o Congresso, é ponto superado pelo atual presidente, Michel Temer, que, no entanto, já enfrenta críticas, exatamente, por dar atenção

demais ao Congresso em detrimento de governadores e prefeitos. Se tem o controle congressual, Temer segue apostando que “2017 será o ano em que derrotaremos a crise”. E a esperança continua sendo a última que morre.

Foi uma aposta de Temer, em seu pronunciamento, que “2017 será o ano em que derrotaremos a crise”. A conferir…

Continua…

Conta de luz terá bandeira verde em janeiro, diz Aneel…

16674247580004753650000

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou ontem (30) que a bandeira tarifária para o mês de janeiro será a verde, sem cobrança extra dos consumidores. A decisão é baseada em relatório do Operador Nacional do Sistema (ONS), que aponta que a condição hidrológica está mais favorável.

De janeiro de 2015, quando o sistema de bandeiras tarifárias foi implementado – até fevereiro deste ano, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh.

Em março, passou para amarela, com custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh; de abril a outubro ficou verde, sem cobrança extra. No mês passado, a bandeira passou para a cor amarela novamente e em dezembro está verde.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a energia de hidrelétricas.

A cor da bandeira em vigor no mês da cobrança é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade. Por exemplo, quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia. ( Agência Brasil)

Apostas para a Mega-Sena da Virada podem ser feitas até as 14h deste sábado…

18319547580004753650000

As apostas para a Mega-Sena da Virada podem ser feitas até as 14h (horário de Brasília) deste sábado (31) em qualquer casa lotérica do país. O prêmio está acumulado em R$ 225 milhões e pode aumentar até a hora do sorteio, previsto para as 21h.

O valor do jogo varia de acordo com a quantidade de números escolhidos. A aposta mínima, para quem joga seis números, custa R$ 3,5. O valor aumenta para cada número escolhido. Para jogar 15 números, o máximo possível, o valor da aposta é R$ 17.517,50. No caso do Bolão Caixa, que é a aposta feita em grupo, o valor mínimo é de R$10 nas casas lotéricas.

O prêmio faz parte dos sonhos de milhões de brasileiros, mas a probabilidade de acerto na Mega- Sena é muito pequena. Para quem joga seis dezenas, a chance de ser sorteado é de uma em 50.063.860. Já para quem aposta 15 números, a chance sobe para 1 em 10 mil.

Continua…

Arquivo Fotográfico

1990nhg

Grupo de amigos no jogo do dominó, em 1990.

barra39

2008dipl

Vice-prefeito Dimas Santos, prefeito Severino Cavalcanti e o vereador Wilson França, em dezembro de 2008.

Temer reajusta o salário mínimo para R$ 937 em 2017…

16952247580004753650000

O presidente Michel Temer assinou decreto que reajusta de R$ 880 para R$ 937 o salário mínimo. O novo valor entrará em vigor a partir do domingo (1º) e deverá ser publicado na edição desta sexta-feira (30) do Diário Oficial da União.
Por lei, o reajuste do salário mínimo tem que ser feito com base na inflação apurada no ano anterior e na variação do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes.

Na proposta orçamentária enviada ao Congresso Nacional, o governo federal calculava uma elevação para R$ 945,80. Como a inflação do período foi menor do que a prevista inicialmente, o valor foi alterado para R$ 937.
A regra de correção do mínimo aprovada no Congresso Nacional é válida até 2019. Em 2015, o PIB encolheu 3,8% e, portanto, esse indicador não é considerado na conta. (Folhapress)

Sai calendário de pagamento de servidores e aposentados do Governo de PE; confira…

pagamento-dos-servidores

Servidores públicos, aposentados, pensionistas e comissionados do Governo do Estado de Pernambuco devem receber o pagamento do mês de dezembro no início de janeiro. O calendário de pagamento do Estado foi divulgado ontem (30).

Os aposentados e pensionistas irão receber no dia 5 de janeiro e os servidores ativos, no dia 6. Já os comissionados serão pagos no próximo dia 10 de janeiro.

De acordo com o secretário de Administração, Milton Coelho, houve um grande esforço por parte do Governo para que os servidores recebessem em dia seus proventos.

“Somente neste mês de dezembro, somando as folhas de pagamento de novembro e as duas parcelas do décimo-terceiro dos servidores estaduais, o Estado injetou R$ 1,6 bilhão na economia local. Isto garantiu um final de ano tranquilo para os 221 mil servidores do Estado”, ressaltou. (Folha de Pernambuco)

João Alfredo terá a I Corrida da Virada, dia 31 de dezembro…

20161224_162213

15622206_361234324248658_5577801702782665755_n

Será no dia 31 de dezembro do corrente ano, a partir das 6h00, a I Corrida da Virada de João Alfredo.

Informa Zé Guga, um dos organizadores, que a concentração dos participantes ocorrerá no Ginásio Poliesportivo Djair Santos das 5:00 às 5:20 manhã, quando os veículos levarão os atletas para o posto de gasolina de Zito de Santo na Vila da Encruzilhada (Bom Jardim-PE) onde haverá o aquecimento.

Por volta das 6h00 sairá com destino à Vila de Umari com o percurso de 5 e 10 km, terminando  no mesmo local.  De lá todos juntos irão à Churrascaria Portal a Cidade para um café da manhã e entrega das medalhas. As inscrições já foram encerradas.

15727389_1401508106538803_9204948698952720902_n

Hoje:

brcomn49-1-0

31 de dezembro é o 365.º dia do ano no calendário gregoriano (366.º em anos bissextos). Faltam 0 para acabar o ano.

  • 406 – Os vândalos cruzam o Reno para invadir a Gália.

  • 1502 – Para se livrar de seus inimigos, César Bórgia convida-os para seu palácio de Senigallia para depois assassiná-los.

  • 1687 – Huguenotes – Perseguição e Dispersão: um grupo veleja desde França em direcção ao Cabo da Boa Esperança.

  • 1836 – Fundação do Condado de Crawford, no estado norte-americano de Illinois.

  • 1889 – Último dia em que a grafia Província se vê no hoje O Estado de S. Paulo.

  • 1925 – Primeira edição da Corrida de São Silvestre em São Paulo, Brasil.

  • 1931 – Fundação da escola de samba Unidos da Tijuca.

  • 1937 – O presidente filipino Manuel Quezon oficializa o tagalo como língua nacional.

  • 1941 – Vargas discursa para militares brasileiros analisando a situação do Brasil perante a guerra na Europa e o ataque japonês a Pearl Harbor; o dircurso é considerado pró-Aliados.

  • 1943 – Ratificada pela Câmara dos Vereadores de Nova Iguaçu a emancipação de Duque de Caxias.

    1947 – Emancipação do Municipio de Tucuruí, no estado do Pará, que até então era parte integrante do Municipio de Baião, no mesmo estado.

    Continua…

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo