Busca por aposentadoria cresce em meio a debate da reforma…

Em uma típica corrida para escapar da reforma da Previdência, 775,6 mil segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pediram aposentadorias por tempo de contribuição no primeiro semestre deste ano. O número é Leia mais »

Ministra de Bolsonaro: ações ligadas a Joesley e Wesley…

Rubens Valente e Catia Seabra – Folha de S.Paulo A futura ministra da Agricultura do governo Jair Bolsonaro (PSL), Tereza Cristina (DEM-MS), concedeu incentivos fiscais ao grupo JBS na mesma época em que manteve uma “parceria pecuária” com a Leia mais »

A reunião da irresponsabilidade fiscal…

No mesmo dia em que anunciou um “momento de regeneração”, Jair Bolsonaro foi a uma esquisita reunião de governadores eleitos copatrocinada pelo paulista João Doria. Nada havia sido combinado com sua equipe. O que muitos governadores Leia mais »

Novembro Azul…

Leia mais »

Venha pra TiConnect….

    Leia mais »

Monthly Archives: setembro 2014

Fragmento Bíblico

10424280_680654561983453_4800835977529545227_n

Dilma tem 40%, Marina, 25%, e Aécio, 20%, aponta pesquisa Datafolha…

image

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (30) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:
– Dilma Rousseff (PT): 40%
– Marina Silva (PSB): 25%
– Aécio Neves (PSDB): 20%
– Pastor Everaldo (PSC): 1%
– Luciana Genro (PSOL): 1%
– Eduardo Jorge (PV): 0%*
– Zé Maria (PSTU): 0%*
– Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
– Eymael (PSDC): 0%*
– Levy Fidelix (PRTB): 0%*
– Mauro Iasi (PCB): 0%*
– Branco/nulo/nenhum: 5%
– Não sabe: 5%

* Cada um dos seis indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 26, Dilma tinha 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

Segundo turno
O levantamento divulgado nesta terça indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT tem 49% das intenções de voto e a do PSB, 41%. Na semana passada, Dilma tinha 47% e Marina, 43%.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 50% a 41% (50% a 39% na semana anterior).

O Datafolha ouviu 7.520 eleitores em 311 municípios nos dias 29 e 30 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00905/2014.

Continua…

Dilma tem 39%, Marina, 25%, e Aécio, 19%, aponta pesquisa Ibope…

14520_2_L

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (30) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:
– Dilma Rousseff (PT): 39%
– Marina Silva (PSB): 25%
– Aécio Neves (PSDB): 19%
– Pastor Everaldo (PSC): 1%
– Luciana Genro (PSOL): 1%
– Zé Maria (PSTU): 0%*
 Eduardo Jorge (PV): 0%*
– Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
– Eymael (PSDC): 0%*
– Levy Fidelix (PRTB): 0%*
– Mauro Iasi (PCB): 0%*
– Branco/nulo: 7%
– Não sabe/não respondeu: 7%

* Cada um dos seis indicados com 0% não atingiu 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S.Paulo”.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 23, Dilma tinha 38%, Marina, 29%, e Aécio, 19%.

Segundo turno
Ibope também simulou três cenários de segundo turno. São eles:

– Dilma Rousseff: 42%
– Marina Silva: 38%
– Branco/nulo: 12%
– Não sabe/não respondeu: 8%

– Dilma Rousseff: 45%
– Aécio Neves: 35%
– Branco/nulo: 12%
– Não sabe/não respondeu: 8%

– Marina Silva: 38%
– Aécio Neves: 34%
– Branco/nulo: 16%
– Não sabe/não respondeu: 12%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 27 e 29 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00909/2014.

Continua…

Entenda o leilão do 4G…

download

– O que é 4G?
É a tecnologia de internet móvel de banda larga, usada pelas operadoras de celular para oferecer acesso à web de qualquer lugar por meio de smartphones e tablets. A velocidade real estimada para as redes 4G representa um acesso de 20 a 40 vezes mais rápido, em média, do que o alcançado com as atuais redes 3G – entre 256 kilobits por segundo (Kbps) e 1 Mbps – para entre 15 megabits por segundo até 1 Gigabit por segundo.

– Que diferença faz pra quem usa celular?
Quem usa o 4G em um celular poderá acessar serviços que usam a internet rapidamente. Páginas de sites abrirão mais rápido, fotos e vídeos serão publicados no Facebook mais rapidamente. É como ter uma conexão de banda larga no bolso.

– O que é preciso para acessar o 4G?
É necessário ter um plano de dados 4G, que pode ser adquirido com as operadoras. Também é necessário que se tenha um aparelho compatível com as frequências usadas no Brasil e que as operadoras tenham instalado a tecnologia na cidade. Nem todas as cidades brasileiras são cobertas pelo 4G, embora as capitais e grandes cidades já tenham a banda larga móvel.

– O que foi leiloado?
Foram colocados à venda 6 lotes ou “pedaços” da faixa de frequência de 700 MHz (megahertz). Três deles dão direito à oferta do 4G em todo o país, e outros três são regionais.

– Quanto o governo arrecadou?
O governo fixou em edital o mínimo que aceita receber por cada um dos lotes. A soma dos preços mínimos dos seis lotes era de R$ 7,7 bilhões. Dois dos seis lote, no entanto, não tiveram compradores, e o total arrecadado ficou em R$ 5,85 bilhões.

– Quem participou da disputa?
Quatro empresas – Claro, Algar (CTBC), Telefónica/Vivo e TIM – participaram. Elas foram as únicas que entregaram propostas para os lotes, em 23 de setembro. No mesmo dia, a operadora Oi surpreendeu o setor ao informar, por meio de fato relevante, que havia desistido do leilão. A Nextel também optou por ficar de fora da disputa.

– Quem levou os lotes?
Claro, Vivo e TIM venceram a disputa pelos três lotes nacionais, que permitem oferecer o serviço de banda larga de quarta geração em todo o país. A Algar arrematou o lote 5 (regional) do leilão, que permite oferta do 4G justamente na área em que a empresa, ex-CTBC, possui concessão de telefonia. Dois lotes regionais não tiveram ofertas, e chegaram a ser oferecidos fracionados na segunda fase do leilão, mas permaneceram sem interessados.

– O que acontece agora?
Os vencedores terão direito de uso da faixa arrematada por 15 anos, com possibilidade de renovação por igual período. A outorga (valor do lance) poderá ser paga em até 8 anos.

– O Brasil já não tem internet 4G?
Sim. O serviço de 4G disponível hoje no país é operado por meio da faixa de frequência de 2,5 GHz (gigahertz), que foi leiloada em 2012. Agora, o governo vai vender “pedaços” ou lotes da frequência de 700 MHz para empresas. As frequências são como estradas e cada serviço trafega em uma faixa. Alguns países, como os Estados Unidos, também decidiram usar essa frequência, porque ela exige menor quantidade de antenas para cobertura de sinal.

– Qual o problema com as TVs?
Hoje a faixa de 700 MHz é ocupada por canais de TV analógicos, que transmitem sua programação por ela. Para dar lugar às operadoras do 4G, essas emissoras vão passar a operar em outras frequências, por meio digital. O edital prevê que o serviço de banda larga só comece 12 meses após a saída de todas as emissoras.

A limpeza da faixa de 700 MHz vai exigir gastos estimados em R$ 3,6 bilhões com compra de equipamentos para que as emissoras transmitam em frequência diferente. Esse investimento terá que ser feito pelas vencedoras do leilão desta terça.

O dinheiro também será usado para a compra e instalação de equipamentos que vão evitar interferências. A faixa que vai ser leiloada para o 4G é próxima da usada pela TV digital e isso preocupa o setor de radiodifusão, pois um serviço pode interferir no outro. (G!)

Claro, TIM e Vivo arrematam os três lotes nacionais do leilão do 4G,,,

getjujufitimjnd

As operadoras Claro, TIM e Telefônica/Vivo arremataram nesta terça-feira (30) os três lotes nacionais oferecidos no leilão do 4G, promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Esses lotes são chamados de nacionais porque permitem à vencedora oferecer o serviço de banda larga de quarta geração em todo o país.

A Algar arrematou o lote 5 (regional) do leilão, que permite oferta do 4G justamente na área em que a empresa, ex-CTBC, possui concessão de telefonia. Dois lotes regionais não tiveram ofertas, e chegaram a ser oferecidos fracionados na segunda fase do leilão, mas permaneceram sem interessados.

O governo arrecadou, com o leilão, R$ 5,85 bilhões – abaixo dos R$ 7,7 bilhões previstos caso todos os lotes fossem arrematados pelos valores mínimos.

Na abertura dos envelopes para o primeiro lote, a Claro apresentou a maior oferta (R$ 1,947 bilhão), ágio de 1% em relação ao mínimo exigido pelo governo (R$ 1,927 bilhão). Ela foi seguida pela TIM (R$ 1,928 bilhão) e Vivo (R$ 1,927 bilhão, valor mínimo). A Algar não apresentou proposta para esse lote.

TIM e Vivo foram classificadas e chamadas para apresentar proposta substitutiva na fase de disputa, mas abdicaram do direito. Assim, a Claro levou o primeiro lote sem disputa.

O edital prevê, após abertura dos envelopes, classificação das propostas, da maior para a menor. As empresas que tenham oferecido valor equivalente a pelo menos 70% da primeira colocada, têm direito a participar da fase de disputa pelo lote, em que elas podem elevar suas ofertas.

Se nenhuma oferta alcançar a margem de 70% da primeira colocada após a abertura dos envelopes, apenas a segunda maior será chamada para a disputa, independente da diferença de valores.

TIM leva lote 2
A TIM foi a vencedora do segundo lote, também nacional, ofertado pela Anatel. A empresa ofereceu R$ 1,947 bilhão, ágio de 1% em relação ao mínimo exigido no edital (R$ 1,927 bilhão), mesmo valor oferecido pela Claro no primeiro lote.

A Algar novamente não apresentou proposta para o segundo lote. Já a Claro não pode disputá-lo porque arrematou o primeiro.

A Vivo apresentou proposta de R$ 1,927 bilhão, mínimo exigido no edital pelo lote 2. A empresa foi chamada a participar da fase de disputa, mas recusou. A TIM, portanto, arrematou o segundo lote sem disputa.

Vivo fica com lote 3
Como previsto, a Vivo ficou com o terceiro lote que dá direito à oferta nacional do serviço de 4G. A empresa ofereceu proposta de R$ 1,927 bilhão, mínimo exigido no edital.

A Algar novamente não apresentou proposta. Já a Claro e a TIM não puderam disputá-lo por terem arrematado, respectivamente, o primeiro e o segundo lotes do leilão.

Lotes regionais
A Algar arrematou o lote 5 do leilão, que permite oferta do 4G em 87 municípios do interior de São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

A proposta da Algar foi de R$ 29,567 milhões, R$ 7 mil acima do valor mínimo exigido no edital por esse lote (R$ 29,560 milhões). Assim como nos outros lotes, não houve disputa com as outras empresas que participam do leilão.

O lote 6, que abrange a área de concessão da Sercomtel no Paraná (cidades de Londrina e Tamarana), e o lote 4, que permite oferecer o serviço do 4G em todo o país exceto as áreas de concessão da Sercomtel e da Algar, não tiveram proposta.

Governo pretendia arrecadar R$ 7,7 bilhões
Foram colocados à venda 6 lotes ou “pedaços” da faixa de frequência de 700 MHz (megahertz).  O governo fixou em edital o mínimo que aceitava receber por cada um dos lotes. A soma dos preços mínimos dos seis lotes era R$ 7,7 bilhões. O governo Dilma Rousseff conta com esse dinheiro para reforçar o caixa num momento de queda de arrecadação de impostos e risco de não cumprir a economia a que se comprometeu para pagar dívidas, o chamado superávit primário.

Quatro empresas – Claro, Algar (CTBC), Telefónica/Vivo e TIM – participaram da disputa. Elas foram as únicas que entregaram propostas para os lotes, em 23 de setembro. No mesmo dia, a operadora Oi surpreendeu o setor ao informar, por meio de fato relevante, que havia desistido do leilão. A Nextel também optou por ficar de fora da disputa. (G1)

XIV Festival da Cultura de João Alfredo…

10177245_362357657257734_6316455234019385105_n

Dilma agora tem a menor rejeição entre presidenciáveis…

20140929105224_cv_dilma-brasilia-20121207-size-598_gde

Entre os três principais presidenciáveis, Dilma Rousseff, presidenciável do PT, deixou de ser a mais rejeitada para ser a candidata com menor rejeição, segundo informações da pesquisa CNT/MDA.

De acordo com o levantamento, a rejeição da candidata à presidente recuou para 41,1%, de 43,9% na leitura anterior.

No mesmo sentido, a rejeição do candidato à presidência do PSDB, Aécio Neves, caiu de 43,2% para 42,6%. Por outro lado, a rejeição de Marina Silva foi a única a subir entre os três, passando de 39,5% para 42,5%. (Magno Martins)

Eduardo e família, protagonistas do comício de Marina…

marina_conversa_com_renata_-_viuva_de_eduardo_campos

Eduardo Campos e a família foram protagonistas principais do comício de Marina Silva, candidata  do PSB à Presidência da República, na noite desta segunda-feira (29) no comício do Recife. Marina estava ao lado da viúva de Eduardo, Renata Campos, e de quatro dos cinco filhos do ex-governador pernambucano, morto em acidente aéreo em Santos, em agosto.

No evento, realizado no Cais da Alfândega, o filho homem mais velho de Eduardo Campos, João Campos, de 20 anos, foi um dos primeiros a discursar. Ele agradeceu o apoio que a família recebeu desde a morte do ex-presidente do PSB e se posicionou como herdeiro político do pai.

‘Eu vejo que ele se transformou em uma grande referência política do Brasil e é por isso que eu estou aqui, porque eu devo isso a ele e devo ao povo de Pernambuco falar dos sentimentos que ele carregava’, afirmou em discurso emocionado, em memória do pai e pedindo votos a Marina.

Dos cinco filhos de Renata e Eduardo, apenas o mais novo, o recém-nascido Miguel, não esteve no comício. Também participaram do evento político nomes do PSB que compõem a chapa do partido no Estado: Paulo Câmara, candidato ao governo, e Fernando Bezerra Coelho, ex-ministro do governo Dilma e postulante ao Senado. (G1)

Greve: bancários cruzam os braços a partir de hoje…

bancarios-em-greve

Bancários de bancos públicos e privados decidiram em assembleias realizadas nesta segunda-feira (29) entrar em greve a partir de terça (30), por tempo indeterminado, segundo informou em nota a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

Até as 22h desta segunda, 20 estados confirmaram adesão à greve, além do Distrito Federal: Acre, Amapá, Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe.

O que para, e o que funciona
Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT, informou que a greve será iniciada apenas em agências bancárias. Caixas eletrônicos, serviços de teleatendimento e centros administrativos continuam funcionando.

Reivindicações dos bancários
Os trabalhadores que decidiram pela greve pedem reajuste salarial de 12,5%, além de piso salarial de R$ 2.979,25, PLR de três salários mais parcela adicional de R$ 6.247 e 14º salário. A categoria também pede aumento nos valores de benefícios como vale refeição, auxílio creche, gratificação de caixa, entre outros.(Do Portal G1)

Fique atento…

Eleições Limpas

A legislação eleitoral estabelece como crime, no dia da eleição, a arregimentação (o recrutamento) de eleitores ou a propaganda de boca de urna. A prática pode resultar em 6 meses a 1 ano de detenção, com alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa que pode variar de R$ 5.320,50 a R$ 15.961,50 (Lei nº 9.504/97, art. 39, § 5º, I a III).

No dia da votação, também são proibidos o uso de alto-falantes e amplificadores de som, a promoção de comício ou carreata e a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos. No entanto, é permitido ao eleitor manifestar sua preferência, individual e silenciosa, por candidato, partido político e coligação, por meio de bandeiras, broches, dísticos e adesivos no momento em que for votar (Lei nº 9.504/1997, art. 39-A, caput).

Já a divulgação de pesquisa de intenção de voto (de boca de urna) feita no dia das eleições somente pode ocorrer a partir das 17h, nas eleições relativas à escolha de deputados estaduais ou distritais, deputados federais, senador e governador. E apenas após as 19h no caso da eleição para presidente da República, sempre respeitando o fuso horário de cada localidade.

Hoje:

30 de setembro:

Dia do Jornaleiro.

Dia de São Jerônimo

Dia da Secretaria.

Dia da Bíblia.

Nesta data em:

1452 – A Bíblia de Gutenberg, o primeiro livro a ser impresso, é editada.
1980 – Publicado o padrão da Ethernet.
1981 – É abolida a pena de morte na França.

Nasceram neste dia…

1945 – Ehud Olmert, político israelita.
1962 – Frank Rijkaard, ex-futebolista e treinador neerlandês.
1964 – Monica Bellucci, actriz italiana.

Morreram neste dia…

1913 – Rudolf Diesel, engenheiro mecânico alemão (n. 1858).
1955 – James Dean, actor norte-americano (n. 1931).
1968 – Stanislaw Ponte Preta,  escritor brasileiro (n. 1923).

 2009 – Ivan Saidenberg, quadrinista brasileiro. (n. 1940)

Arquivo Fotográfico

150460bProcissão realizada no dia 15 de abril de 1960 em João Alfredo.

images1970md - CópiaMoso Assis, Diógenes Soares (+) e José Walter nos meados da década de 1970 em João Alfredo.

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo